iXM da YELLOWTEC para a entrevista perfeita

Na rádio e no broadcast, em geral, os equipamentos exigem a mais alta qualidade, robustez, mobilidade, facilidade de operação e um design cuidado. Tudo isto está presente no microfone-gravador iXm da YELLOWTEC, a solução profissional que oferece todas estas características num produto altamente inovador, poderoso e versatil. Considerado por muitos como o melhor microfone de reportagem do mundo! É o iXm da YELLOWTEC.

O iXm da YELLOWTEC é a solução ideal para reportagem em rádio e televisão. Robusto, facilmente transportável, muito simples de operar. Trata-se de um dispositivo de gravação universal, desenvolvido especialmente para jornalistas. Concebido com o foco na eficiência e na qualidade, está equipado com um painel de instrumentos fácil de usar. O controlador de nível LEA integrada do iXm oferece níveis de áudio perfeitos em todas as gravações. As cabeças de microfone intermutáveis ​​proporcionam flexibilidade no que diz respeito ao padrão de captação.

O iXm é alimentado por simples baterias tipo AA e grava para cartões tipo SD ou SDHC. Uma escolha de cápsulas intermutáveis – cardióide, supercardióide ou omnidirecional – permite escolher a solução mais adequada, consoante a aplicação, como um fotógrafo escolheria a objectiva necessária para cada desafio.

Dois simples botões, é tudo o que a operação requer. Pode ouvir o seu registo no momento, ligando os seus auscultadores à respectiva saída. Há também uma porta USB, que lhe permite descarregar os seus ficheiros para o computador, prontos para posterior pós-produção ou montagem.

Com a aplicação Uplink e o seu dispositivo iOS ou Android, as suas captações estarão imediatamente disponíveis nesse compacto, portátil, mas muito poderoso mini-estúdio, com recursos sofisticados de edição, arquivamento e metatag. O iXm Uplink é de particular interesse para os repórteres, pois permite que o envio de gravações por e-mail, directamente para o estúdio depois de identificar os arquivos. Uma outra possibilidade de aumentar as capacidades de edição com o seu material é proporcionada pelo WaveLab Yellowtec Edition (cf. link para saber mais sobre o iXM abaixo),

Facto particularmente importante: o iXm está equipado com a tecnologia LEA (Level Automation), que lhe proporciona um controlo absoluto e automático sobre o ganho, sem saltos ou artefactos como os que o habitualmente o controlo automático de ganho gera. O resultado é uma gravação natural, de qualidade broadcast, com o máximo ganho possível e sem distorsão. O LEA é um exclusivo YELLOWTEC.

Existe uma versão do iXM especialmente concebida para podcasts.

Estão agora disponíveis também dois importantes acessórios, o iXm Boomer, uma perch especial para o iXM (muito popular em tempos de Covid) e os Lightning SD Card Readers, para iOS e Android .

Saiba mais sobre o iXm aqui e veja também uma série videos sobre as caratcterísticas e aplicações do iXm e a tecnologia LEA. Teste o iXm, venha já falar connosco.

iXm da YELLOWTEC: o microfone ideal para a entrevista perfeita.


CEDAR AUDIO, a marca de referência no processamento áudio

Há mais de trinta anos que a CEDAR AUDIO lidera a área do restauro de áudio e supressão de ruído. O prestígio e o know-how desta marca não têm verdadeiramente rival. Se o seu trabalho passa, de uma forma ou de outra, por recuperar gravações, não existe alternativa profissional à CEDAR AUDIO. Se necessita de suprimir ruído, durante as captações, em produção, ou, posteriormente, em pós-produção, não existe alternativa profissional à CEDAR AUDIO. Se trabalha em broadcast, cinema, rádio, estúdio, live ou noutro qualquer campo em que se coloque a necessidade de proceder ao restauro de gravações ou suprimir ruído, em tempo real ou em diferido, esta é a sua única solução profissional. A CEDAR AUDIO é a referência inequívoca no tratamento de sinal acústico.

