O mundo como palco e como estúdio

Imagine um concerto num palco em Sidney. A captação feita in loco, a mistura em Berlim, pós-produção em Toronto e pontos de escuta em Nova Iorque e Lisboa. Agora imagine todo este conjunto de valências a funcionar remotamente, mas em simultâneo. Dentro dos mais altos padrões de qualidade. Com os melhores profissionais a operar o melhor e mais adequado equipamento para cada uma das operações, em cada um desses locais. Sem deslocações e com os custos de transporte de pessoal e equipamentos reduzidos ao mínimo. Imagine as vantagens e os benefícios. Calcule o impacto que isto tem no ambiente. A RIEDEL deu uma ajuda para manter um complexo circuito deste tipo em uníssono, num recente projecto de concerto, gravação, mistura e masterização simultânea. Bem-vindo à produção áudio para o século XXI.

Remote Operations Center (RIEDEL, Wuppertal)

Remote Recording Network (RRN) é uma estrutura especializada em gravação de concertos, Live Broadcast, produção, mistura e masterização remota, e ainda áudio 3D. O seu quartel general é em Solingen, na Alemanha. A sua filosofia de actuação pode ser apreciada aqui.

Recentemente, um novo projecto colocou em marcha uma solução que parece apontar para um futuro sustentável da indústria de produção musical, limitando-lhe o impacto ecológico sem comprometer o nível de qualidade exigível a esta dimensão de trabalho, mas proporcionando um alargamento do impacto artístico sem precedentes. Tratou-se do concerto do cantor Peter Maffay, acompanhado por um grupo de músicos locais no Steintor-Varietè, em Halle, na Alemanha. Trata-se de uma prestigiada e renovada sala, com capacidade para 1000 espectadores, construída em 1889.

Quanto Maffay entrou em palco, para um concerto acústico que teve lugar em 13 de Abril último, uma equipa fazia a captação, enquanto uma segunda equipa misturava no local, usando os recursos do RRN, como FOH remoto, enquanto uma segunda equipa masterizava este resultado remotamente do Studio Boecker, em Colónia. Os vários locais estavam ligados através do Remote Operations Center (ROC), da RIEDEL, em Wuppertal. O ROC, que serve uma variedade de situações de produção, desde eventos das mais variadas naturezas — artística, live broadcast, desportivos, etc. —, constituiu o núcleo central de comunicações e de transmissão de sinal para toda esta operação. Daqui, os engenheiros do ROC monitorizaram as comunicações, configuraram remotamente os diferentes sinais gerados e transmitiram todos os streams que corriam entre a sala e o estúdio. Uma operação complexa e exigente, tornada possível graças à tecnologia RIEDEL.

Studio Bocker

Saiba mais sobre este acontecimento aqui e aqui. Saiba mais sobre a RIEDEL e as suas soluções. Venha conhecer ainda mais falando connosco. Fique a a saber como, juntamente com a RIEDEL, poderemos satisfazer as suas exigências, por mais simples ou complexas que se afigurem. Bem vindo à produção do futuro.


Desporto, pandemia e intercomunicação

Os mais importantes acontecimentos desportivos, à escala mundial, foram cancelados ou adiados. As organizações de campeonatos, jogos e outras provas são operações complexas, de preparação morosa e custosa. O que se avizinha é, no curto prazo, uma acumulação enorme de acontecimentos desportivos que tentarão recuperar calendários e manter compromissos e expectativas. A fase que se segue é a da retoma, com novos figurinos e exigências. Para os agentes e estruturas envolvidos no mundo do desporto, este é um tempo de reflexão, de recuperação e manutenção de estruturas, mas, sobretudo, de preparação do futuro. A RIEDEL é a marca presente nos principais acontecimentos desportivos, que se desenrolam a nível mundial. As suas soluções de intercomunicação são, e vão sê-lo ainda mais no futuro, a espinha dorsal que assegurará o êxito dos eventos desportivo que aí vêm.

2020 ficará marcado na história do desporto, não pelos feitos atléticos alcançados ou pelo sucesso das provas organizadas, mas como o ano que assistiu ao cancelamento de praticamente todas as competições desportivas, por todo o mundo. Os Jogos Olímpicos, o Europeu de Futebol, todas as Ligas nacionais, as principais Maratonas, jogos paralímpicos, jogos de inverno, as provas automobilísticas, incluindo uma Fórmula 1 — cuja edição presente vai decorrer em regime irregular, com algumas provas suspensas, outras adiadas e outras, ainda, a decorrer à porta fechada — enquanto mais de 900 torneios de ténis foram cancelados, segundo anuncia a Federação Internacional da modalidade. Boxe, natação, ciclismo, rugby, golfe, canoagem e um nunca acabar de outras modalidades viram as suas provas suspensas ou adiadas, nalguns casos para 2022.

