Conheça o Channel One Mk3 da SPL: Alta Qualidade de Áudio e Inovação

A SPL, o fabricante alemão de equipamentos de áudio profissional, é uma empresa que se define em poucas palavras: originalidade, robustez, fiabilidade e constante aperfeiçoamento dos seus produtos. Ao longo dos anos, a SPL criou verdadeiros clássicos da indústria, que mantêm o seu desempenho durante anos e anos, de forma imaculada. Os conceitos originais estão lá, mas são constantemente melhorados. Da SPL se poderá dizer que transforma o melhor num ainda melhor. Um clássico do fabricante alemão, fiel companheiro em tantos estúdios espalhados por esse mundo fora, o Channel One, aparece agora numa nova versão, o Channel One Mk3. A mesma originalidade, a mesma robustez, o mesmo conceito, um novo design inovador e a mesma garantia de um desempenho de excelência, acompanhado da mesma promessa de total fiabilidade.


Há mais de 20 anos que o Channel One da SPL é sinónimo de uma ferramenta de gravação e mistura extremamente musical e de alta qualidade. Na sua versão mais recente, o Mk3, este clássico foi completamente revisto e, além de uma tensão de áudio interna mais alta (agora +/-18 V) para um som ainda melhor e mais detalhado, encontramos uma secção de pré-amplificador melhorada, um Transient Designer (o clássico SPL) integrado, um estágio de saturação por válvula e uma opção de comparação Mic A/B para dois microfones, para além de outros excelentes recursos que, com esta ferramenta, elevam o moderno estúdio de gravação e mistura a um novo nível de qualidade.

Com o de-esser, o compressor e o equalizador, todas as ferramentas importantes de um canal real estão disponíveis. Seja para um sinal de microfone, linha ou instrumento, o Channel One Mk3 faz qualquer fonte soar como um sinal gravado profissionalmente.

O novo design da série SPL Studio destaca perfeitamente as qualidades sonoras deste Channel One de 3ª geração.

O Channel One Mk3 está equipado com um pré-amplificador discreto. O controlo de ganho pode ser usado para ajustar a pré-amplificação. Para sinais de microfone, pode ser realizada uma pré-amplificação de até 68 dB, para que mesmo microfones realmente exigentes exibam as suas reais qualidades. O Channel One Mk3 contém duas entradas de microfone no painel traseiro: Mic A e Mic B. Dois microfones podem ser ligados simultaneamente e comparados, o que simplifica enormemente o fluxo de trabalho. O Preamp Out capta o sinal directamente após o amplificador do microfone. Este sinal também pode ser gravado numa pista separada de uma DAW, por exemplo, por segurança.

O Channel One Mk3 oferece a possibilidade de processar sinais de linha. Isto significa que fontes com nível de linha, como um sinal analógico de uma interface de áudio, podem ser processadas com de-esser, compressor, limitador e equalizador e depois gravadas novamente. Desta forma, o Channel One Mk3 transforma-se num plugin analógico, dentro de um insert de uma DAW.

A função Tube Saturation é a magia do timbre obtido através do uso de uma válvula. Com este controlo a quantidade de saturação da válvula pode ser determinada. O nível de saída é acomodado automaticamente; em configurações extremas, o nível aumenta apenas 6 dB. Portanto, distorções harmónicas decentes a expressivas podem ser facilmente ajustadas girando apenas um botão.

O Auto-Dynamic De-Esser remove, de forma discreta e eficaz, sons S, detectando apenas as frequências altas, misturando-as com o sinal principal com fase invertida excluindo, assim, simplesmente, as sibilantes do sinal original.

Com o clássico e famoso Transient Designer, incluido, é possível manipular os envelopes dos sinais de áudio de forma independente do nível (sem limite!). Isso permite acelerar ou desacelerar transientes, aumentar ou diminuir os tempos de sustentação, com apenas dois controlos: ataque e sustentação.

O VUímetro iluminado exibe o nível de entrada, o nível de saída e a redução de ganho. Com a chave VU à direita abaixo do medidor VU é possível selecionar o nível a ser exibido.

O Channel One Mk3 é inteiramente produzido na fábrica da SPL.

Estas são apenas algumas das qualidades do novo Channel One Mk3. Se quiser ficar a saber mais sobre esta novidade da SPL clique aqui. Mas se quiser saber mais ainda, venha falar connosco.


