LCT 640 TS ganha prémio na Musikmesse

O Musikmesse International Press Award (MIPA) foi atribuído ao modelo LCT 640 TS da LEWITT, na categoria de recording hardware. É mais um dos vários galardões atribuídos a este inovador microfone.

O LCT 640 TS é um dos microfones mais valiosos existente actualmente no mercado e, seguramente, um dos tecnicamente mais evoluídos de sempre. É a porta de acesso a um mundo novo de técnicas de gravação. O seu modo Dual Output permite separar os sinais frontal e traseiro do microfone, de modo a conseguir obter qualquer diagrama polar, mesmo depois da captação ter sido efectuada. Depois de registado o sinal com o LCT 640 TS, o plugin POLARIZER, desenvolvido pela LEWITT pode ser usado para afinar o material recolhido. No modo Multi-Pattern, o LCT 640 TS obedece aos mais altos padrões de um microfone de estúdio de condensador de topo de gama. A tecnologia Perfect Match garante que qualquer microfone LCT 640 TS tem a mesma exacta resposta a 1 kHz. O modo Dual Output permite gravar em estéreo com um único LCT 640 TS. Mas as características excepcionais do LCT 640 TS não se esgotam nesta breve descrição.

Saiba mais sobre o LCT 640 TS da LEWITT  aqui . Leia aqui e aqui mais sobre a “história” do galardão MIPA agora atribuído.

Venha testar o LCT 640 TS e ouça, pelos seus próprios ouvidos, o que distingue este excepcional produto.

 

 


 

LAWO anuncia novo V_matrix

A edição de 2018 da NAB contou com uma novidade vinda da LAWO: o novo V_matrix Virtual Multiviewer. O poder  espantoso do novo V_matrix é uma das ideias que mais tem ecoado pelos corredores da NAB em Las Vegas!

Com o novo V_matrix da LAWO a processar video e áudio, qualquer unidade de broadcast, de maior ou menor dimensão, transforma-se numa poderosa, única e flexível operação de produção à prova de futuro, capaz de lidar com uma infinita série de fluxos de trabalho, uma poderosa ferramenta de apoio à transição para um ambiente de produção totalmente assente na tecnologia IP.

O sistema V_matrix é escalável de dezenas a milhares de funções de I/O e de processamento, o que o torna ideal para qualquer operação de broadcast, seja pequena ou grande.

Os módulos virtuais vm_mv24-4 e vm_mv16-4 (VMs) compatíveis com o V_matrix produzem uma funcionalidade multiviewer de alta qualidade, quando associados ao módulo c100. O V_matrix aceita sinais IP e SDI e os módulos vituais  multiviewer monitorizam video não comprimido em formato 4K/UHD, 3G, HD e SD video, para além de áudio, embedded e separado, enquanto geram mosaicos perfeitos com definição ao píxel e baixíssima latência.

Para saber mais sobre o novo V_matrix leia aqui e aqui.

Para saber mais ainda sobre esta e outras soluções LAWO  contacte-nos.


RSP-1232HL, novo SmartPanel da RIEDEL

Os interfaces da RIEDEL com as suas diferentes linhas de equipamento baseiam-se no binómio SmartPanel/app. A empresa revela agora a sua nova série 1200 de SmartPanels.

O novo RSP-1232HL da série 1200 da RIEDEL inclui ecrãs full color e multitouch, 32 teclas híbridas, possibilidade de combinar apps potenciando a multifuncionalidade e de adaptar a diferentes fluxos de trabalho.

Saiba mais sobre o novo RSP-1232HL da RIEDEL aqui ou contacte-nos para mais informações.

 

 


USB para áudio, explicado

Conhece, sem dúvida, a sigla USB. Talvez não saiba, porém, que por detrás da escolha deste protocolo para ligar, por exemplo, o seu conversor AD/DA ao seu computador estão razões tecnológicas, mas também estratégicas e práticas. A AUDIENT mantém o uso do USB 2.0. Saiba porquê…

 

O UNIVERSAL SERIAL BUS (USB) é uma especificação criada por um conjunto de empresas que incluiram a Compaq, Intel, Microsoft e a NEC, a que mais tarde se juntaram a Hewlett-Packard, Lucent e a Philips. A confusão de sistemas de ligação entre computadores e periféricos, reinante na altura e as limitações (velocidades, DMA, possibilidade do hot plugging) que esses diferentes tipos de ligações impunham ditaram a criação da nova especificação. As suas vantagens toranram-se imediatamente evidentes e a sua adopção e desenvolvimento seguiram-se de forma

 Image result for usbNo universo do áudio, limitações estruturais ditaram de início que o protocolo não fosse imediatamente seguido, mas rapidamente as novas revisões vieram permitir o seu emprego pleno a esta área.