PERFORMER

O que se vai seguir é um retomar gradual de actividades, nalguns casos em moldes novos, onde naturalmente o papel do broadcast vai ter uma força maior. É tempo de ajustar as condições de produção às novas exigências e aos novos figurinos que se preparam. Todos estarão envolvidos nesta nova fase, agentes desportivos, clubes, federações, ligas, as organizações que asseguram a realização dos eventos e, sobretudo, os broadcasters, que terão de responder a novos desafios.

ARTIST

O potencial da produção assente numa infraestrutura de base IP, já há muito surgia como uma das chaves para um novo paradigma de produção audiovisual Mais do que nunca, esse novo figurino nos surge como a chave do futuro. Rádio e televisão terão de se reajustar, mais rapidamente do que certamente antecipavam, à nova realidade. Um dos elementos fundamentais, porventura, o mais decisivo, que marca este paradigma é o da intercomunicação. A intercomunicação, assente nas novas realidades tecnológicas, revela-se como um elemento tão fundamental, como o eram os elementos tradicionais da produção audiovisual. Grandes estruturas de intercomunicação, de base IP, fiáveis, de qualidade, flexíveis, escaláveis, são hoje uma necessidade, quer sob o ponto de vista tecnológico quer sob o ponto de vista financeiro.

BOLERO

A RIEDEL é líder incontestada des sector a nível mundial. As suas soluções estão presentes e voltarão a estar presentes nos principais palco mundiais do desporto, mas são também a escolha natural em muitos outros sectores, do entretenimento aos hospitais. A Rádio e televisão do Montenegro é apenas o último exemplo, de um broadcaster europeu a optar pelas soluções RIEDEL. Leia aqui mais detalhes.

A oferta RIEDEL para a área da intercomunicação é a resposta para os desafios que se colocam hoje para todo o universo do broadcast, mas não só. PERFORMER, ARTIST ou BOLERO, são algumas das soluções que a RIEDEL põe à sua disposição para enfrentar o desafio da modernidade e do futuro.

Venha falar connosco, para ficar a saber ainda mais sobre tudo o que a RIEDEL pode fazer por si.


Broadcast em tempo de pandemia

A crise originada pela COVID-19 estendeu-se a todos os sectores da sociedade. Também à área do broadcast foram colocados desafios, incluindo os de natureza técnica, a que foi e está a ser difícil dar resposta. A nova geração de equipamentos baseados no protocolo IP constitui uma clara mais valia, que proporciona soluções rápidas e de implementação imediata, num quadro fora do normal, como é o desta crise. A LAWO está na vanguarda dessas soluções, com respostas muito diversificadas, ao nível das exigências do sector.

KQED de S. Francisco (EUA)

Com a crise provocada pela pandemia, sectores houve da actividade económica que foram e estão a ser seriamente afectados. A importância da área da informação e de todo o broadcast, no geral, ganhou ainda mais relevo, uma vez que a necessidade de transmissão de informação se revelou de importância vital e, com o confinamento imposto em todo o mundo, a difusão de conteúdos de diversa natureza tem um papel essencial. Mas este é um momento de grande incerteza, com o aparecimento de obstáculos imprevistos, a que a generalidade dos broadcasters continua a ter dificuldade em responder adequadamente. Sob o plano técnico, o confinamento e o perigo de eventual contágio introduzem problemas de operação a que as soluções tradicionais a que o universo do broadcast recorre não consegue, simplesmente dar resposta adequada. Como se resolve o problema do tele-trabalho, como se controlam equipamentos, se gerem estúdios, como se consegue obter um fluxo de funcionamento, o mais normal possível, dentro dos padrões exigíveis?

Não há, neste quadro actual inesperado, uma solução milagrosa, testada e pronta a funcionar, mas qualquer tentativa de ultrapassar os problemas que hoje se colocam, passa, inevitavelmente, e passará no futuro, pela adopção de soluções baseadas no protocolo IP.