Novas ferramentas digitais para áudio

A partir da junção da experiência concreta em produção áudio, com as mãos verdadeiramente na massa, e de competências técnicas do mais elevado gabarito, a SONIBLE reuniu um grupo único de profissionais que cria novas ferramentas digitais para áudio profissional. Do mais inovador e tecnologicamente avançado que podemos encontramos hoje nesta área. Uma dinâmica e experiente equipa, responsável pela criação de novas ferramentas áudio, de hardware e software, fiáveis, eficientes e verdadeiramente inovadoras, destinadas a simplificar os seus fluxos de trabalho. Em pouco tempo, a austríaca SONIBLE tornou-se uma marca de referência, cujos produtos conquistam um mercado cada vez mais exigente e atento.

Engenheiros de som, de FOH e produtores musicais, especialistas em IA, programadores de software, DJs e músicos, a equipa da SONIBLE é uma mistura eclética de peritos altamente qualificados e de criativos muito experientes e activos nas suas áreas. Uma vasta tarimba na área do áudio e o foco orientado para o utilizador são colocados ao serviço do desenvolvimento de plug-ins de áudio assistidos por IA, no projecto e implementação de sistemas de áudio 3D e na construção de hardware de áudio, altamente especializado. O som, enfim, em todas as dimensões, em toda a sua complexidade e abrangência.

A SONIBLE distingue-se pelo seu compromisso, que se expressa na transformação de novos recursos tecnológicos em ferramentas para produção áudio que se caracterizam pela sua incrível qualidade, uso intuitivo e recursos que melhoram os fluxos de trabalho. Mas, para além da fortíssima componente tecnológica, os produtos da SONIBLE são ferramentas concebidas para inspirar o seu utilizador e promover a sua criatividade.

UMA AMPLA GAMA DE PRODUTOS

Os produtos desenvolvidos pela SONIBLE estão divididos em duas grandes categorias: software e hardware.

Na primeira categoria, o destaque vai para os plugins como o reverbs, compressores, diversas propostas de equalizaçãoetc.. Merecedores da sua atenção são os plugins da série smart: o smart:comp 2, o smart:EQ 3, o smart:reverb, o smart:EQ live e o EQ+ series. Pode adquiri-los individualmente em em conjuntos, agrupados por função. Estão ainda disponíveis as séries pure, true, proximity e entropy.

No domínio do hardware, destaque para a série ml, com diversos interfaces e conversores, autónomos ou instaláveis em rack, os amplificadores d24 e d16 e o revolucionário sistema IKO, de que falaremos aqui mais detalhadamente em post futuro.

A SONIBLE está definitivamente no topo do conjunto de empresas dedicadas ao desenvolvimento de novas ferramentas baseadas nas tecnologias digitais de ponta, aplicadas ao áudio.

Saiba mais sobre a SONIBLE e venha falar connosco para tomar contacto com estes novos produtos e saber mais ainda sobre a sua utilização e disponibilidade.


Tudo em grande!

Tudo no BIG é em grande. Uma poderosa ferramenta desenvolvida pela SPL, na tradição de outros importantes produtos criados pela prestigiada marca alemã. A função do BIG é simples: ampliar a imagem estéreo de uma maneira nova, abrindo novas vias criativas para moldar o som. Fundamental para qualquer estúdio moderno, na perspectiva dos actuais padrões de escuta. Com uma operação extraordinariamente intuitiva, com apenas três botões de controlo, o inovador BIG vem acrescentar mais qualidade e diversificação à linha de produtos da SPL, nomeadamente à sua série 500. E a confirmar e a sublinhar o carácter distinto e o poder do BIG, este produto acaba de ganhar o prestigiadíssimo NAMM TEC Award 2024.

O BIG é uma criação da SPL Audio, uma ferramenta para moldar a imagem estéreo na perfeição, uma expansão dos produtos da série 500 com um módulo de slot dupla para processamento do palco estéreo. Trata-se de um produto único, que redefine o conceito de estereofonia.

O BiG amplia a imagem estéreo de uma maneira totalmente inovadora e abre portas a novas formas criativas de modelagem de som. Intuitivo, simples de operar, com apenas três controladores.

O controlo Range, seleciona a faixa de frequência que deve ser processada. O controlo Stage, move, dentro dessa faixa de frequência, o palco estéreo para trás ou para frente. O enorme controlo BIGNESS ajusta a intensidade do processamento. Outro destaque digno de nota é a função BASS, que muitos utilizadores conhecerão do Compressor SPL IRON Mastering, um absoluto clássico em todo o mundo, presente nos estúdios de masterização de referência. Este reforço de graves é criado por um filtro passivo, que é implementado num circuito semelhante à função AirBass do IRON.

Todos os componentes do BIG são instalados em placas de circuito que usam a tecnologia Through-hole, para que os componentes que oferecem a melhor qualidade sonora possam ser usados. A marca alemã assegura, ela própria, a produção do BIG.