A CEDAR AUDIO é uma marca com uma reputação inabalável nas áreas do restauro do sinal áudio e supressão de ruído. Com efeito, foi a primeira empresa a criar um sistema de restauro em tempo real, desenvolvendo os primeiros sistemas de restauro baseados em hardware do mundo. Inventou o dehissing digital que não exigia uma impressão digital espectral. Inventou os primeiros corretores de fase/tempo, ao nível da sub-sample. Inventou o supressor digital de ruído de diálogo.Inventou o corretor de velocidade que não precisava de um tom guia. Inventou a edição espectral – uma técnica agora tão comum que as pessoas mal se lembram da vida sem ela. E tantas coisas mais. A tecnologia desenvolvida pela CEDAR AUDIO está presente nos seus produtos e é incorporada, sob licença, em produtos de outras marcas. A actividade e o prestígio da marca só podem ser classificada de uma forma: um prodígio.

Já aqui no FEEDFORWARD lhe falámos de alguns produtos da marca inglesa. Que se repartem por duas áreas fundamentais: hardware integrado para tratamento de sinal e software que funciona de forma autónoma ou integrada em qualquer DAW, Vamos-lhe recordar os principais produtos oferecidos pela CEDAR AUDIO.

No domínio do hardware integrado, o destaque vai para o DNS 2 e o DNS 8D.

DNS 2

O DNS 2, de dois canais, é o primeiro Dynamic Noise Supressor (DNS) projetado especificamente a pensar na portabilidade e com a preocupação de ter uma operação extremamente simples. Na sua base está um novo algoritmo DNS que não requer mais do que activar a função Aprender que identifica e se adapta ao ruído de fundo para, em seguida, gerar a quantidade de atenuação de ruído necessária. Mantendo uma latência de praticamente zero, é adequado para uso em todas as situações: da gravação no terreno, transmissão ao vivo, som ao vivo em locais como teatros, salas de concerto, salas de conferência e locais de culto. Pode ser, naturalmente, também usado em trabalho de estúdio e pós-produção. Veja mais sobre as características do DNS 2 aqui.

DNS 8D

O DNS 8D foi concebido especificamente para emissão e som ao vivo. Com oito canais de supressão de ruído, contém na sua base um novo algoritmo que combina o melhor do machine learning e do processamento de sinal, no qual os supressores de ruído do DNS 8 Live e do acima referido DNS 2 são baseados. Com a sua interface de utilizador elegante, que inclui modos de operação padrão e de pormenor, oferece melhor controlo do que qualquer modelo de supressão de ruído anterior, tanto a partir do painel frontal como de quase qualquer browser, que possa aceder ao seu software de controlo remoto interno. Com sua latência quase zero e uma entrada padrão de 12 VCC de 4 pinos, além de alimentação universal, é adequado para uso em todas as situações ao vivo: não apenas emissão, mas também som ao vivo, em locais como teatros, salas de concertos, salas de conferências e lugares de culto. Veja mais sobre as característica do DNS 8D aqui.

Studio 9

Na área do software, as soluções CEDAR estão disponíveis sob a forma de plug-ins nos formatos AAX, VST2, VST3 e AU (dependendo do sistema operativo usado). O Retouch ™ está também disponível como aplicação autónoma. O CEDAR Studio 9 inclui o conjunto de onze processos avançados que permitem eliminar uma ampla gama de problemas comuns e melhorar significativamente a qualidade do sinal áudio. Cada processo do CEDAR Studio 9 foi derivado do produto principal, o CEDAR Cambridge ™, que ganhou vários prémios, e oferece resultados insuperáveis, rapidamente e com o mínimo de confusão e intervenção do utilizador. Disponíveis estão as aplicações DNS, Studio Restore e Retouch, que incluem os onze processo descritos e estão disponíveis autonomamente ou globalmente. Sobre esta vasta paleta de aplicações pode ficar a saber mais aqui.