NOVA 73

Um exemplo do planeamento atempado e de resolução adequada dos problemas técnicos que uma crise como a desta pandemia trouxe ao universo do broadcast, vem dos EUA. A estação KQED, de S. Francisco, afiliada da NPR, tem presença na Rádio, TV e na internet, nomeadamente nas redes sociais. Depois de observar as dificuldades pelas quais passa a generalidade dos operadores de broadcast do seu país neste contexto, os técnicos da KQED encontraram, juntamente com a LAWO, as soluções técnicas adequadas à manutenção do seu funcionamento em momento de crise. Tratava-se, neste caso, de assegurar o controlo remoto e o acesso à régie central e os outros 3 estúdios de produção. Como assegurar o acesso remoto e continuar a trabalhar numa situação de confinamento do pessoal? A solução encontrada baseia-se em conversores CANBus-to-IP que comunicam com o router NOVA73 da LAWO. Daí é possível o controlo total das consolas sapphire existentes. Uma segunda parte do projecto consistiu em criar um estúdio virtual baseado numa solução com ecrãs tácteis, que permitem um controlo total usando o VisTool GUI Building software da LAWO. Esta solução deu acesso a ligação remota via IP dos estúdios, situados em diferentes pontos da cidade, proporcionando assim completo acesso de todas as funções e recursos das mesas dos 3 estúdios, incluindo codecs, o sistema VoIP de telefone, e o playout, para além do talkback e dos canais mix-minus.

Leia mais sobre esta solução aqui. Venha falar connosco para saber tudo sobre as soluções mais adequadas às suas necessidades.


SPIRE STUDIO, e o resto é história

Até há á 48 anos, a possibilidade de registar múltiplas pistas num mesmo gravador, fora de um estúdio, estava reservada a apenas alguns privilegiados. Com alguns truques, era possível enganar a máquina e gravar uma pista de áudio sobre outra previamente gravada. O processo era mais barato, mas moroso e a qualidade permitia, no máximo, esboçar grosseiramente uma nova música ou arranjo. Depois apareceram os portastudios. E depois veio o digital. Hoje o estúdio acompanha-o, para onde quer que se desloque, com uma qualidade que nem as despendiosas máquinas de estúdio conseguiriam atingir. O SPIRE STUDIO da iZotope é uma destas novas máquinas, a mais poderosa desta linha. Um estúdio inteiro numa pequena caixa que você guarda na mochila.

Os primeiros gravadores multipista surgiram em 1955, fruto da ideia de Les Paul. Esse mesmo, que deu nome à famosa guitarra da Gibson. Um feito conseguido pela Ampex, a primeira a produzir estas máquinas de 8 pistas. Antes dos gravadores multipista, uma gravação requeria a presença simutânea de todos os músicos e cantores intervenientes, e qualquer engano significava ter de refazer a gravação do início. A gravação multipista introduziu uma revolução no mundo da música. Mas não só. Também no cinema, por exemplo, o trabalho de montagem síncrona da banda sonora — que envolvia até então o uso de uma máquina, gravador ou giradiscos, por cada pista de áudio e complicadas operações de bouncing — ficou enormemente facilitado. A gravação multipista significou uma profunda revolução na produção áudio.

Ampex 8 track de Les Paul

A captação síncrona de vários instrumentos era assim o privilégio reservado a quem podia comprar ou alugar uma máquina cujo preço original rondava os $10,000. Caras, pesadas, de difícil e delicada manutenção. Técnicas como o sound-on-sound permitiam gravar vários instrumentos, desligando a cabeça de desgravar e sobrepondo as gravações. Um processo análogo à múltipla exposição de um negativo, no mundo da fotografia. Na verdade estes processos — que davam resultados de má qualidade — antecederam a gravação multipista, mas continuaram a ser usado na esfera amadora e em certas formas de arte sonora. É em 1972 que surgem os primeiros gravadores multipista em cassete, que ficaram conhecidos como portastudios. De qualidade, naturalmente, inferior aos gravadores de fita profissionais, mas muito mais acessíveis e permitindo a obtenção de uma qualidade, de longe, superior à que seria possível usando métodos como o sound-on-sound ou semelhantes. O uso destes gravadores, que constituiram sucessos de vendas para a Fostex e para a Tascam, estava ainda reservado à produção de maquetas ou ao esboço de orquestrações. Até que em 1981, Bruce Springstein usou maquetas, produzidas num destes gravadores directamente no seu álbum Nebraska. Foi o triunfo definitivo do portastudio e deste conceito, O sucesso do álbum ajudou a catapultar o prestígio do gravador multipista de cassete.