O BIG constitui, em resumo, uma ferramenta de uma imensa utilidade, de uma altíssima qualidade, muito simples e intuitivo de operar, um equipamento que acrescenta um potencial criativo sem precedentes ao moderno estúdio de som.

A série 500 inclui ainda, recordemo-lo, já agora, para além do BIG, o módulo de auscutadores HPm, o Dual Band deEsser DeS, e o Transient Designer TDx. Uma linha de práticas ferramentas, indispensáveis no moderno estúdio de som.

O prémio NAMM TEC Awards2004 na categoria de Signal Processing Hardware assenta-lhe que nem uma (BIG!) luva.

Saiba mais sobre o BIG aqui, aproveite e fique a conhecer outros produtos da SPL. Para mais informações, contacte-nos.


Um laboratório na crista da onda

A masterização é uma das partes mais importantes do processo de produção musical. É uma arte única e desde há 25 anos que o WaveLab da STEINBERG é a escolha número um para profissionais de masterização. O WaveLab é uma solução de masterização completa, com todas as ferramentas necessárias para cobrir qualquer fluxo de trabalho do início ao fim. Com o apoio de uma rede global de engenheiros de masterização que o utilizam, o WaveLab é a chave para dar a cada aspecto da masterização uma dimensão totalmente profissional.

O que oferece, num primeiro e rápido resumo, uma ferramenta como o WaveLab da STEINBERG? Em primeiro lugar, a solução para a masterização e edição de ponta destinada à distribuição digital, em CD, vinil e noutros formatos. Em segundo lugar, a capacidade para a montagem de faixas diferentes para criar um álbum inteiro. Em terceiro lugar, uma unidade de medição de sinal excepcional, FX em tempo real, com processadores offline e ferramentas de restauro. Em quarto lugar, a possibilidade de integração, muito flexível, de hardware externo, para uma ainda maior e personalizada capacidade de processamento.

O WaveLab é muito mais do que a referência da masterização. A sua abordagem modular permite o uso de diferentes partes do seu abrangente conjunto de recursos em todas as áreas da produção de áudio profissional. Quer se trate de edição e processamento espectral precisos, restauro de áudio, análise forense de arquivos de som e muitos outros usos, o WaveLab tem as ferramentas para fazer todo esse trabalho de forma incrivelmente rigorosa e intuitiva.

O WaveLab oferece uma ampla variedade de funções de edição especializadas. É possível a edição destrutiva e não destrutiva, permitindo assim a escolha mais adequada ao seu projecto. A edição espectral de alta resolução, por exemplo, permite direcionar com precisão certas frequências e detectar ruídos indesejados, para removê-los com muito cuidado. O WaveLab possui as ferramentas de análise de áudio mais avançadas, actualmente disponíveis na indústria de som profissional. Uma gama abrangente de medidores de sinal – incluindo nível de pico, erros de volume, fase, espectro e bits – garante uma panorâmica incrivelmente precisa do som com o qual se está a trabalhar. Mas o WaveLab vai muito além do simples mostrar do que está a acontecer, porque permite uma visualização do espectrograma excepcionalmente detalhada, exibição de Wavelet e análise de frequência 3D, incluindo ferramentas de análise global para sondar profundamente os sons. As ferramentas de restauro de áudio de última geração do WaveLab são conhecidas pela sua capacidade de melhorar gravações antigas ou imperfeitas. Inclui o conjunto de plug-ins de restaurao RestoRig, como o DeClicker, DeNoiser, DeBuzzer, DePopper e DeCrackler, para remover uma ampla gama de ruídos e artefatos indesejados.

O WaveLab possui uma área de trabalho inteiramente dedicada ao processamento por batch, o que pode fazer economizar muito tempo aos utilizadores. Com uma vasta gama de efeitos de plug-in e processadores de alta qualidade à escolha, é possível criar com eles muitas colecções de plug-ins diferentes e produzir o rendering de vários arquivos em formatos diferentes de uma só vez. O WaveLab apresenta recursos de edição de metadados muito abrangentes e flexíveis, que podem ser mudados à medida e utilizados independentemente da utilização em concreto, material de origem ou resultado final. Além de toda a gama de códigos de metadados – incluindo ID3 v1 (para formatos MP3) e v2 que estão em conformidade com os padrões do iTunes – podem ser adicionadas letras e imagens aos metadados de cada arquivo. O WaveLab é também uma ferramenta fantástica para designers de som, não apenas pelas suas funções de análise, edição e restauro de áudio, mas também porque as suas avançadas ferramentas de processamento o tornam uma óptima solução para capturar amostras e criar loops, entre muitas outras possibilidades de utilização. O WaveLab permite a gravação estéreo e multipista, tornando-o a ferramenta ideal para uma ampla variedade de situações de gravação, dentro e fora do estúdio. O WaveLab tem a possibilidade de criar ficheiros de áudio interlaçados multicanal, para abrir, editar e guardar em formatos de áudio surround até 22.2 e Ambisonics, com edição mais fácil e opções de seleção detalhadas. É perfeito também para podcasts, uma parte hoje tão importante da transmissão de áudio. Uma das áreas de trabalho do WaveLab é dedicada a gravar, organizar episódios e prepará-los para publicação. Existe uma versão do WaveLab, o Cast, apenas centrada nesta capacidade.