Apesar do surgimento do USB 3.0 e mesmo do Thunderbolt, que oferecem larguras de banda mais elevadas, os interfaces da AUDIENT são desenhados  por forma a poderem continuar a usar o USB 2.0. Este formato é o que se encontra disponível na grande generalidade de computadores. Para além disso, razões técnicas, de concepção e de indisponibilidade ou falta de suporte no caso dos protocolos mais avançados, fazem com que os interfaces AUDIENT funcionem sem problemas em qualquer computador.

Veja tudo sobre a utilização do USB, nomeadamente sobre o uso deste protocolo no áudio e sobre a opção USB 2.0 nos produtos AUDIENT aqui.

Conheça o novíssimo iD44 aqui.

Venha ver e experimentar a linha de interfaces AUDIENT, venha falar connosco.

 

 


Eurovision Song Contest 2018

A RIEDEL tem tudo pronto para viajar para Lisboa. É o Eurovision Song Contest 2018. A festa prepara-se para Maio.

Vamos lá estar.

 

 

A RIEDEL cuida dos últimos pormenores da operação Eurovision Song Contest 2018. O equipamento está a ser verificado e acondicionado, antes de ser expedido para Lisboa.

Portugal é, como se sabe, o anfitrião da edição deste ano e a RTP assegura a coordenação das operações.

Vamos acompanhar este grande acontecimento, certamente rico em detalhes técnicos e logísticos, e sobre tudo isto ir-vos-emos aqui dando conta.

 


Grand Palais, grande sistema de comunicação

O musical Singin’ in the Rain foi produzido pelo Théâtre du Châtelet em 2015. Entretanto a célebre sala entrou em obras e o espectáculo mudou-se para o Grand Palais. Era preciso assegurar as comunicações nesta grande sala de 2400 lugares. A RIEDEL foi responsável pela tarefa.

Singin’ in the Rain foi tornado famoso por Gene Kelly num filme de culto da MGM de 1952. Em 2015 o Théâtre du Châtelet decidiu refazer a 100% a produção em Paris. A Carreira desta nova e glamorosa versão do clássico Singin’ in the Rain foi nada menos que triunfal. O Théâtre
du Châtelet fechou, entretanto, para obras de renovação e foi decidido repor o espectáculo na sala do Grand Palais para mais uma série de representações.

Esta sala de 2400 lugares e uma arquitectura complexa de vidro e ferro, coloca problemas especiais de intercomunicação. Uma solução, que seria a de “importar” o sistema de intercomunicação do Châtelet não era viável, nomeadamente porque não se adequava às especiais características do Grand Palais.

A solução foi, pois, pensar numa nova estrutura de raiz.

Esta estrutura foi construída com base nos sistemas Artist, Bolero,
PerformerRiFace da RIEDEL. A estrutura foi fornecida pela Silence, uma participada do B-Live Group.

Franck Berger, da RIEDEL declarou a este propósito que “as nossas

soluções de intercomunicação são ideais para ambientes dinâmicos e brilham mesmo neste mundo acelerado da produção ao vivo em palco.”

Se quiser saber mais sobre este sistema concebido para a reposição do SIngin’ in the Rain no Grand Palais, leia aqui.

Veja, a propósito, aqui um video sobre toda esta produção.

Aproveite ainda para ler aqui sobre a participação da RIEDEL nos recentes Jogos Olímpicos de Inverno, na Coreia. Fique a saber como foram utilizados os sistemas Artist, Performer e Bolero para a intercomunicação e como foi feita a distribuição de sinal audio, video e dados com redes de distribuição como o Medior­Net e RockNet. Oportunamente falaremos mais sobre esta operação.

Saiba, entretanto, mais sobre a RIEDEL aqui.

Para mais informações sobre a RIEDEL e as suas soluções, por favor, contacte-nos.

 

 

 


Silêncio no hospital

Numa sala de operações a comunicação tem de ser clara e sem interferências. O DNS8 da CEDAR dá um inesperada ajuda.

As áreas tradicionais de aplicação dos produtos da CEDAR são a pós-produção áudio, o broadcast e, paralelamente, o áudio forense ou a vigiliância.
Uma outra área surgiu: a dos hospitais.

O DNS8 Live da CEDAR está a ser aplicado, pela primeira
vez, para tornar inteligível e clara a comunicação numa sala de operações de um hospital no Maine, EUA.

Neste caso para operações envolvendo robótica na própria sala de cirurgia e controlo remoto por assistentes numa outra sala, exterior ao bloco operatório.
diálogo entre as duas equipas tem de ser claro e inequívoco. Entra o DNS8 Live. Veja como  aqui.

Saiba mais sobre a CEDAR AUDIO.