Tascam 4 track mod. 144

Depois disso, o desenvolvimento da tecnologia, em particular das cassetes, permitiu o aumento de número de pistas. Entretanto, inicia-se a revolução do áudio digital, com o aparecimento de formatos como o DAT e mais tarde a gravação para disco rígido. A digitalização permitiu o aparecimento de equipamentos cada vez mais compactos, com maior qualidade e com cada vez mais funções associadas, custando uma fracção do preço dos equipamentos anteriores. Abriram também as portas à gravação e montagem não linear e a uma comunicação entre equipamentos mais simples e eficaz.

É no culminar deste processo que surge o SPIRE STUDIO da iZotope, a expressão última de todo este conceito de estúdio portátil. Este é o modelo mais compacto, versátil e poderoso estúdio multipista digital disponível no mercado.

Spire Studio da iZotope

O SPIRE STUDIO detecta o instrumento e automaticamente calibra o seu nível de entrada, ajustando a sua curva de resposta para lhe dar o necessário destaque na mistura final. Permite gravar e misturar até oito pistas e publicar de imediato.O SPIRE STUDIO combina o hardware da mais alta qualidade com o software de topo da iZotope, numa pequena unidade, muito flexível e totalmente protátil, pronta a entrar em acção onde quer que dela necessite. Através da sua função soundcheck o SPIRE STUDIO detecta o tipo de sinal de entrada e ajusta os seus parâmetros internos para produzir o melhor sinal possível. Os sinais podem vir dos seus parceiros da banda, no seu local de ensaio, numa apresentação pública, local ou remotamente. Com gravação directa ou através de uma rede wireless. Depois de tudo registado, a sua outra função enhance — um exclusivo que provém directamente do OZONE, o software de referência, para mistura e masterização, da iZotope — vai-lhe permitir polir os seus sons antes de eles poderem ser conhecidos pelo mundo.

Veja todas as características do SPIRE STUDIO aqui. Leia aqui um outro artigo sobre este modelo. Veja aqui diversos videos. Contacte-nos para saber mais ainda sobre esta notável ferramenta e outros produtos iZotope.


Os gémeos do futuro

Acabam de ser entregues à RTBF (Radio-télévision belge de la Fédération Wallonie-Bruxelles), dois carros de exteriores, idênticos, que constituem o que de mais avançado existe neste momento no mundo, no que diz respeito a este tipo de recursos. Estes carros gémeos são dois pilares centrais sobre os quais vai assentar a nova Media Square que a estação pretende implementar. A tecnologia LAWO constitui o eixo principal da solução tecnológica em que assenta o funcionamento destes carros.

Detalhe do novo carro de exteriores da RTBF

A Radio-télévision belge de la Fédération Wallonie-Bruxelles (RTBF), é a estação pública francófona da Bélgica. A actividade da RTBF estende-se pelos seus 4 canais de televisão, nove de rádio, presença na web e nas diferentes redes sociais. A sua produção é muito diversificada e pode ser apreciada, quer dentro das fronteiras do país quer internacionalmente.

Dotada de uma importante infraestrutura tecnológica, a RTBF acaba de ver alargada a sua capacidade significativamente com a aquisição de dois super carros de exteriores. Totalmente iguais, com a tecnologia mais avançada disponível hoje e virados para o futuro.

A base dos carros assenta numa infraestrutura de rede Arista de 100 Gbps, sobre a qual funciona a plataforma V__matrix C100 da LAWO. Tudo isto para proporcionar sinal de vídeo e áudio no formato SDI e IP, sua distribuição e processamento, controlo e monitorização processados pelos sistemas VSM, vSNMP, vsmSOUL e vsmGear, também da LAWO. Veja tudo sobre estes sistemas de controlo aqui. Mesas mc²56 completam este conjunto de equipamento.

O sistema de intercomunicação é proporcionado pela RIEDEL e inclui o TANGO e os Smartpanels da série 1200.

Nesta altura, os carros gémeos de exteriores, agora fornecidos à RTBF, constituem o que de mais avançado existe no mundo, no que respeita a tecnologia destinada a este género de aplicações. Podem ser usados autonomamente, mas também em conjunto para produções que o exijam e podem ainda ser adicionados aos recursos dos estúdios centrais. Constituem as pedras angulares de um conjunto mais alargado de recursos a implementar em futuro breve, uma vez que estão equipados com tecnologia à prova de futuro.