Uma ferramenta excepcional, de que aqui lhe pretendemos dar apenas uma imagem rápida. Se quiser saber mais, veja aqui. Se o seu universo de trabalho se centra nos podcasts e noutras aplicações para redes sociais, existe uma versão especial dedicada o WaveLab Cast. Veja aqui mais sobre este produto. Para saber mais ainda sobre o WaveLab da STEINBERG e para ficar a conhecer mais sobre as suas possibilidades, venha falar connosco.


O melhor de 2023 (3)

Uma das grandes novidades do ano transacto foi, sem sombra de dúvida, o TouchControl 5 da RTW. Um controlador de monitor, com capacidade de medição do sinal, aparentemente um dois em um, com o selo de garantia da RTW. Construído com base no importante legado de fabrico de controladores de monitor, destinados ao broadcast e aos estúdios, e na linha das afamadas unidades de medição de sinal da RTW, o TouchControl 5 assenta na tecnologia AoIP e no protocolo Dante®. Um ecrã sensível ao toque, de 5”, com um GUI muito intuitivo, tem um tamanho pequeno que preserva espaço de trabalho valioso. Dois em um? Não, é muito mais. E assim se prova que a matemática nos pode trair. Há mais, muito mais, por detrás do TouchControl 5.

O TouchControl 5 foi concebido e desenvolveu-se como um dispositivo de rede. Portanto, não precisa de muitas ligações ao mundo exterior. Foi assim que se tornou possível construir um dispositivo com uma pegada muito pequena. A porta de rede não fornece apenas os canais de áudio, 32 entradas e 32 saídas, mas também inclui alimentação. Além disso, existe também uma secção I/O, de topo, de 24 bits/96 kHz.

Na parte frontal do TouchControl 5, o microfone integrado alimenta a medição em SPL e também pode ser usado como um utilíssimo talkback. O ecrã de 5”, sensível ao toque, pode ser configurado pelo utilizador, assim como o botão giratório também sensível ao toque.

Experimentado, testado e aprovado por muitos engenheiros de broadcast em todo o mundo, o TouchControl 5 exibe exacamente o mesmo mecanismo de controlo de monitor que pode ser encontrado nos controladores de monitor surround, da linha RTW.

O que fazer com o TouchControl5? É aqui, precisamente, que a matemática tradicional fica aquém… Trata-se de muito mais que um dois em um. A lista de possibilidades é longa, mas podemos, a título de exemplo falar-lhe que o TouchControl5 permite o Downmix, Source A/B Compare, SPK Select, Calibrated Monitoring (usando o microfone interno ou configuração manual), SPL Readout, Solo, Cut, Swap, Phase, Mono, Dim, Mute e tem Test Tone Gerador. Podemos salientar ainda a capacidade de configuração de até 32 canais Dante® de I/O. Podemos também falar-lhe na capacidade do TouchControl 5 de lidar facilmente com configurações do número de canais, do simples estéreo até 22.2.

Como foi referido, a medição áudio desempenha um papel crucial em qualquer dispositivo RTW, fruto da rica experiência da empresa alemã nesta área, que a tornou a referência indiscutível do mercado. É exactamente o caso do TouchControl 5.

O mecanismo de medição PPM é retirado de modelos TouchMonitor de última geração. Existem diversas maneiras de personalizar o TouchControl 5 em função de cada fluxo de trabalho específico, incluindo escalas, é possível mudar as configurações de cores e muito mais. É possível medir vários parâmetros. O valor de True Peak faz parte da história da medição, assim como VU e o British PPM.

Sendo um verdadeiro dispositivo de rede, a configuração do TouchControl 5 é feita através da rede, usando um simples e normal browser. É dessa forma que se podem operar as configurações gerais, que se gerem as predefinições, as licenças e outras funções.

O TouchControl 5 foi uma das novidades mais importantes do ano de 2023. Poderá ficar a saber mais sobre esta revolucionária ferramenta aqui.

Aproveite e dê uma vista de olhos sobre os restantes produtos da linha RTW. Ainda sobre o TouchControl 5, veja este e mais este video sobre o TouchControl 5.

