Novas ferramentas digitais para áudio

A partir da junção da experiência concreta em produção áudio, com as mãos verdadeiramente na massa, e de competências técnicas do mais elevado gabarito, a SONIBLE reuniu um grupo único de profissionais que cria novas ferramentas digitais para áudio profissional. Do mais inovador e tecnologicamente avançado que podemos encontramos hoje nesta área. Uma dinâmica e experiente equipa, responsável pela criação de novas ferramentas áudio, de hardware e software, fiáveis, eficientes e verdadeiramente inovadoras, destinadas a simplificar os seus fluxos de trabalho. Em pouco tempo, a austríaca SONIBLE tornou-se uma marca de referência, cujos produtos conquistam um mercado cada vez mais exigente e atento.

Engenheiros de som, de FOH e produtores musicais, especialistas em IA, programadores de software, DJs e músicos, a equipa da SONIBLE é uma mistura eclética de peritos altamente qualificados e de criativos muito experientes e activos nas suas áreas. Uma vasta tarimba na área do áudio e o foco orientado para o utilizador são colocados ao serviço do desenvolvimento de plug-ins de áudio assistidos por IA, no projecto e implementação de sistemas de áudio 3D e na construção de hardware de áudio, altamente especializado. O som, enfim, em todas as dimensões, em toda a sua complexidade e abrangência.

A SONIBLE distingue-se pelo seu compromisso, que se expressa na transformação de novos recursos tecnológicos em ferramentas para produção áudio que se caracterizam pela sua incrível qualidade, uso intuitivo e recursos que melhoram os fluxos de trabalho. Mas, para além da fortíssima componente tecnológica, os produtos da SONIBLE são ferramentas concebidas para inspirar o seu utilizador e promover a sua criatividade.

UMA AMPLA GAMA DE PRODUTOS

Os produtos desenvolvidos pela SONIBLE estão divididos em duas grandes categorias: software e hardware.

Na primeira categoria, o destaque vai para os plugins como o reverbs, compressores, diversas propostas de equalizaçãoetc.. Merecedores da sua atenção são os plugins da série smart: o smart:comp 2, o smart:EQ 3, o smart:reverb, o smart:EQ live e o EQ+ series. Pode adquiri-los individualmente em em conjuntos, agrupados por função. Estão ainda disponíveis as séries pure, true, proximity e entropy.

No domínio do hardware, destaque para a série ml, com diversos interfaces e conversores, autónomos ou instaláveis em rack, os amplificadores d24 e d16 e o revolucionário sistema IKO, de que falaremos aqui mais detalhadamente em post futuro.

A SONIBLE está definitivamente no topo do conjunto de empresas dedicadas ao desenvolvimento de novas ferramentas baseadas nas tecnologias digitais de ponta, aplicadas ao áudio.

Saiba mais sobre a SONIBLE e venha falar connosco para tomar contacto com estes novos produtos e saber mais ainda sobre a sua utilização e disponibilidade.


Um laboratório na crista da onda

A masterização é uma das partes mais importantes do processo de produção musical. É uma arte única e desde há 25 anos que o WaveLab da STEINBERG é a escolha número um para profissionais de masterização. O WaveLab é uma solução de masterização completa, com todas as ferramentas necessárias para cobrir qualquer fluxo de trabalho do início ao fim. Com o apoio de uma rede global de engenheiros de masterização que o utilizam, o WaveLab é a chave para dar a cada aspecto da masterização uma dimensão totalmente profissional.

O que oferece, num primeiro e rápido resumo, uma ferramenta como o WaveLab da STEINBERG? Em primeiro lugar, a solução para a masterização e edição de ponta destinada à distribuição digital, em CD, vinil e noutros formatos. Em segundo lugar, a capacidade para a montagem de faixas diferentes para criar um álbum inteiro. Em terceiro lugar, uma unidade de medição de sinal excepcional, FX em tempo real, com processadores offline e ferramentas de restauro. Em quarto lugar, a possibilidade de integração, muito flexível, de hardware externo, para uma ainda maior e personalizada capacidade de processamento.