Veja este video com uma descrição dos novos carros. Leia aqui um artigo detalhado sobre as especificações deste fornecimento. Veja aqui panorâmicas 360º do interior dos carros.

Saiba mais sobre as soluções LAWO e RIEDEL. Saiba ainda mais, contactando-nos.


A Arte do Software

A produção áudio passa hoje, quase exclusivamente, pela aplicação de ferramentas de software. No estúdio, na régie, na rádio ou no palco todas as operações executadas e todos os equipamentos utilizados são comandados por software. Da operação mais geral e básica, até à operação mais complicada e especializada, o software permite o controlo de todos os aspectos da produção profissional e de todos os parâmetros do som. A AVANTOOLS dispõe de uma selecção muito vasta de soluções de software que cobrem todas as suas necessidades.

A AVANTOOLS foi a empresa pioneira na introdução do áudio digital em Portugal. As primeiras soluções que surgiram no mercado e marcaram a migração da produção áudio do analógico para o digital foram disponibilizadas pela nossa empresa. É uma experiência única e muito profunda, que se foi enriquecendo à medida que este sector foi evoluindo. Algumas das nossas marcas são, desde o início deste processo, pontos incontornáveis de referência neste mercado, que pela sua própria natureza está constantemente em actualização e evolução.

Para a iZotope o seu maior desígnio é a qualidade do som. A empresa oferece soluções baseadas nas mais avançadas técnicas de design de software, e ajuda operadores, músicos e produtores nas suas tarefas, focando-se ssim na sua criatividade e libertando-se do fantasma ou do peso da tecnologia. Soluções baseadas em IA e aprendizagem de máquina que proporcionam ferramentas. Destaque, por exemplo, para o RX7, o Neutron 3 ou o Ozone 9. Produtos que conquistaram o mercado e ganharam inúmeros prémios que atestam a sua qualidade e aceitação.

A WAVES é a líder mundial na produção de software áudio e de processamento de sinal. Uma carreira que foi construída desde 1992 e que conta com a AVANTOOLS desde a primeira hora como sua distribuidora em Portugal. A WAVES oferece software Native e SoundGrid nos diferentes formatos VST, TDM, RTAS e AU, para as plataformas mais conhecidas: Pro Tools, Logic, Cubase ou Ableton, por exemplo.

A SONNOX surge da herança dos fabricantes da primeira mesa digital, com qualidade broadcast surgida no mercado, a Oxford. Uma experiência acumulada desde os anos 80, pois, que a SONNOX pôs ao dispor de um público mais alargado, com a oferta de software que se destina a todas as áreas de produção áudio. Trabalhando em associação com Avid, a Universal Audio ou a Fraunhofer, a SONNOX distingue-se, sobretudo, pelos seus celebrados plugins de equalização e processamento dinâmico.

A McDSP é uma companhia fundada em 1998, cuja tecnologia se aplica a todas as mais populares DAW incluindo o Pro Tools, Logic, Cubase, e os Avid live sound systems. Os algoritmos áudio desenvolvidos pela McDSP podem ainda ser encontrados em produtos desenvolvidos por empresas como a Audiokinetic, a Bioware, ou a Microsoft, e em produtos da linha de consumo como o iOS audio player da LouderLogic.

A AUDIO EASE é uma das mais inovadoras empresas de desenvolvimento de software áudio. Tem sede em Utrecht (Holanda). Conhecida sobretudo pelo Altiverb, o primeiro e mais conceituado plugin de reverberação baseado no método da convolução. Outros produtos de processamento de espaço acústico produzidos pelo fabricante holandês, que têm lugar nas produções musicias mais exigentes e também no video e no cinema.

Outros fabricantes de software, que também produzem harware, fazem parceria connosco. É o caso da CEDAR AUDIO. Para além dos seus conhecidos equipamentos integrados de processamento de sinal, a CEDAR AUDIO oferece ainda soluções apenas de software para a maior parte dos seus celebrados algoritmos de processamento de sinal e redução de ruído.

É o caso também da RTW, a empresa alemã especializada em equipamento de medição de sinal áudio. Para além das suas soluções intergradas, a RTW oferece também soluções em formato plugin, compatíveis com todas as plataformas digitais de captação e edição, para além de ter o seu software integrado em produtos de outras companhias, como é o caso da LAWO.