E se quiser saber ainda mais ou ouvir com os seus olhos, ou melhor, olhar o som… fale connosco. Ficará a saber, com todo o detalhe necessário, como o TouchControl 5 da RTW o pode servir.


O melhor de 2023 (2)

Uma das novidades mais importantes que o ano de 2023 nos trouxe foi o Crescendo 8, o pré-amplificador de microfone de oito canais com tecnologia 120V, da SPL. Com ele se alargou a linha Crescendo da prestigiada marca alemã, que incluía já o Crescendo Duo. Uma combinação de precisão com a inovadora tecnologia SPL 120V. A tensão operacional interna de 120 volts permite que os pré-amplificadores de microfone da linha Crescendo abram novos caminhos no domínio do áudio de alta resolução. Daí resultam pré-amplificadores de microfone que soam ricos em detalhe, vivos e com uma resposta totalmente fiel. Uma tecnologia que permite aos microfones que brilhem sob uma luz totalmente nova. Nunca ouviu os seus microfones assim.

Graças à tecnologia SPL 120V, é quase impossível os pré-amplificadores de microfone da linha Crescendo distorcerem. Além da alimentação (48 V) para microfones de condensador, inversão de polaridade e chave PAD, cada canal oferece a possibilidade de ajustar o VUímetro para exibir níveis muito altos. O ganho pode ser ajustado de forma confortável e precisa, por meio de um potenciómetro de alta qualidade. Duas saídas por canal permitem que o sinal seja enviado para dois dispositivos diferentes em paralelo. Além do extenso conjunto de recursos e das excelentes características técnicas, os pré-amplificadores Crescendo brilham, sobretudo, pela sua incomparável autenticidade sonora.

Nos pré-amplificadores da linha Crescendo, o ganho do micro é ajustado por um potenciómetro analógico. A pré-amplificação varia de +18 dB a +70 dB. Com a função VU-10, o nível exibido pelo VUímetro pode ser ajustado a -10 dB, uma função muito útil para exibir níveis altos. Alimentação para microfones de condensador, inversão de polaridade e a função PAD, que reduz a sensibilidade de entrada em 20 dB, tornando este pré-amplificador adaptado a sinais de entrada de alto nível. Com a função PAD activada, o também funciona perfeitamente com sinais de entrada de nível de linha. Todos os pré-amplificadores de microfone têm duas saídas paralelas cada. Isso permite que o sinal seja enviado para dois dispositivos diferentes em paralelo. Cada saída está disponível como saída de linha XLR. No caso do Crescendo 8, as respectivas segundas saídas estão disponíveis através de uma ligação DB25. Um splitter de sinal externo adicional, para sistemas de backup durante uma sessão de gravação, por exemplo, torna-se assim totalmente desnecessário.

São, pois, duas as versões disponíveis do Crescendo, o Duo e o 8. Dois modelos, do indistorcível.
Graças à tecnologia SPL 120V, é quase impossível, como dissemos, sobrecarregar estes pré-amplificadores de microfone. Fiel no mais pequeno detalhe e capaz de aguentar as cargas mais exigentes. Nunca ouviu nada assim.

Muito mais se pode dizer sobre o Crescendo 8 e Duo. Saiba tudo sobre estes pré-amplificadores e sobre a tecnologia 120V aqui e aqui. Aproveite e dê uma olhadela às outras soluções que a SPL coloca à sua disposição. Venha falar connosco para saber mais ainda sobre estes produtos.


TouchControl 5: quando 1 mais 1 não é igual a 2

O TouchControl 5 da RTW, é um controlador de monitor, com capacidade de medição do sinal. Dois em um, dir-se-ia. Construído com base num importante legado de fabrico de controladores de monitor, destinados ao broadcast e aos estúdios, e na linha das afamadas unidades de medição de sinal da RTW, o TouchControl 5 assenta em tecnologia AoIP e no protocolo Dante®, tem um ecrã sensível ao toque, de 5”, com um GUI muito intuitivo, tem um tamanho pequeno que preserva espaço de trabalho valioso e muito mais. É aqui, como se prova, que a matemática nos pode trair. Há, portanto, mais, muito mais, por detrás do TouchControl 5.

O TouchControl 5 foi concebido e desenvolveu-se como um dispositivo de rede. Portanto, não precisa de muitas ligações ao mundo exterior. Foi assim que se tornou possível construir um dispositivo com uma pegada muito pequena. A porta de rede não fornece apenas os canais de áudio, 32 entradas e 32 saídas, mas também inclui alimentação. Além disso, existe também uma secção I/O, de topo, de 24 bits/96 kHz.

Na parte frontal do TouchControl 5, o microfone integrado alimenta a medição SPL e também pode ser usado para o talkback. O ecrã de 5”, sensível ao toque, pode ser configurada pelo utilizador, assim como o botão giratório também sensível ao toque.