Fique a saber tudo sobre a CEDAR AUDIO aqui e, melhor ainda, marque uma visita connosco, para ficar a saber mais ou para um demonstração de alguns destes produtos.


diamond da LAWO

O ano de 2021, para além de aspectos menos agradáveis e mais visíveis, trouxe uma certamente não tão perceptível revolução nos processos de produção na área do broadcast, de que, mais cedo ou mais tarde, todos se vão aperceber. A LAWO lançou a sua mesa de mistura para broadcast diamond, um conceito revolucionário, que promete alterar totalmente os paradigmas de trabalho nesta área. A diamond oferece, para além da fiabilidade, da robustez e da flexibilidade a que a marca alemã nos habituou, algo mais. Trata-se de uma mesa de mistura tão intuitiva e fácil de operar, com funcionalidades tão poderosas, que, ao usá-la e ao tirar partido de todo esse poder, o seu operador achará isso tão natural como respirar. Uma sinergia perfeita de operação física e virtual, com controlos sensíveis ao contexto, inteligentes, a diamond vai mudar o paradigma da operação áudio no broadcast. Um exemplo de utilização da nova diamond vem da Suíça.

Cada trabalho requer as ferramentas adequadas. Quanto mais exigente for o trabalho, maior deve ser a qualidade dessas ferramentas. E para atingir os mais altos níveis de produtividade, elas devem poder ser operadas como se fossem extensões do próprio corpo. É com esse propósito que surge a diamond, para aplicações de rádio e TV.
A filosofia de design é simples: oferecer aos profissionais de broadcast uma mesa de mistura tão intuitiva, tão fácil de operar, que usá-lo pareça absolutamente natural e intuitivo.
A diamond é tecnologia de ponta, na sua verdadeira acepção. IP nativa, é claro. Totalmente modular, configurável para as necessidades e instalações mais especializadas. Escalável, com 2 a 60 faders físicos. Extensões virtuais que fornecem informações imediatas para todas as funções. Faders sensíveis ao toque e controlos giratórios com ecrãs vibrantes e coloridos. Uma ferramenta poderosíssima, entregue com todo o estilo que os broadcasters esperam das mesas de mistura da LAWO.

As estações de rádio privadas suíças Radio 24 e Virgin Radio Switzerland, propriedade da CH Media, tornaram-se as primeiras estações a instalar as recém introduzidas mesas de rádio diamond. Até agora, um total de sete novas mesas diamond foram instalados nas salas de controlo e de produção das duas emissoras.

Cada uma das três salas de controlo de emissão equipadas de forma idêntica, oferece estações de trabalho para um pivot e um co-apresentador, além de uma posição para notícias e duas posições para convidados. A mesa do pivot compreende 12 faders, enquanto o co-apresentador usa uma unidade de 4 faders. Um módulo de 2 faders para os noticiários completa a instalação. O design modular da diamond permite que os controlos, intuitivos e flexíveis, sejam ajustados às necessidades exactas dos apresentadores e técnicos, optimizando os fluxos de trabalho da estação.

A diamond é, como referido, IP nativa, baseado nos padrões abertos de rede de áudio sobre IP AES67/RAVENNA e também está em conformidade com os padrões ST2110-30/-31 e ST2022-7. O motor de mistura Power Core fornece conectividade de I/O, expansível para AES67, MADI, analógico, AES3 e Dante®.

Saiba mais sobre esta instalação modelo aqui. Saiba mais sobre a diamond aqui. Para saber mais ainda, consulte-nos e fique saber como a nova diamond da LAWO vai revolucionar e optimizar os seus fluxos de trabalho.


Sapporo Television Broadcasting opta por RIEDEL

A linha Micronet da RIEDEL constitui, sem dúvida, uma poderosa solução para todo o tipo de necessidades e desafios que o broadcaster moderno enfrenta. Dir-se-ia até que constitui a solução, dado o conceito único e inovador que subjaz esta tipo de equipamento concebido pela marca alemã. Mas a linha Micronet é muito mais do que isso. Ela conta com o rigor, a inovação, a fiabilidade, a qualidade, a robustez e o pensamento no utilizador que são o apanágio de toda a linha da RIEDEL. Aquilo que faz desta marca a referência inquestionável no domínio do broadcast. Em reconhecimento destes predicados, uma solução Micronet acaba de ser a escolha de mais um poderoso broadcaster, neste caso, a Sapporo Television Broadcasting.