O WaveLab é muito mais do que a referência da masterização. A sua abordagem modular permite o uso de diferentes partes do seu abrangente conjunto de recursos em todas as áreas da produção de áudio profissional. Quer se trate de edição e processamento espectral precisos, restauro de áudio, análise forense de arquivos de som e muitos outros usos, o WaveLab tem as ferramentas para fazer todo esse trabalho de forma incrivelmente rigorosa e intuitiva.

O WaveLab oferece uma ampla variedade de funções de edição especializadas. É possível a edição destrutiva e não destrutiva, permitindo assim a escolha mais adequada ao seu projecto. A edição espectral de alta resolução, por exemplo, permite direcionar com precisão certas frequências e detectar ruídos indesejados, para removê-los com muito cuidado. O WaveLab possui as ferramentas de análise de áudio mais avançadas, actualmente disponíveis na indústria de som profissional. Uma gama abrangente de medidores de sinal – incluindo nível de pico, erros de volume, fase, espectro e bits – garante uma panorâmica incrivelmente precisa do som com o qual se está a trabalhar. Mas o WaveLab vai muito além do simples mostrar do que está a acontecer, porque permite uma visualização do espectrograma excepcionalmente detalhada, exibição de Wavelet e análise de frequência 3D, incluindo ferramentas de análise global para sondar profundamente os sons. As ferramentas de restauro de áudio de última geração do WaveLab são conhecidas pela sua capacidade de melhorar gravações antigas ou imperfeitas. Inclui o conjunto de plug-ins de restaurao RestoRig, como o DeClicker, DeNoiser, DeBuzzer, DePopper e DeCrackler, para remover uma ampla gama de ruídos e artefatos indesejados.

O WaveLab possui uma área de trabalho inteiramente dedicada ao processamento por batch, o que pode fazer economizar muito tempo aos utilizadores. Com uma vasta gama de efeitos de plug-in e processadores de alta qualidade à escolha, é possível criar com eles muitas colecções de plug-ins diferentes e produzir o rendering de vários arquivos em formatos diferentes de uma só vez. O WaveLab apresenta recursos de edição de metadados muito abrangentes e flexíveis, que podem ser mudados à medida e utilizados independentemente da utilização em concreto, material de origem ou resultado final. Além de toda a gama de códigos de metadados – incluindo ID3 v1 (para formatos MP3) e v2 que estão em conformidade com os padrões do iTunes – podem ser adicionadas letras e imagens aos metadados de cada arquivo. O WaveLab é também uma ferramenta fantástica para designers de som, não apenas pelas suas funções de análise, edição e restauro de áudio, mas também porque as suas avançadas ferramentas de processamento o tornam uma óptima solução para capturar amostras e criar loops, entre muitas outras possibilidades de utilização. O WaveLab permite a gravação estéreo e multipista, tornando-o a ferramenta ideal para uma ampla variedade de situações de gravação, dentro e fora do estúdio. O WaveLab tem a possibilidade de criar ficheiros de áudio interlaçados multicanal, para abrir, editar e guardar em formatos de áudio surround até 22.2 e Ambisonics, com edição mais fácil e opções de seleção detalhadas. É perfeito também para podcasts, uma parte hoje tão importante da transmissão de áudio. Uma das áreas de trabalho do WaveLab é dedicada a gravar, organizar episódios e prepará-los para publicação. Existe uma versão do WaveLab, o Cast, apenas centrada nesta capacidade.

Uma ferramenta excepcional, de que aqui lhe pretendemos dar apenas uma imagem rápida. Se quiser saber mais, veja aqui. Se o seu universo de trabalho se centra nos podcasts e noutras aplicações para redes sociais, existe uma versão especial dedicada o WaveLab Cast. Veja aqui mais sobre este produto. Para saber mais ainda sobre o WaveLab da STEINBERG e para ficar a conhecer mais sobre as suas possibilidades, venha falar connosco.