Experimentado, testado e aprovado por muitos engenheiros de broadcast em todo o mundo, o TouchControl 5 exibe exatamente o mesmo mecanismo de controlo de monitor que pode ser encontrado nos controladores de monitor surround, da linha RTW.

O que fazer com o TouchControl5? É aqui, precisamente, que a matemática tradicional se revela pouco eficaz… A lista de possibilidades é longa, mas podemos, a título de exemplo falar-lhe no Downmix, Source A/B Compare, SPK Select, Calibrated Monitoring (usando o microfone interno ou configuração manual), SPL Readout, Solo, Cut, Swap, Phase, Mono, Dim, Mute e Test Tone Gerador. Com capacidade para até 32 canais Dante® de entrada e saída, o TouchControl 5 pode lidar facilmente com configurações do número de canais, do simples estéreo até 22.2.

Como é sabido, a medição áudio desempenha um papel crucial em qualquer dispositivo RTW. É exactamente o caso do TouchControl 5.

O mecanismo de medição PPM é retirado de modelos TouchMonitor de última geração. Existem diversas maneiras de personalizar o TouchControl 5 em função de cada fluxo de trabalho específico, incluindo escalas, mudar configurações de cores e muito mais. É possível medir vários parâmetros. O valor de True Peak faz parte da história da medição, assim como VU e o British PPM.

Sendo um verdadeiro dispositivo de rede, a configuração do TouchControl 5 é feita através da rede, usando um simples browser normal. É dessa forma que se operam as configurações gerais, se gerem as predefinições, licenças e muito mais.

Mas não se fique pelo que aqui lhe descrevemos. Saiba mais sobre o TouchControl 5 aqui.

Aproveite e deite uma vista de olhos sobre os restantes produtos da linha RTW. Ainda sobre o TouchControl 5, veja este e mais este video sobre o TouchControl 5, já disponível.

E se quiser saber ainda mais ou ouvir com os seus olhos, ou melhor, olhar o som… fale connosco. Ficará a saber, com todo o detalhe necessário, como o TouchControl 5 da RTW o pode servir.


Voltemos à nova crystal da LAWO

Assinalámos-lhe há tempo, aqui no FEEDFORWARD, o lançamento da nova crystal, a mesa de mistura da LAWO que coloca a tecnologia da afamada diamond ao seu alcance. Trata-se da mesa ideal para unidades de produção de dimensões mais reduzidas. Do estúdio pessoal, ao carro de exteriores mais sofisticado. Graças à nova crystal, a tecnologia diamond está agora à sua disposição, no caso de situações em que o espaço, a portabilidade, a dimensão dos fluxos de trabalho, a complementaridade com outros equipamentos e o orçamento sejam considerações a ter em conta. A nova crystal coloca a tecnologia LAWO, todo o seu saber, experiência, qualidade e poder de operação, ao seu dispôr, de uma forma mais acessível do que nunca. A nova crystal é uma mesa compacta e moderna no seu conceito.
Conheça tudo sobre a nova crystal.

Para atingir os mais altos níveis de produtividade, as nossas ferramentas de trabalho devem funcionar como extensões de nós próprios. Com dois modos distintos de operação – Power Core e Controller – a nova crystal é a companheira perfeita para uma variedade de aplicações: estúdios de broadcast, rádio e televisão, de pequeno e médio porte; estúdios regionais; suítes de notícias e comentário; estúdios de som; controlo MCR e carros de exteriores; estúdios de gravação de podcasts; produção remota; sites de backup e de recuperação de desastres; controlo e integração de DAWs, bem como na uniformização de fluxos de trabalho.

Baseada na afamada filosofia da diamond, a operação da crystal revela-se instantaneamente familiar e directa, proporcionando aos utilizadores uma poderosa ferramenta de trabalho, altamente intuitiva. A nova crystal proporciona uma sinergia perfeita da operação física e virtual, com controlos inteligentes e sensíveis ao contexto em que estão naturalmente disponíveis. A nova crystal proporciona o poder da diamond num pacote mais compacto e económico e aproveita a insuperável experiência em tecnologia áudio e melhoria de fluxos de trabalho de alta qualidade que os produtos LAWO proporcionam.

A nova crystal integra tecnologia nativa IP e está disponível em acabamento claro e escuro. Ambas as versões oferecem uma variedade de tons e matizes de utilização que permitem personalizar a mesa de acordo com as necessidades. Extensões virtuais opcionais fornecem informações imediatas para cada função. Faders motorizados sensíveis ao toque e teclas LED coloridas funcionam em conjunto, com ecrãs de super resolução, coloridos.