Com a introdução do MediorNet há mais de uma década, a RIEDEL tornou-se a primeira marca a abordar o problema da distribuição de infraestruturas de vídeo, combinando transporte de sinal, roteamento, processamento e conversão, numa rede redundante em tempo real. Desde então, o MediorNet cresceu e tornou-se o elemento central das redes AV, o mais versátil e fiável do mercado. Até hoje, o MediorNet a ser o único sistema que garante todas as vantagens oferecidas pelo chamado hardware distribuído assente em software.

A estrutura modular, à prova de futuro, como é frequentemente apontado, do MediorNet e o conceito inovador do controlo de hardware por apps, permitem que se adapte facilmente às mudanças no mercado. À medida que os padrões e expectativas da indústria evoluem, o MediorNet evolui com eles. A resposta da RIEDEL aos desafios decorrentes da evolução em direcção à tecnologia IP foi uma gama de soluções inovadoras baseadas em SFP para complementar os interfaces de sinal inteligente MicroN, MicroN UHD e Compact da MediorNet e o switch central MetroN. Os módulos de processamento e hubs de processamento MuoN, FusioN e VirtU completam o portfólio de vídeo da RIEDEL com soluções IP completas. Todos esses dispositivos versáteis podem servir uma ampla gama de funções e aplicações diferentes, mas distinguem-se por duas qualidades principais que têm estado na base da filosofia da marca alemã para infraestruturas de mídia por anos: são distribuídos e controlados por software.

Uma perfeita ilustração do poder das soluções referidas é o recente caso da Sapporo Television Broadcasting (STV), cuja história poderá ficar a conhecer aqui. O poderoso broadcaster japonês acaba de instalar 17 dispositivos de rede de distribuição de mídia MicroN, para além de dois roteadores de núcleo MetroN, como parte de uma rede de mídia em tempo real MediorNet distribuída. A rede estende-se por duas salas de controleo, controlo central de emissão, edição de notícias e demais áreas da emissora. Com esta implantação, a STV tornou-se o primeiro cliente da RIEDEL no Japão a usar o dispositivo de rede de distribuição de mídia MicroN como um roteador de vídeo central.

As razões para a escolha da STV, para além de manter os custos operacionais e de manutenção baixos e reduzir significativamente os requisitos de cablagem, assentam no facto de o sistema MediorNet oferecer funções de processamento, opções de entrada/saída MADI e redundância que contribuem para a flexibilidade e fiabilidade geral do sistema. A STV usa a infraestrutura da RIEDEL para agregar recursos de vídeo de dentro e fora da estação de transmissão e torná-los imediatamente disponíveis para vários departamentos conforme necessário. A emissora também implantou o sistema de intercomunicação sem fio Bolero da RIEDEL para comunicações flexíveis em toda a estação.

À medida que broadcasters como a STV decidem pela mudança em direção ao IP, a linha MediorNet permite a adopção de uma abordagem progressiva, partindo da sua base SDI e implementando a tecnologia de base IP quando entendem ser a hora certa.

Para mais informações sobre o projecto RIEDEL/STV veja aqui. Saiba mais sobre a linha MedioNet aqui. Para conhecer melhor ainda a RIEDEL e as soluções que mais se adaptam às suas necessidades, contacte-nos.


Campanha upgrades AVID

A AVID anunciou que até 31 de Dezembro estarão disponíveis os Upgrades/Reinstatements para quem tenha Plano Expirado.

Esta oportunidade permite o upgrade e actualização da Licença Perpétua desde o Protools 11, 12, 20xx, e renova o Plano de Actualizações por mais um ano, com acesso às versões em vigor dos respectivos softwares.
Para quem tivesse uma Licença Perpétua com plano caducado, a solução proposta pela AVID entre 2019 e hoje era apenas substituir os planos das Licenças Perpétuas por Subscrições ou manter os planos activos. Agora, a AVID volta a disponibilizar os Reinstatements até ao final do mês.

Planos abrangidos:

  • Pro Tools 1-Year Upgrade with Software Updates + Support Plan  –  
  • Pro Tools | Ultimate 1-Year  Upgrade with Software Updates + Support Plan  
  • Sibelius | Ultimate  1-Year Upgrade with Software Updates + Support Plan 
  • Sibelius 1-Year Upgrade with Software Updates + Support Plan  

Apresse-se, portanto e contacte-nos.  