Venha ver testar estes equipamentos. Marque uma conversa connosco.

 


 

A iZotope nos Oscars

A cerimónia dos Oscars é um dos eventos mais aguardados no mundo inteiro. Por detrás de cada Oscar atribuído estão segredos que contribuem para que vencedores e nomeados estejam presentes na corrida ao galardão máximo. A iZotope é um desses segredos.

O Oscar é, seguramente, um dos galardões mais prestigiantes da indústria cinematográfica e uma distinção que marca de modo absolutamente inabalável a carreira dos galardoados. O som é uma área fulcral deesta indústria — alguns dizem que representa mais de 50% de um filme…

Em qualquer caso, seja qual for o peso que tem no resultado final, o som é uma componente importantíssima destes Prémios da Academia e, a prová-lo, estão os vários Oscars que são atribuídos às várias secções em que a componente sonora intervém: música, design sonoro, montagem sonora, etc..

Foram vários os filmes nomeados para os Oscars 2018 que recorrreram aos produtos da iZotope na sua produção. The Shape of Water e Blade Runner 2049 foram apenas alguns dos filmes, porventura os mais notórios, que recorrreram à tecnologia desenvolvida pela iZotope.
Mas há outros e há muitas outras histórias que pode ler aqui e aqui.

Saiba mais sobre a iZotope e as suas soluções aqui.

Melhor ainda: se a sua área for produção de som para cinema, video ou multimédia, venha ter connosco, venha ver e ouvir como funcionam os produtos da iZotope e vamos falar sobre o modo como eles o podem ajudar.


Protools 2018

O PROTOOLS tem novidades. O objectivo é o mesmo de sempre: satisfazer de modo cada vez mais eficaz o profissional exigente. Tudo no PROTOOLS serve para facilitar o livre fluxo da sua criatividade.

O PROTOOLS mudou a forma de designar as novas versões. Mas não é  esta a única novidade do PROTOOLS 2018.

Pode agora criar novas sessões on the fly, capturar um take mesmo sem carregar em record, controlar melhor o MIDI, construir uma target list dos melhores takes, ter uma mellhor visão da sua mistura, poder aceder ao seu iLok de uma nova forma, etc..

Nunca foi tão fácil produzir e pós-produzir a sua música, os seus diálogos ou os seus efeitos como agora, com o novo PROTOOLS 2018.

A versão 2018.3 acaba de sair.

 

 

 

O novo PROTOOLS permite-lhe criar a sua música ou o seu áudio de forma ainda mais fácil, trabalhar em formatos maiores, em produções de maior envergadura, fazer música de forma inspirada e eficaz, em modo virtual, individual ou colaborativamente, experimentar e partilhar facilmente novas ideias.

É um novo fluxo de trabalho que se abre diante de si com o novo PROTOOLS 2018.

Saiba mais sobre o que há de novo no PROTOOS 2018.

Veja aqui uma introdução a este novo produto AVID.

Veja o que há de novo no PROTOOLS 2018.3.

Se quiser saber mais ainda, venha falar connosco sobre o novo PROTOOLS 2018.

 


 

Leve este estúdio para onde quiser

Com o novo iD44, a AUDIENT criou um poderoso estúdio (sim, não é uma “placa” é um estúdio inteiro!) portátil. É uma ferramenta
da mais alta qualidade, que pode levar para qualquer lado.

 

 

O iD44 é o novo produto da AUDIENT, que já aqui anunciámos. Na linha dos clássicos iD22, 14 e 4, o novo iD44 representa um novo e importante passo em frente. O novo modelo contém os mesmos pré-amplificadores classe C, que equipam os demais produtos da AUDIENT (inclusivamente em mesas de estúdio como a ASP8024-HE), mas acrescenta-lhe novos conversores, concebidos para reproduzir uma banda dinâmica mais alargada, 4 canais de microfones e duas entradas JFET D.I, desenhadas para replicar as entradas dos amplificadores de válvulas. 4 saídas de linha e 2 inserts balanceados (que permitem ligação a equipamento analógico externo) e duas saídas para ausucultadores.

 

 

 

No capítulo das ligações digitais o iD44 oferece um conjunto consideerável de soluções. Está equipado com duas entradas/saídas ópticas, saída Wordclock, suporta ADAT e SPDIF e permite adicionar até 16 entradas, perfeito para sessões de gravação maiores ou para gravações ao vivo.

Veja aqui mais informação sobre o iD44 e consulte-nos para uma demonstração ou para saber ainda mais sobre este e outros produtos da AUDIENT.

Entretanto, não esqueça: adquira este ou outro interface AUDIENT, registe o seu produto e beneficie do programa ARC Creative Hub.
Saiba mais sobre este programa.