É o caso, ainda, da EVENTIDE, que para além da sua extensa e celebrada linha de hardware, marca também presença nesta área com inovadoras soluções de software, em formato plugin, muitos deles versões neste formato de equipamento de estúdio que trouxe muito justamente fama à empresa, como é o caso do H3000.

Finalmente, a SONARWORKS, é a empresa fundada em 2012, especializada no desenvolvimento de software de referência para monição. Destaque neste momento para o Reference 4, o software que calibra os seus monitores de estúdio e auscultadores, para que produza uma mistura fiável em qualquer sistema.

São estas algumas das soluções que temos para si, no domínio do software. Visite o nosso site, veja os inúmeros videos que lhe disponibilizamos sobre estes e outros produtos. Através dos links das empresas encontrará também muita informação adcional, escrita e em video, sobre os produtos por elas disponiibilzados. Contacte-nos para saber mais sobre as soluções de software que aqui lhe propomos, para as testar ou para alguma oferta especial.


DNS ou a genética do som

Se não acredita em milagres, há um produto da CEDAR AUDIO que lhe pode restaurar a fé. Se quiser testemunhar um, vá lá, quase milagre, ouça um modelo equipado com tecnologia DNS em acção. O que estes modelos da prestigida marca inglesa fazem pelo som está nesta categoria do quase milagre. Se precisa de recuperar gravações antigas, retirar ruído de captações feitas em condições deficientes ou, simplesmente, tornar perfeita a gravação quase perfeita, a tecnologia DNS da CEDAR AUDIO é solução para si. Vem em diversas versões, cada uma ajustada às suas necessidades. Em qualquer caso, a origem do som perfeito.

DNS 8D

A tecnologia criada pela CEDAR AUDIO conhecida como Dialogue Noise Suppression (DNS) visa eliminar ruído indesejável do sinal áudio. Seja durante o processo de captação, para transmissão ou registo, seja depois de registado. Com a tecnologia DNS é possível eliminar ruído de tráfego, ar condicionado, vento, chuva ou qualquer forma de ruído de fundo. É possível ainda compensar casos de uma posição desfavorável do microfone ou reverberação excessiva. Nestes e noutros casos, o processo raia o milagre.

Até esta tecnologia surgir, a supressão de ruído do sinal áudio assentava em complicados processos como o uso de filtros passa-baixo, noise gates, processadores dinâmicos e outros sistemas de redução de ruído. Todos eles se revelaram excepcionalemtne complexos, mas sobretudo altamente ineficazes. Os filtros não descriminam entre sinal e o ruído que se pretende eliminar, os noise gates não funcionam quando o sinal está presente e produzem descontinuidades desagradáveis entre o ruído e o sinal. Outros sistemas produzem distorção, ruído tipo impulsivo e outros efeitos inceitáveis. A tecnolodia DNS suprimiu todos estes problemas e o seu sucesso traduziu-se pela atribuição de inúmeros prémios, designadamente um da Academy of Motion Picture Arts and Sciences.

DNS 2

Desde a sua criação, a tecnologia DNS foi subsequentemente implementada em numerosos produtos da linha oferecida pela CEDAR AUDIO. Em formato de hardware, com o DNS1000 e produtos afins. Em software, com o DNS One e outros. Agora esta tecnologia foi redesenhada tendo em conta aplicações em que a portabilidade e velocidade de processamento são factors chave. É o caso do DNS 2, portátil, 2 canais (particularmente destinado ao broadcast, cinema, video e live) sobre o qual falámos aqui e aqui. Ou o DNS 8, multicanal (especialmente adequado a situações de estúdio, broadcast, rádio), que se apresenta agora equipado com tecnologia DANTE, o DNS 8D. Pesquise a nossa secção de Notícias para mais informação, usando CEDAR AUDIO como palavra-chave.

Saiba mais sobre a linha de produtos da CEDAR AUDIO, incluindo alguns videos sobre estes modelos e leia aqui e aqui exemplos de algumas aplicações recentes desta tecnologia.

Venha ouvir para crer. Venha testemunhar o milagre CEDAR AUDIO e ouça com os seus prórios ouvidos o que esta tecnologia lhe pode proporcionar.


