Uma noite na ópera

A Ópera de Lille é um dos edifícios icónicos da grande cidade francesa. Com base num edifício do século XVIII, a nova Ópera de Lille foi inaugurada em 1923 e reconstruída entre 1998 e 2003. O novo edifício alberga quase 1200 espectadores, que assistem a uma programação do repertório de ópera, de dança e de concerto de dimensão mundial. Um edifício histórico, com exigências do século XXI, uma dos grandes desafios a vencer é um sistema de intercomunicação eficaz que ultrapasse as dificuldades do espaço e proporcione uma comunicação de qualidade de topo à sua vasta equipa. É aqui que entra a solução RIEDEL. Um sistema Bolero acaba de ser instalado na Ópera de Lille. Um sistema state of the art, perfeito, particularmente adequado a casos, como o deste edifício histórico, com um ambiente de RF particularmente complexo.

O edifício original de 1785, sobre o qual se ergue a actual Ópera de Lille, ardeu em 1903. Depois de várias tentativas de reconstrução, um novo edifício foi erguido segundo o modelo do tradicional teatro à italiana e inaugurado em 1923. Com uma programação marcada por períodos de maior ou menor concentração de actividade, o edifício viria a sofrer uma profunda remodelação entre 1998 e 2003, antecipando o estatuto de Lille como Capital Europeia da Cultura. Em 2014 a nova Ópera de Lille passa ao seu actual estatuto de “teatro lírico de interesse nacional.”

Uma intensa programação no domínio da ópera, da dança e do concerto, com frequentes parcerias nacionais e internacionais, marca a actividade da Ópera de Lille e explora intensamente todos os recursos técnicos da instituição, exigindo uma participação intensa da sua equipa técnica e de sala, que conta com cerca de 60 pessoas.

Neste contexto torna-se fulcral a existência de um sistema de intercomunicação muito eficaz. Um problema tornado ainda mais agudo, dado o facto de se tratar de um edifício histórico, fonte de problemas particulares.

Bolero beltpack

Quando chegou a hora de atualizar da tecnologia UHF que foi usada desde o início, para uma outra que reflectisse o estado da arte, o objectivo foi o de encontrar um sistema que pudesse fornecer uma funcionalidade ideal e latência mínima na faixa de frequência de 1,9 GHz, sem licença. É nesse contexto que surgiu o Bolero, a escolha clara, adoptada depois de análise técnica profunda, feita pelos serviços da Ópera de Lille. O Bolero garantiu a ambicionada cobertura abrangente e a qualidade do áudio.

Bolero Antena

O sistema Bolero da Opéra de Lille consiste em 20 beltpacks e sete antenas ligadas em anel, de modo a permitir a cobertura total do edifício. Como muitas estruturas históricas, a Ópera de Lille carece de uma infraestrutura Cat7 ou Cat8 moderna; portanto, a instalação aproveita a interface do adaptador de fluxo de rede NSA-002A da RIEDEL, que proporciona o transporte bidirecional do sinal de áudio via RJ45.

NSA-002A

Os membros da equipa de produção da Ópera de Lille distinguem a facilidade de uso e os recursos robustos dos beltpacks Bolero, que tornaram as comunicações muito mais fáceis e eficientes. Enquanto o sistema anterior permitia apenas duas vias, o Bolero permite que, até seis canais, sejam assignados a diferentes grupos de utilizadores, como o palco, a iluminação ou o som, por exemplo.

Saiba mais sobre este projecto aqui. Saiba mais sobre esta e outras soluções RIEDEL aqui. Venha falar connosco para ficar a saber como a RIEDEL pode satisfazer as suas necessidades específicas de produção.