Phonitor 2: indispensável no estúdio moderno

O Phonitor 2 é a mais recente proposta da SPL, um moderno amplificador de auscultadores, concebido para engenheiros de som e de masterização que usam este método de trabalho. Os altifalantes também podem ser ligados ao Phonitor 2, o que o transforma num controlador de monitorização de estúdio completo. O Phonitor 2 constitui a mais recente incursão da SPL neste domínio, depois do êxito dos modelos Phonitor One e Phonitor One d. O Phonitor 2 é mais um produto da inovadora marca alemã, uma ferramenta única, recheada de características avançadas, imprescindível no estúdio moderno.

O Phonitor 2 é a nova proposta da SPL, na linha dos outros modelos da série (o Phonitor One e o Phonitor One d,) de que já aqui lhe demos conta anteriormente.

A alma, a inovação, a verdadeira revolução introduzida na série Phonitor, reside no Phonitor Matrix, um sistema graças ao qual é possível monitorizar o som por meio por meio de auscultadores, da mesma forma que que é feita por meio de altifalantes. Para conseguir isso, o efeito superestéreo é corrigido, o que faz com que a colocação de vozes e instrumentos na imagem estéreo pareça ser mais amplamente distribuída e efeitos como reverberação e delays sejam potenciados. O funcionamento está esquematizado na ilustração seguinte.

O Phonitor 2 aceita 2 entradas XLR e 1 RCA, possui controlo solo L/R, inversão de fase para L e R, saída comutável para auscultadores ou altifalantes, mute e controlo da função Phonitor Matrix, com crossfeed, ângulo do altifalante e nível geral (este pode ser desligado). A saída para os altifalantes activos é feita por via simétrica, via XLR. Podem ser ligadas duas fontes estéreo balanceadas e uma não balanceada ao Phonitor 2. Se um leitor de CD ou outro equipamento HiFi estiver ligado às entradas RCA, o nível deste pode ser aumentado de -10 dBV para 0 dBu usando um DIP switch, na parte inferior da unidade. Desta forma, o nível das fontes é comparável.

O Phonitor 2 possui vuímetros mecânicos. que podem ser calibrados através do controlo VU Cal. Pela sua própria natureza, a audição pode ser direcionada mais para a esquerda ou mais para a direita. Isso é particularmente evidente com a utilização de auscultadores. Por isso, o Phonitor 2 possui um controlo de lateralidade de alta resolução. Com ele, o centro pode ser ajustado com grande rigor.

Tecnologia 120V, também no novo Phonitor 2

Fique a saber ainda que o novo Phonitor 2 usa a tecnologia 120V, um exclusivo da SPL, presente noutros equipamentos da marca, cujas características poderá ficar a conhecer melhor aqui.

Apresentamos-lhe um breve sumário das características do novo Phonitor 2. Para saber mais consulte esta página ou venha falar connosco para ficar a conhecer ainda melhor este revolucionário modelo ou para uma demonstração. Veja aqui também os outros produtos da SPL ao seu dispor.


A casa dos sonhos

A Ópera de São Francisco (SFO) foi reconhecida como uma das companhias de ópera líderes do mundo, desde a sua fundação em 1923. A SFO continua a ser uma instituição artística essencial por via da sua programação e inovações introduzidas. Destaque para o uso de meios digitais, programas de enorme qualidade no campo da formação artística e para a política de encomendas para expansão do repertório operático. A histórica War Memorial Opera House , o símbolo, por assim dizer, da SFO, inaugurada em 1932, acaba de concluir uma actualização técnica para uma infraestrutura completa de áudio sobre IP. Fê-lo com duas mesas de produção LAWO da série mc² e equipamento relacionado, unificando os sistemas de produção de áudio do teatro e concluindo assim um projeto com raízes que remontam há quase 7 anos.