LAWO, controlo total do seu sinal áudio

Para além das operações básicas que uma mesa de mistura permite executar — controlo dos níveis, processamento do sinal — a produção, seja na área do broadcast ou no live, exige hoje um complexo controlo do sinal. Este tem que estar disponível para comunicar com outros equipamentos, para ser distribuído para fora das régies, dos estúdios ou carros de exterior, muitas vezes para o outro lado do mundo. Ao mesmo tempo, desse outro lado, chegam outros sinais que têm de ser incorporados na produção local, dentro dos mesmos standards de qualidade. Um complexo e exigente mundo que pode hoje ser controlado a partir das modernas mesas de mistura digitais. Assente numa experiência de 50 anos, a LAWO oferece, reconhecidamente, as melhores soluções para responder a toda essa complexidade e exigência.

Não há dúvida que a tecnologia digital colocou a mesa de mistura digital no centro de controlo do universo áudio de qualquer produção, seja ela no domínio do broadcast ou do live. A gestão de todo o complexo de entradas e saídas para os routers, para gravadores, para os pontos de saída da emissão, ou a alimentação da escuta de colunas e auscutadores, constitui uma parte da complexa cadeia de emissão ou num espectáculo ao vivo. Toda esta gestão pode ser levada a cabo a partir da própria mesa, que se constitui assim como o centro nevrálgico de toda a cadeia áudio.

A facilidade e flexibilidade proporcionadas pelo soft patching, a economia de espaço e a simplificação dos problemas de cablagem, são factores adicionais que reforçam para a solução digital. Os complexos de produção local e remota crescem, como cresce a exigência de interligação entre diferentes equipamentos e de troca de sinal. Como cada vez mais sofisticados, exigentes e diversificados são os padrões de qualidade, como o 4 e 8K, ou o áudio imersivo.

E tudo isto, a tecnologia digital veio trazer uma muito maior facilidade, ao suprimir barreiras físicas neste processo, mas a fixação de um standard comum para o transporte do sinal áudio, baseado no protocolo IP, veio finalmente tornar possível a partilha de recursos e a colaboração em operações, mesmo que deslocalizadas, numa rigorosa obediência aos mais altos padrões de qualidade.

A LAWO propõe, com a sua linha de mesas e redes de distribuição de sinal áudio, destinadas ao broadcast e ao live, um conjunto de soluções sem paralelo, onde, seguramente encontrará a que mais se adequa às suas necessidades. Soluções produzidas na continuidade de uma experiência colhida ao longo 50 anos, como pioneira naquilo que podemos designar por transporte de sinal aúdio, não comprimido, através de redes IP. E essa é uma experiência que define a solidez de uma grande marca.

Leia aqui mais sobre as vantagens das soluções digitais com base IP e a mudança de paradigma que representam. Aproveite para conhecer uma aplicação recente a um novo carro de exteriores da ORF (Österreichischer Rundfunk,) totalmente baseado no protocolo IP. Veja aqui e aqui as soluções LAWO para os equipamentos que aqui destacamos. Ou fale connosco para saber mais ainda sobre todas estas soluções.


RIEDEL na pole position

Da Croácia à Catalunha, a RIEDEL continua a fornecer soluções de topo para os sistemas de intercomunicação dos broadcasters e outras importantes instituições espalhadas por todo o mundo. A RTL Croácia e o Parlamento de Catalunha são os exemplos mais recentes. Entretanto, devido à pandemia da Covid19, o decurso habitual do campeonato de Fórmula 1 está a ser reajustado. Soluções alternativas estão neste momento em estudo. A RIEDEL é, como se sabe, parceiro preferencial deste evento e vai continuar a marcar presença, qualquer que seja o figurino que a prova venha a ter na nova época. Partindo, como sempre, da pole position.

Parlamento da Catalunha

A RTL Croácia é dos maiores broadcasters do país. Parte do grupo luxemburguês, RTL, a RTL Croácia efectuou recentemente uma importante actualização do seu sistema de intercomunicação. A escolha dp fornecedor da nova solução recaiu sobre a RIEDEL. Para o efeito foi adquirido um sistema assente nos modelos MediorNet e Artist. Trata-se de uma rede que serve o centro operacional principal e o da informação, possibilitando a distribuição integrada e descentralizada do sinal e das comunicações, incluindo a grande videowall com mais de 100 PiPs (picture in picture.)

RTL Croácia

A solução encontrada assenta na capacidade do MediorNet de disponibilizar transporte de sinal fiável e de alta qualidade e intercomunicação, necessários à RTL para o seu serviço HD. A solução MediorNet proporciona também uma transição suave para uma solução futura totalmente assente em IP. A escolha é baseada na provada fiabilidade de sistemas semelhantes que a RIEDEL, instalou por todo o mundo. Saiba mais sobre estas novas soluções aqui.