Voltemos à nova crystal da LAWO

Assinalámos-lhe há tempo, aqui no FEEDFORWARD, o lançamento da nova crystal, a mesa de mistura da LAWO que coloca a tecnologia da afamada diamond ao seu alcance. Trata-se da mesa ideal para unidades de produção de dimensões mais reduzidas. Do estúdio pessoal, ao carro de exteriores mais sofisticado. Graças à nova crystal, a tecnologia diamond está agora à sua disposição, no caso de situações em que o espaço, a portabilidade, a dimensão dos fluxos de trabalho, a complementaridade com outros equipamentos e o orçamento sejam considerações a ter em conta. A nova crystal coloca a tecnologia LAWO, todo o seu saber, experiência, qualidade e poder de operação, ao seu dispôr, de uma forma mais acessível do que nunca. A nova crystal é uma mesa compacta e moderna no seu conceito.
Conheça tudo sobre a nova crystal.

Para atingir os mais altos níveis de produtividade, as nossas ferramentas de trabalho devem funcionar como extensões de nós próprios. Com dois modos distintos de operação – Power Core e Controller – a nova crystal é a companheira perfeita para uma variedade de aplicações: estúdios de broadcast, rádio e televisão, de pequeno e médio porte; estúdios regionais; suítes de notícias e comentário; estúdios de som; controlo MCR e carros de exteriores; estúdios de gravação de podcasts; produção remota; sites de backup e de recuperação de desastres; controlo e integração de DAWs, bem como na uniformização de fluxos de trabalho.

Baseada na afamada filosofia da diamond, a operação da crystal revela-se instantaneamente familiar e directa, proporcionando aos utilizadores uma poderosa ferramenta de trabalho, altamente intuitiva. A nova crystal proporciona uma sinergia perfeita da operação física e virtual, com controlos inteligentes e sensíveis ao contexto em que estão naturalmente disponíveis. A nova crystal proporciona o poder da diamond num pacote mais compacto e económico e aproveita a insuperável experiência em tecnologia áudio e melhoria de fluxos de trabalho de alta qualidade que os produtos LAWO proporcionam.

A nova crystal integra tecnologia nativa IP e está disponível em acabamento claro e escuro. Ambas as versões oferecem uma variedade de tons e matizes de utilização que permitem personalizar a mesa de acordo com as necessidades. Extensões virtuais opcionais fornecem informações imediatas para cada função. Faders motorizados sensíveis ao toque e teclas LED coloridas funcionam em conjunto, com ecrãs de super resolução, coloridos.

A nova crystal está disponível com 6, 8 ou 14 vias, tem ecrãs “context-sensitive” a cor, e faders touch-sensitive. Funciona em dois modos: Power Core e Controller. Tem módulos opcionais de controlo com ecrã sensível ao toque de extensão virtual. O motor Power Core oferece várias opções de licenças. que proporcionam um sistema sofisticado de gestão de utilização e de direitos. A nova crystal é, claro, compatível em modo nativo com os protocolos RAVENNA/AES67 e ST2110-30. Foi desenhada para dar resposta a produções que requeiram um ritmo de trabalho rápido. Proporciona um conjunto de pistas visuais para ajudar a operação. A crystal emprega algoritmos inteligentes que aceleram os fluxos de trabalho de qualquer tipo de produção e liga-se ao motor de mistura Power Core em modo nativo, via Ethernet.

Tudo isto num conjunto compacto, que é um imenso prazer operar.

Saiba tudo sobre a nova crystal aqui. Se quiser saber mais ainda ou para outros esclarecimentos sobre a nova crystal ou qualquer dos outros produtos da LAWO, por favor, contacte-nos.

O som do crystal

A LAWO revelou a sua nova mesa crystal. Trata-se de uma nova mesa de mistura, muito versátil destinada a aplicações na área do broadcast. O novo modelo, com tecnologia nativa IP, assenta nos padrões de rede abertos RAVENNA/AES67 Audio-over-IP (AoIP) e está conforme às normas SMPTE ST2110-30/-31 para áudio e ST2022-7 para redundância. Alimentada pelo Power Core Engine, a nova crystal é expansível no que respeita ao I/O, acomodando fontes e destinos de áudio AES67, MADI, analógico, AES3, bem como Dante®.