A nova crystal está disponível com 6, 8 ou 14 vias, tem ecrãs “context-sensitive” a cor, e faders touch-sensitive. Funciona em dois modos: Power Core e Controller. Tem módulos opcionais de controlo com ecrã sensível ao toque de extensão virtual. O motor Power Core oferece várias opções de licenças. que proporcionam um sistema sofisticado de gestão de utilização e de direitos. A nova crystal é, claro, compatível em modo nativo com os protocolos RAVENNA/AES67 e ST2110-30. Foi desenhada para dar resposta a produções que requeiram um ritmo de trabalho rápido. Proporciona um conjunto de pistas visuais para ajudar a operação. A crystal emprega algoritmos inteligentes que aceleram os fluxos de trabalho de qualquer tipo de produção e liga-se ao motor de mistura Power Core em modo nativo, via Ethernet.

Tudo isto num conjunto compacto, que é um imenso prazer operar.

Saiba tudo sobre a nova crystal aqui. Se quiser saber mais ainda ou para outros esclarecimentos sobre a nova crystal ou qualquer dos outros produtos da LAWO, por favor, contacte-nos.

Novidades SPL

Se quisermos definir a SPL, o fabricante alemão de equipamentos de áudio profissional, poderemos fazê-lo em poucas palavras: originalidade, robustez, constante aperfeiçoamento dos seus produtos. Ao longo dos anos, a SPL criou verdadeiros standards da indústria, que mantêm o seu desempenho durante anos e anos, de forma imaculada e os seus conceitos são constantemente melhorados. Da SPL poderemos dizer que transforma o melhor num ainda melhor. Dois clássicos do fabricante alemão, fiéis companheiros em tantos estúdios espalhados por esse mundo fora, o Channel One e o Track One, aparecem agora em novas versões. A mesma robustez, o mesmo conceito, o novo design inovador e a mesma garantia de um desempenho de excelência com a mesma promessa de total fiabilidade.

Desde 1983 que a SPL desenvolve equipamentos de áudio para música, cinema, multimédia e broadcast, seguindo este seu lema: experimentar e ouvir é mais importante do que seguir as regras.

Daí resulta, depois de todos estes anos, uma experiência e um catálogo do qual constam muitos produtos que podemos ver em locais de produção áudio espalhados por todo o mundo. São produtos de áudio inovadores, que desafiam os limites da tecnologia e do design, em busca de um desempenho único que diferencia os produtos SPL.

Os novos modelos

O Channel One e o Track One são dois dos modelos clássicos da linha SPL, que surgiram há mais de 20 anos, continuando a servir ainda hoje, nas suas sucessivas iterações, os desígnios dos seus utilizadores. Agora, estes modelos surgem em versões de terceira geração. O mesmo conceito, mais aperfeiçoado. Prometem continuar a tradição de robustez, fiabilidade e inovação da sua família de origem.

O Channel One tem sido sinónimo de um channel strip destinado à gravação e mistura, extremamente musical e da mais alta qualidade. Nesta sua versão mais recente, Mk3, este clássico foi completamente revisto. Além de uma tensão de áudio interna mais alta (agora +/- 18 V) para um som ainda melhor e mais detalhado, o Channel One contém uma secção de pré-amplificador melhorada, um Transient Designer integrado, um módulo integrado de saturação de válvula e uma opção de comparação Mic A/B para dois microfones, para além de outros excelentes recursos que elevam o moderno estúdio de gravação e mistura a um novo patamar de qualidade. Com o de-esser, compressor e equalizador, todas as ferramentas principais de um canal real ainda estão à mão de semear. Seja qual for a fonte, um sinal de microfone, linha ou instrumento, com o Channel One Mk3 qualquer fonte soa como um sinal gravado profissionalmente. O novo design da série SPL Studio põe perfeitamente em relevo as qualidades sonoras deste Channel One de 3ª geração.

No broadcast e na gravação de voz, o Track One já conquistou há muito um grande nome. Usado na gravação de voz ou instrumento, no live ou num podcast, o Track One garante sempre uma excelente qualidade. Enriquece o sinal do microfone, linha ou instrumento. Com o de-esser, compressor/limitador e equalizador incorporados, está garantida a obtenção de resultados de qualidade profissional. Este strip-channel de gravação e mistura de alta qualidade foi melhorado novamente nesta sua última versão Mk3 em alguns detalhes técnicos e optimizado tendo em conta as necessidades dos modernos estúdios de gravação. O novo conceito da série SPL Studio fornece a este Track One Mk3, de terceira geração, um design mais intuitivo e ao mesmo tempo muito elegante e fácil de usar.

Com o Channel One Mk3 e o Track One Mk3, a SPL introduz a próxima geração dos seus lendários clássicos processadores.