A prestigiadíssimo San Francisco Opera é uma instituição chave no panorama artístico do Estados Unidos. Conhecida por cativar o público de São Francisco desde 1923, tornou-se um símbolo da grande ópera, conhecida também por encomendar várias estreias mundiais, treinar alguns dos maiores jovens artistas da ópera e ser uma das companhias de ópera líderes do mundo.

A LAWO não é propriamente novidade para esta SFO, que adquiriu a sua primeira mesa da marca alemã, uma mc²56 MKII, em 2015, para uso na pós-produção. Foi um bom campo de testes, já que a equipa técnica da SFO olhava para o futuro, planeando já a substituição de uma mesa anterior, sem rede, que usavam na altura.
Ter uma componente tão importante do equipamento fora de serviço não era aceitável. Os requisitos básicos para as novas mesas eram simples. Primeiro, as mesas precisavam de ser equipadas capaz de aceitar o protocolo RAVENNA de raiz e, segundo, precisavam de possuir a qualidade e as características técnicas que a ópera e a música sinfónica exigem.
Tendo adquirido a mc²56 MKII, com o modelo Nova73 Compact em 2015, para o seu serviço de pós-produção, permitiu uma grande familiaridade com a marca LAWO. Na verdade, a escolha feita em 2015 deveu-se, justamente, ao facto de aceitar o protocolo RAVENNA de raiz. A SFO usava Merging Pyramix para captura multipista e mistura de pós-produção desde 2007, e interfaces Horus e Hapi AD/DA para todos os microfones remotos desde 2012. Integrar aquele primeiro mc²56 MKII na sua infraestrutura permitiu muito criar um sistema de conectividade mais simples. A transição decorreu sem qualquer problema.

Com a presente actualização a SFO procurou atingir dois objectivos. O principal era reunir as instalações de áudio ao vivo, de transmissão e de pós-produção da San Francisco Opera numa infraestrutura de 96 kHz. O sistema inclui uma mesa de produção de áudio mc²56 MKIII com um núcleo A_UHD redundante para a cabine de som no 5º andar, nos bastidores. Junto com caixas de palco A__stage64 e A__madi6, um processador de vídeo Lawo V__pro8 e um Power Core RP com controle remoto VisTool RP, para ensaio e microfones gerais. Ao nível da orquestra, uma mesa de produção de áudio mc²36 MKII fornece som FOH. O backbone do sistema é gerido por dois switches Arista 7020.
Um segundo objetivo, era o de integrar a mesa FOH com a mesa de som principal, uma vez que as duas novas mesas compartilham agora todas as fontes. As saídas alimentam dois DirectOut Prodigy.MP, via RAVENNA, antes da distribuição espacial do som.

Um outro grande desafio com o equipamento anterior era a falta de DSP, que exigia muito equipamento de processamento externo . Uma vez que já estava instalada anteriormente a infraestrutura AoIP com a primeira MESA LAWO, foi fácil substituir as antigas stageboxes pelo modelo A__stage64, usando a cablagem existente e adicionando um Arista 7020 para ligar as mesas, núcleos A_UHD, unidades A__stages64, A__madi6 e o Power Core.

Por outro lado, a SFO partilha o teatro com o San Francisco Ballet, e ambos têm necessidades semelhantes, mas com algumas especificidades importantes. As mudanças necessárias foram, no passado, sempre bastante complicadas e demoradas, pois exigiam muitas alterações profundas do patch bay. Agora, finalmente, o sistema é grande e flexível o suficiente para que tudo o que há a fazer é, simplesmente trocar alguns microfones e introduzir um patch diferente na mc²56 MKIII, mc²36 MKII e no Power Core.

Saiba mais sobre este projecto aqui. Saiba mais sobre o equipamento aqui referido aqui. Fique a saber mais ainda sobre a LAWO e as suas soluções falando connosco.


Campanha YELLOWTEC: iXM Podcaster e acessórios

Campanha YELLOWTEC. Apresse-se e veja o que pode obter com a aquisição de um iXM Podcaster.

O tempo urge!

Aproveite esta campanha YELLOWTEK.

Cada iXM Podcaster que adquirir virá acompanhado dos respectivos acessórios.