A nova mesa de mistura para broadcast, crystal, revelada recentemente a partir do estúdio da LAWO em Rastatt, na Alemanha, vem recheada de surpreendentes capacidades. Uma poderosa e compacta ferramenta, com o selo de garantia LAWO. A nova crystal aproveita o poder do diamonde num pacote mais compacto e económico, graças à experiência em áudio e fluxos de trabalho de alta qualidade da LAWO.

A mesa está disponível com 6, 8 e 14 vias e com dois modos distintos de operação – Power Core e Controller. A crystal é a companheira perfeita para uma variedade de aplicações na área do broadcast, que abrangem rádio e uma variedade de fluxos de trabalho de produção de áudio, em pequenos a médios centros de produção em estúdios a operar em tempo real; estúdios regionais; suítes de notícias e comentários; pequenos estúdios de produção; controlo MCR e veículos de exteriores. É também a ferramenta ideal para estúdios de gravação de podcast; aplicações de produção remota; sites de backup e recuperação de desastres. Tem controlo e integração de DAW, bem como uniformização de fluxos de trabalho.

A nova crystal está assente na aclamada filosofia da diamond (que a LAWO lançou o ano passado e sobre a qual já vos falámos aqui). O design da crystal parece instantaneamente familiar e intuitiva, oferecendo aos profissionais uma mesa de muito fácil operação. A nova crystal promove a sinergia perfeita da operação física e virtual, com controlos inteligentes e sensíveis ao contexto, que estão sempre naturalmente à mão. A crystal permite que os operadores reúnam o poder da diamond num pacote mais compacto e económico e aproveitem a experiência em áudio e fluxos de trabalho de alta qualidade da LAWO.

Faders motorizados silenciosos, baseados nas aclamadas mesas de produção de áudio da série mc² e codificadores precisos permitem integração perfeita com a automação e sistemas de reprodução, que a tornam perfeita para operações de múltiplas camadas, envolvendo reconhecimento de voz, produção remota ou controlo de DAWs. Codificadores programáveis ​​e botões LED codificados por cores facilitam a distinção de funções de controlo comuns.

A crystal emprega algoritmos inteligentes que aceleram os fluxos de trabalho de produção. Uma série de tecnologias de mistura assistida facilitam em muito a sua operação. A função AutoMix mantém automaticamente o equilíbrio, em casos que envolvam múltiplos microfones, e o AutoMix Grouping permite que essa mistura automática e inteligente seja aplicada a vários grupos de fontes independentes. O AutoGain, uma função de configuração automática de ganho, optimiza os níveis dos microfones de convidados e pivots com o simples pressionar de um único botão.

A nova mesa permite também a integração com a aplicação HOME, a plataforma de gestão de infraestruturas baseadas em IP da LAWO.

Uma nova, poderosa, robusta, versátil e compacta ferramenta, com a garantia de qualidade da marca LAWO.

Muito mais há a dizer sobre esta nova crystal. Leia tudo aqui. Para mais esclarecimentos e sistemas de licenças, consulte-nos.


Com os olhos no som

Embora na produção áudio o ouvido seja, sem dúvida, o derradeiro juiz, há ocasiões em que as modernas práticas exigem a utilização de equipamento de medida fiáveis, que auxiliem as diferentes operações envolvidas. De uma única marca se pode dizer que é a referência incontestada no fabrico de equipamento de medida de áudio em ambiente de produção profissional: a alemã RTW. A variedade de soluções e produtos que oferece, a robustez de construção e facilidade de utilização que garante, fazem da RTW a marca número 1 incontestada do mercado, no domínio da medição de precisão e da distribuição do sinal para a área do áudio profissional. Vale a pena revisitar a marca, a sua história e o seu catálogo.

No áudio profissional, seja qual for o ambiente em que se esteja a trabalhar, o ouvido manda. Mas, neste capítulo, há situações em que o uso de equipamento auxiliar é mandatório. Seja porque poderão existir pormenores no sinal que escapam ao ouvido mais atento seja porque este, por si só, não garante um resultado consistente de caso para caso, seja porque é, por vezes, necessário que esse sinal esteja conforme a uma qualquer nova regra que é necessário aplicar, situação em que apenas o recurso a equipamento de medida rigoroso nos pode garantir o cumprimento de qualquer norma ou padrão que seja necessário aplicar. No caso da imagem estes aspectos de controlo do sinal faz-se através de um vectorscópio. No caso do áudio profissional, é através de uma solução RTW, o “vectorscópio” para o áudio.