Por sua vez, o Parlamento da Catalunha acaba de proceder a uma renovação total da sua infraestrutura de audiovisuais e comunicação, por concurso público. O objectivo era o de proporcionar um sinal audiovisual único de todos os actos da Câmara Catalã e um sistema centralizado de intercomunicação. A RIEDEL foi o fornecedor escolhido. No que respeita o transporte, processamento, distribuição, monitorização e comunicações, a opção assenta num sistema baseado nos modelos Mediornet, MicroN e MetroN. No que respeita à intercomunicação a escolha recaiu num sistema Artist e Bolero. Saiba mais sobre esta nova solução para o Parlamento Catalão aqui.

Com o problema da pandemia da Covid19 a afectar a realização dos maiores eventos mundiais, também a Fórmula 1 se viu na necessidade de rever a realização das provas da próxima época. Tendo em conta as severas limitações impostas em todo o mundo, nova época da F1 vai decorrer com soluções, que vão desde o adiamento de provas, à sua realização à porta fechada. A RIEDEL será sempre um parceiro presente em qualquer das soluções que estão neste momento em estudo. Enquanto espera por voltar à normalidade, aproveite e veja a série Formula 1: Drive to Survive, na NETFLIX, onde poderá observar os bastidores da prova e as soluções RIEDEL de intercomunicação em acção.

Saiba mais sobre as soluções que a RIEDEL lhe disponibiliza, fale connosco.


Crescendo DUO da SPL, ouvir para crer

Se pretende qualidade de topo, as suas gravações vão ter de começar por um pré-aplificador de topo. A SPL lançou hoje mesmo o CRESCENDO DUO, o parente mais novo da linha CRESCENDO. A tal linha de pré-amplificadores baseado na tecnologia SPL 120V, que os torna praticamente imunes à distorção. Do som mais imperceptível ao mais violento, o CRESCENDO reproduz fielmente a dinâmica do seu sinal original, sem lhe subtrair ou acrescentar quaisquer artefactos. É ouvir para crer.

O novo Crescendo DUO

O novo CRESCENDO DUO partilha as mesmas excelentes características sonoras e técnicas do seu parente, topo de gama, o CRESCENDO, o pré-amplificador de 8 canais, fabricado pelos alemães da SPL, sobre o qual falámos aqui.

O destaque principal destes modelos: graças à tecnologia SPL 120V, é quase impossível sobrecarregá-los. É esta tecnologia que permite ao DUO e ao seu mano mais velho distinguirem-se pela absoluta fidelidade e clareza do sinal. Com o CRESCENDO, os seus microfones brilham sob uma nova luz. Nunca os seus microfones foram amplificados com este grau de fidelidade.

Além da alimentação phantom comutável de +48V, para microfones de condensador, o CRESCENDO DUO oferece um filtro passa alto para eliminar o ruído de baixa frequência, a possibilidade de mudar a fase do sinal, um PAD para diminuir o ganho do pré-amplificador e a possibilidade de reduzir o nível exibido no VUímetro em 10dB. Os dois grandes VUímetros indicam-lhe o nível de saída do sinal. Outro destaque do CRESCENDO DUO é o controlo individual de ganho da entrada Mic e do ganho da saída. Isso permite que o sinal do microfone seja amplificado até ao valor máximo possível, sem desperdiçar um único dB.

No painel traseiro vai encontrar o seu sinal pré-amplificado através de duas saídas XLR paralelas por canal.
Estas saídas permitem-lhe dispôr de duas vias paralelas do sinal que podem ser usados, por exemplo, em dois sistemas de gravação diferentes ​​(para backup) ou para alimentar dois equipamentos diferentes simultaneamente, situados em duas salas diferentes.

O CRESCENDO DUO é a via de acesso plena ao mundo dos pré-amplificadores de microfone, com tecnologia SPL 120V. É a ferramenta ideal para as gravações estéreo mais exigentes, mas é também a mais adequada para sinais mono, como voz ou instrumentos individuais. O CRESCENDO DUO é aporta de entrada perfeita para qualquer estúdio de gravação exigente.

Saiba mais sobre o CRESCENDO e sobre a tecnologia SPL 120V. Saiba mais sobre outras soluções SPL. Fale connosco para ficar a saber mais ainda sobre a marca alemã e as sua soluções.