• Windscreen

• iXm Pouch 

• iXm SD Card Reader for USB-C

• iXm SD Card Reader for Lightning

Aproveite a oportunidade e consulte-nos para saber mais sobre a campanha.


A nova Diamond da LAWO – muito mais que uma mesa de mistura

A nova Diamond da LAWO é mais do que uma simples mesa de mistura, por muito sofisticada, versátil e geradora de um som cristalino que possa ser. É tudo isto, claro, mas é, sobretudo, um poderosíssimo centro de controlo de todo o seu complexo de operações. Algo sem paralelo, nesta área de equipamentos. Uma brilhante peça de engenharia, com a qualidade e o pedigree que seriam de esperar da marca alemã. Um produto revolucionário, com características que a colocam num patamar só seu. A nova Diamond da LAWO é a bússola pela qual todos se vão orientar.

Diamond

Cada trabalho requer as ferramentas adequadas. Quanto mais exigente for o trabalho, maior deve ser a qualidade das ferramentas. E para atingir os mais altos níveis de produtividade, as nossas ferramentas devem operar como extensões de nós próprios. É neste quadro que surge a nova mesa Diamond para aplicações de rádio e TV.
A filosofia por detrás do conceito das Diamond é simples: dar aos profissionais de broadcast uma mesa de mistura tão intuitivo, tão fácil de usar, que usá-lo é pareça ser tão natural quanto respirar. Uma simbiose tão perfeita entre a operação física e virtual, que os seus elementos de controlo, sensíveis ao contexto ficam naturalmente ao alcance do operador.

A Diamond é verdadeiramente tecnologia de ponta. Ligação IP de origem, totalmente modular, configurável para responder às suas necessidades mais específicas. Escalável de 2 a 60 vias físicas. Extensões virtuais que fornecem informações imediatas para todas as funções. Faders sensíveis ao toque e controlos rotativos com informação visual, vibrante e colorida. Toda a potência, o estilo e a sutileza que os broadcasters esperam das mesas de produção da LAWO.

Algumas características…

• De 2 a 60 vias físicas

• 100% Modular e 100% IP para maxima flexibilidade

• Ecrãs a cor sensíveis ao contexto, controles sensíveis ao toque

• Até 120 vias virtuais

• Compatibilidade nativa com os protocolos RAVENNA/AES67 e ST2110-30

• O motor Power Core permite várias opções de licença de utilização

• Componentes premium, os mesmos usados nas mesas da série mc²

• Amplas possibilidades de visualização da operação e dados

• Mistura assistida, para a gestão mais eficaz de fluxos de trabalho

• Ligações totalmente via ethernet

• Ligações totalmente via ethernet

Power Core

A Diamond não é uma mesa de “tamanho único”. Na verdade, é exatamente o oposto: é um sistema de produção projetado de forma holística, que permite construir exactamente o sistema que se pretende, adaptado-o aos seus requisitos específicos. Por ser totalmente modular, as configurações personalizadas são facilmente possíveis. Os vários tipos de módulo (faders, módulos centrais, módulos combinados e painéis de extensão giratória/chave) podem ser organizados livremente para criar mesas com um frame único, frames múltiplos unidos ou múltiplas configurações do frame dividido.


É possível conceber uma mesa de apenas duas vias, para estúdios de notícias e cabines de gravação de voz, por exemplo. É possível adicionar módulos de fader e extensões rotativas, para criar mesas de 12-16 vias, ideais para estúdios on-air e salas de produção. É possível montar mesas de até 60 faders físicos, juntando-lhe módulos rotativos e/ou de extensão de teclas e extensões virtuais, para criar grandes mesas com controlo intuitivos integrados, adequados para produção e aplicações de sala de controlo central. O céu é o limite.

No caso específico da rádio, em que os monitores de computador são a peça central do estúdio, os controlos do sistema de playout, ligação de telefone, notícias e previsão do tempo, plataformas de mídia social e até mesmo uma cópia ao vivo estão no monitor, os monitores pululam pelos estúdios. A Diamond com módulos de extensão virtual — que podem ser criados a partir do software da LAWO VisTool GUI-builder — ajudam a organizar a informação presente nos monitores, ao mesmo tempo que fornecem aos operadores controlos intuitivos dos ecrãs sensíveis ao toque integrados na mesa.