Entra em cena a RTW

A RTW nasce em 1965, como empresa de prestação de serviços e o seu primeiro produto, um medidor de pico analógico, nasce em 1971. Nos anos sucessivos surge o primeiro modelo instalável em rack e, pouco depois, o primeiro modelo autónomo, de secretária. Em 1986 é lançado o primeiro modelo digital. Vários equipamentos de controlo vão entretanto sendo lançados simultaneamente e em 1991 surge um novo marco importante: o primeiro medidor de loudness. Seguem-se os primeiros medidores e analisadores de sinal áudio da série 10800, uma imagem clássica em tantos estúdios de som, de televisão, de cinema, no live ou em inúmeras outras aplicações, por todo o universo da produção profissional. A partir de 2010 surgem os primeiros modelos do TouchMonitor, de que vos falámos aqui, em 2014 os plugins, de que vos falámos aqui, em 2015 o novo controlo de Loudness e a partir de 2019, a RTW junta-se às marcas que incorporam as novas normas para AoIP, com novos modelos, que incluem esta opção. Já nos tempos actuais surge o TouchControl 5, uma verdadeira revolução de que já aqui vos falámos no Feedforward. Este novo modelo junta a medição à monitorização e distribuição de sinal, pensando nos formatos multicanal agora disponíveis.

A qualidade reconhecida

A prova da qualidade de excepção dos produtos da RTW reside, não só, nas qualidades incontestáveis dos modelos autónomos disponibilizados pela companhia alemã, mas também no facto de que alguns deles são incorporados como soluções de base em equipamentos para áudio profissional de outras marcas. Nomes como a nossa representada LAWO, mas igulamente a Studer, a Calrec, a SSL ou Stagetec incluem soluções de medição de sinal da RTW. Uma lista das empresas de broadcast, utlizadora de soluções RTW é a lista do who’s who neste universo e inclui, entre muitos, muitos outros, os nomes da BBC, CBC, NHK, WDR, Fox News, Globo, SKY, CNN, ESPN, TF1, AlJazeera, NBC, Discovery, Disney Channel, NPR, ARTE ou a nossa RTP. A lista é, naturalmente, demasiado longa para a referirmos aqui na íntegra. A RTW figura também na lista de equipamentos de vários notáveis profissionais. Para só citar uma outra referência incontornável, a mesa de masterização, especialmente construída para o Gateway Mastering, o estúdio de masterização do lendário Bob Ludwig, lá está um TM9 da RTW.

No broadcast, as soluções RTW são usadas para produção e uplink de TV ao vivo, estúdios de TV, edição de vídeo e pós-produção. São compatíveis com as especificações de transmissão mais recentes e criam resultados fiáveis ​​e previsíveis. Para estúdios de música, masterização, instalações de produção live, também se verifica a utilização maciça de produtos RTW. Obedecendo a especificações actualizadas, verificamos que o uso de equipamento da marca alemã se estendeu também à Google TV, Meta, YouTube, à Netflix, ao iTunes e outras plataformas e redes. As soluções RTW garantem sempre a fiabilidade e previsibilidade de resultados que fazem distinguir a marca.

Pode saber mais sobre as características técnicas das soluções de medição TouchMonitor, bem como o novíssimo Touchcontrol 5, os plugins e toda restante linha de produtos da RTW veja aqui.

Se quiser saber mais ainda ou assistir a uma demonstração, contacte-nos. Em Portugal, a Avantools é a especialista em soluções para medição e distribuição de sinal. E há uma solução RTW para si.

Está tudo pronto? Eis o DIVINE

No mundo moderno de áudio em rede, com as redes Dante® e AES67 a serem cada vez mais usadas para distribuir o sinal de áudio, era necessário um monitor que simplesmente se pudesse ligar a essas redes e também oferecesse algumas funcionalidades realmente inteligentes. É aqui que entra em cena o Divine da GLENSOUND! Mais que um monitor de áudio de referência, o novo Divine constitui um novo conceito, extremamente útil em numerosas aplicações de áudio profissional, no broadcast, na rádio ou no live. Fique a conhecer o Divine.