Saiba tudo sobre o Channel One Mk3 aqui e sobre o Track One Mk3 aqui. Para saber mais ainda ou para o ajudarmos a definir qual destas soluções melhor se adequa às suas necessidade, por favor, contacte-nos.


VoiceEx, disponível

O VoicEX da CEDAR AUDIO estabelece um novo padrão na redução de ruído em tempo real. É verdade, parece quase magia. E, no entanto, é tão simples de usar que tanto estreantes como especialistas podem alcançar, com ele, resultados notáveis, ​​com o mínimo de esforço. Onde seria de esperar uma série de vários controladores, apenas encontrará dois botões, um para determinar o volume do fundo e outro para controlar o volume da fala. Reduzindo o primeiro, elimina o ruído e a reverberação excessivos. Reduzindo o segundo, as vozes desaparecem. Aumentando qualquer um deles enfatizará essa parte do sinal. Não demora muito tempo para dominar, mas, no final, os resultados irão mesmo surpreendê-lo. O novo produto foi revelado, há dias, na recente edição da IBC,

A CEDAR AUDIO acaba de anunciar um grande avanço na redução de ruído com base em IA, com a introdução do seu novo voice extractor, o VoicEX. O novo produto incorpora recursos algorítmicos exclusivos que o projectam para além das técnicas tradicionais de redução de ruído baseadas em IA, oferecendo um desempenho excepcional. Tão excepcional que os próprios engenheiros de software da CEDAR AUDIO ficaram espantados com a quantidade de ruído removido e com a qualidade do sinal tratado. Aplicável em tantas e tantas situações de produção e pós-produção áudio profissional, em arquivos, no broadcast, em estúdio, no vídeo ou no cinema. Ouça para crer.

O prestígio da CEDAR AUDIO no domínio do restauro, processamento, masterização e limpeza de sinal áudio é notório e vem de longe. A empresa iniciou a sua actividade há mais de trinta anos, ganhando uma reputação merecida e aumentando constantemente a qualidade e capacidades dos seus produtos. Já aqui no Feedforward mencionámos por diversas a palavra “milagre” a propósito de novos produtos da empresa inglesa. A qualidade dos produtos da CEDAR AUDIO e o notoriedade da marca são comprovados pelos inúmeros galardões que lhe têm sido atribuídos e pela sua presença em centenas de organizações que lidam com áudio profissional, espalhadas por todo o mundo.

Há anos que a CEDAR AUDIO começou a desenvolver algumas das tecnologias que conduziram a este novíssimo VoiceEX. A empresa estava absolutamente certa de que elas ofereceriam uma melhoria notável em relação às técnicas de redução de ruído existentes, mas não sabia até que ponto. Surpresa foi a reacção de todos os que ouviram os resultados do primeiro protótipo do VoicEX, e o subsequente ajuste fino do algoritmo foi direcionado para o fazer alcançar os melhores resultados possíveis na mais ampla faixa de áudio. Os resultados são notáveis, e o consenso é o de que o VoiceEX define um novo padrão para redução de ruído de áudio em tempo real.

O avanço foi possível graças a uma abordagem completamente nova à operação de extração de voz, incorporando os próprios avanços da CEDAR AUDIO no campo de redes neurais profundas para identificar as vozes no sinal e criar dois fluxos de áudio: um contendo apenas as vozes e outro contendo tudo o resto. Essa abordagem torna o VoiceEX muito simples de usar.

Num GUI onde é de esperar vários controlos, o utilizador encontra apenas dois botões: um para determinar o volume do fundo e o outro para controlar o volume da fala. Reduzido um, o ruído desaparece sem afectar o timbre das vozes. Reduzindo o outro, as vozes desaparecem para revelar o fundo. Aumenta-se qualquer um deles para enfatizar cada uma das componentes do sinal. O VoicEX é incrivelmente simples de entender e não leva tempo para dominar e usar, característica, aliás, de outros produtos da CEDAR AUDIO. Mas os resultados são sempre, realmente, surpreendentes.

O novo VoicEX está indicado para o restauro áudio no broadcast em geral, na rádio, em estúdios de som, na televisão, no vídeo e no cinema e é de utilização obrigatória em arquivos sonoros, históricos ou de outra qualquer natureza.

Conheça aqui as características do novo VoicEX e comprove a sua qualidade. Aproveite e veja outras soluções que a CEDAR AUDIO tem para si. Poderá testar o VoiceX, durante 14 dias, sem compromisso. Venha falar connosco para saber mais ainda sobre o VoicEX e outros produtos da CEDAR AUDIO. A AVANTOOLS é o nome de referência no fornecimento de soluções para a área do restauro de áudio em Portugal.