Isto e o muito mais que fica por desvendar, é o que lhe oferece esta nova jóia da LAWO. A Diamond é muito mais do que uma mesa de mistura para broadcast. É um centro de controlo total, que lhe permite ter acesso a todos os aspectos da produção. É, simplesmente, uma revolução aquilo que a LAWO nos promete com este novo produto.

Pode saber tudo sobre a Diamond através da brochura deste produto, que pode obter aqui. Veja aqui mais informação ainda. Mas sobre este novo e espantoso produto, venha falar connosco.


BOLERO, a nova intercomunicação

São inúmeras as instituições de topo em todo o mundo que optaram por soluções RIEDEL para as suas necessidades de intercomunicação. As vantagens são óbvias: robustez, flexibilidade, inovação e qualidade. Estes são atributos que se juntam a um outro, não menos importante, em tempos de prudência e de mudança: a prova do futuro. A RIEDEL é uma marca de referência, incontornável. Uma empresa sólida, que inova e assegura o futuro do seu investimento. São vastos os seus créditos firmados como fornecedora de soluções de intercomunicação para os maiores eventos à escala universal e para as organizações mais exigentes, que com a RIEDEL têm uma solução para qualquer necessidade de intercomunicação. A cada dia novos parceiros juntam-se à RIEDEL neste caminho de excelência e de futuro. Seja um deles.

Quando falamos de equipamento de intercomunicação para o século XXI o nome RIEDEL é aquele a ter em conta. Uma empresa com larga experiência neste domínio e com um currículo ímpar em todo o mundo, as soluções RIEDEL de intercomunicação são a escolha dos grandes eventos à escala mundial —da Fórmula 1 aos Jogos Olímpicos — mas também a escolha natural dos complexos culturais, grandes, pequenos e médios teatros, festivais, provas desportivas e, agora também, com soluções destinadas aos centros de prestação de cuidados de saúde. A tecnologia RIEDEL apresenta uma relação imbatível entre a qualidade e a maior fiabilidade, flexibilidade e facilidade de operação. É também — e esta não será uma qualidade menor — uma tecnologia à prova de futuro. Ou melhor, pode-se afirmar, sem receio, que a tecnologia RIEDEL é o presente e o futuro. A prova disso é a escolha para um sem número de situações de enorme exigência, onde nada pode falhar que podem ir do grande evento desportivo até, acredite!, a uma ida à Lua. A combinação do sistema de transporte, processamento e ligação de sinal, em tempo real, MediorNet , integrada com a matriz digital de intercomunicação Artist e com o sistema de intercomunicação individual sem fios Bolero, representa uma infraestrutura para intercomunicação de alta qualidade em qualquer espaço e tem provado, nas suas inúmeras aplicações, ser o garante da fiabilidade do transporte e processamento de sinal e dados nas circunstâncias mais exigentes que os profissionais enfrentam.

O BOLERO é um sistema de intercomunicação que merece a sua cuidada atenção. Um sistema de intercomunicação sem fios, totalmente novo, capaz de suportar até 250 beltpacks e 100 antenas numa única instalação, trata-se de uma verdadeira revolução no universo da intercomunicação. O Bolero redefine a categoria de intercomunicação sem fios com recursos como ADR (Advanced DECT Receiver) com tecnologia multi-diversidade e anti-reflexo para maior robustez de RF, registro de beltpack NFC “Touch & Go” e operação versátil como um beltpack sem fios, tudo isto e – pela primeira vez, graças à RIEDEL – também um walkie-talkie.

Fácil operação, robustez total, à prova de choque ou de elementos externos adversos, compacto e ergonómico, tecnologia capaz de resistir a interferências, ligação bluetooth, operação com luvas possível, controlo de luminosidade do ecrã e muito mais. Eis o BOLERO.

Veja aqui vários videos sobre o sistema BOLERO e outros produtos da RIEDEL. Fique a conhecer melhor este produto e venha falar connosco para saber mais ainda ou programar uma demonstração.