Se os seus estúdios, móveis ou fixos ou os seus carros de exterior estão preparados para a tecnologia Dante®, o novo DIvine da GLENSOUND é a opção de monitorização, perfeitamente adequada, a ter em atenção.

O Divine é um monitor de áudio em rede, para redes de áudio Dante® e AES67. Uma única ligação de cabo de rede, Neutrik Ethercon 100Mbit/s, fornece energia e 4 canais de áudio para o Divine. Mas a história não fica por aí. O Divine dispões de dezoito parâmetros configuráveis ​​separados, que podem ser configurados ​​a partir de um ecrã traseiro que permite definir o seu modo operacional preferido para este equipamento.

O driver debita 10W e é emparelhado com um amplificador digital classe D. Desta forma, o Divine soa bastante potente para uma caixa tão pequena. A potência disponível do PoE foi maximizada o que, juntamente com a escolha de um driver eficiente e algum trabalho DSP inteligente, resulta num som muito forte para este tipo de monitor de referência. O amplificador Classe D integrado, pode ser alimentado por PoE, possui um DSP interno com compressão e limitação, configurável no ecrã LCD da parte traseira da unidade ou pelo aplicativo GlenController (cf. adiante.)

Uma coisa que chama a atenção no Divine é o seu estilo. A sua robusta caixa de metal sólido, estanque, e as suas curvas não pareceriam deslocadas num estúdio de topo ou num teatro. O seu acabamento é de alta qualidade. Na frente há um selector de entrada e um controlo de volume, juntamente com um medidor PPM de 4 segmentos. Na parte traseira há um pequeno ecrã para seleccionar as opções de configuração.

As quatro entradas disponíveis no Divine são seleccionáveis frontalmente, em pares ou misturadas. Qualquer entrada pode ser desactivada, se necessário.

A principal característica do Divine é que qualquer entrada pode ser configurada para ser uma interrupção de outra, com vários níveis de dimming. Por exemplo, se o Divine for usado numa cabine de um teatro, a entrada 1 pode ser o feed do espectáculo, com a entrada 2 definida como a interrupção para o director de cena. Qualquer chamada deste interromperia, portanto, a transmissão do espectáculo na cabine. Esse recurso de interrupção funcionará com qualquer fonte de rede Dante®, pois detecta apenas o áudio recebido o que constitui uma função muito útil. A interrupção também pode ser configurada para ignorar o controlo de volume para que os utilizadores ainda recebam as suas deixas, mesmo que tenham diminuído o volume do Divine.

Diferentes predefinições de EQ estão disponíveis juntamente com um corte de LF e um aumento de ganho de 0 a 24dB. Para clareza adicional no material de voz, está disponível um filtro de passagem de banda .

O PPM frontal pode funcionar como um medidor PPM tradicional geral ou, alternativamente, como os LEDs são multicoloridos, o Divine pode ser configurado para mostrar uma indicação PPM por entrada, em cada LED individual.

O potenciómetro de volume na frente pode ser configurado para ter um nível mínimo, garantindo que o altifalante não possa ser desligado. É possível definir um nível de volume máximo.

O nível de alinhamento é selecionável para atender aos requisitos standard de -24dBFs, -20 dBFs ou -18 dBFs e cada entrada pode ser configurada para ter atrasos independentes de 0-40 ms. As luzes frontais também podem ser definidas no modo escuro para situações em que o Divine precisa ser ouvido e não visto.

Como em qualquer outra solução envolvendo o protocolo Dante, a gestão de sinal é gerida pelo software Dante Controller da Audinate. Isso permite que qualquer uma das quatro fontes diferentes numa rede Dante seja distribuída para o Divine. O Dante Controller também é usado para definir o modo AES67, se necessário.

O Divine dispões também de um aplicativo de controlo remoto, gratuito, da Glensound, o Glen Controller. Este aplicativo permite o controlo remoto de todas as configurações, actualizações remotas e a configuração para grupos de monitores.

Para maximizar a conveniência e manter os custos baixos, o Divine inclui roscas de microfone padrão na base para montagem em suportes de microfone e uma montagem VESA de 75 mm na parte traseira para que possam ser usados suportes de baixo custo e facilmente disponíveis.

Se a sua infraestrutura de áudio em rede está pronta e funcional, está pronta a receber o DIvine.

Saiba tudo sobre o novo Divine da GLENSOUND aqui e leia aqui e aqui análises a este produto. Consulte-nos para mais informações e demonstração.


A melhor decisão

No Ruanda, um país conhecido pela sua abordagem inovadora no que respeita a inovação tecnológica e desenvolvimento industrial, surgiu uma nova estação de rádio baseada num novo conceito: a Radio O, com sede em Kigali. A operação da nova estação baseia-se numa solução RƎLAY da LAWO. A Radio O está a implementar uma configuração técnica de ponta para transformar as suas instalações num centro de produção de rádio totalmente equipado para uma abordagem de distribuição inovadora. Graças a esta configuração LAWO, a Radio O está pronta para a produção moderna de toda uma variedade de programas para a sua comunidade.

Operando a partir de um edifício impressionante com capacidade para 5.000 pessoas, a rádio da Authentic Church visa transmitir a mensagem dos seus cultos para ouvintes em toda a região por meio de programas adicionais. Depois de avaliar todas as opções, a equipa encarregada de formular as escolhas tecnológicas adequadas a este novo conceito, escolheu o software LAWO e o hardware de PC normal para construir a sua estação de rádio, trabalhando com o integrador de sistemas local, a Mediacity Ads Ltd., o distribuidor de soluções LAWO para o Ruanda.

As tecnologias LAWO oferecem à Radio O uma solução mais flexível e escalável que lhes permite selecionar mais conteúdo, sem ter que se preocupar com ineficiências técnicas. A tendência para a escolha de soluções LAWO em Kigali, entre os grandes players foi determinante para a opção da Radio O. Essa decisão foi tomada para seguir uma estratégia geral de modernização dos fluxos de trabalho de transmissão e produção e migração para uma solução puramente baseada em IP para poder fazer mais com menos confusão técnica.

Sem uma tradicional sala de equipamentos central, este projeto pioneiro – o primeiro desse tipo na África – segue uma nova abordagem distribuída. Diferentes edifícios acolhem tecnologia de PC stabdard e infraestrutura de TI convencional para rotear sinais de uma mesa de mistura analógica por meio do patchbay virtual de Lawo para o software de mistura RƎLAY VRX da LAWO. Este patchbay virtual oferece saídas de áudio com diferentes opções de processamento de som, que permitem a distribuição de sinal por meio de um simples cabo Ethernet.
O RƎLAY é um Mixer de Rádio Virtual, completo com ferramentas profissionais integradas para processamento de voz, mix-minus e muito mais. O programa é executado em PCs ou laptops standard, eliminando a necessidade de racks de hardware, caras e a requerer enormes quantidades de espaço. A interface intuitiva do ecrã multitoque torna o RƎLAY fácil de usar, com sistemas de assistência como automix e autogain. Os operadores podem construir um estúdio de transmissão inteiro em um único PC com ecrã sensível ao toque, usando o software RƎLAY juntamente com sistemas de reprodução, codecs de software, codificadores de streaming e outros aplicativos de estúdio. É ainda possível controlar a estação remotamente.

Evans Mwendwa, o chefe de programação da Radio O e TV O, diz: “O novo sistema facilitou muito o trabalho em comparação com as configurações analógicas que tínhamos antes. Os novos fluxos de trabalho que criámos agora elevam a qualidade de nossos programas. Trabalhar com a LAWO é a melhor decisão que já tomamos.”

Tome também a sua melhor decisão de sempre. Saiba mais sobre o RƎLAY VPB e sobre o RƎLAY VRX e sobre as mesas de produção de rádio da LAWO, a Crystal ou a nova Diamond modular. Fale connosco para saber mais ainda sobre estas e outras soluções que a LAWO oferece à nova Rádio.


Aí está o hush

O novíssimo hush OnAir Controller da YELLOWTEC é, de longe, a maneira mais fácil de controlar a sinalização OnAir profissionalmente. Duas versões do hush estão disponíveis a partir de agora: o hush e hush+. O hush oferece vários recursos para controlar a sinalização OnAir. O hush+ tem funções de controlo adicionais sobre o sinal do microfone, como uma função de mute. A pré-amplificação de 12dB até 75dB, do hush+ garante um som de primeira classe! São novidades com o selo YELLOWTEC agora à sua disposição.

Assim que a alimentação é ligada, o hush é activado automaticamente. E para alimentá-lo, basta ligá-lo a um computador com o cabo USB-C, incluído, ou um adaptador USB-C/USB-A, também incluído. Para usar o hush sem o computador, pode-se usar uma fonte de alimentação de 5 V certificada.
Ao usar o hush pela primeira vez, ligando-o a um PC ou Mac via USB-C, a aplicação de controlo solicitará que seja especificado qual tipo de braço m!ka OnAir Mic que está a ser usado, um modelo mais antigo com um indicador OnAir vermelho ou o modelo actual com um indicador OnAir de duas cores (vermelho/branco). Em seguida, é tempo de definir o modo de controlo, usando a aplicação para fazer outras configurações, conforme desejado.


Sempre que o hush for activado, a aplicação carregará automaticamente as últimas configurações definidas.
Depois é altura de ligar o adaptador XLR-5 do m!ka OnAir Mic Arm à entrada de microfone frontal do dispositivo hush. Em seguida, é a vez de ligar o interface de áudio ou mesa de mistura que processa o sinal do microfone.

Seja qual for a opção, é então tempo escolher a aplicação desejada.

O hush fornece vários modos de controlo, extremamente conveniente e de uma forma extremamente profissional. De forma autónoma, o hush adapta-se perfeitamente a todos os utilizadores, cujos equipamentos não suportam controlo de luz vermelha. Ou então, usando a entrada GPI, é possível ligar o hush às saídas do hardware, controlando-o por meio de uma mesa de mistura, por exemplo. É também possível ligar via USB-HID, integrando o hush em qualquer fluxo de trabalho, em combinação com o seu próprio software. A YELLOWTEC fornece as respectivas bibliotecas para Windows e Mac. Também pode usar o USB-MIDI para controlar o hush via o software DAW. Desta forma, o indicador OnAir do m!ka Mic Arm é activado sempre que se iniciar uma gravação na DAW. É ainda possível ligar o hardware MIDI para controlar o Hush via MIDI externo. A aplicação oferece amplas possibilidades de configuração de qualquer setup MIDI.

Em resumo, como solução autónoma, o hush é uma solução extremamente conveniente e profissional, que se adapta perfeitamente a todos os utilizadores cujos equipamentos existentes não permitem controlo de luz vermelha. Usando a entrada GPI, é possível ligar o hush a qualquer saída de colector aberto padrão de hardware, por exemplo uma mesa de mistura. Selecionando o USB-MIDI pode controlar o hush via software DAW. Desta forma, o indicador OnAir do m!ka Mic Arm é ligado sempre que se iniciar uma gravação a partir do interface da DAW. É também possível controlar o hush através do hardware MIDI, via MIDI externo. Há muitas maneiras de integrar o hush.

Disponível a partir de hoje. Venha falar connosco para mais informações sobre o novo hush da YELLOWTEC.


Desporto e intercomunicação

A intercomunicação é um factor vital no desporto, sobretudo no desporto de alta competição. A RIEDEL proporciona soluções que podem ser concebidas à medida, para todas as modalidades desportivas, onde a intercomunicação é um factor decisivo. A eficácia dos sistemas fornecidos pela marca alemã está comprovada em inúmeras competições, a decorrer um pouco por todas as partes do mundo, desde o grande evento de impacte universal, até às mais modestas competições locais. Essa eficácia comprova-se em todos os ramos do desporto e em todos os escalões. É o caso, no desporto universitário, da equipa dos University of Georgia (UGA) Bulldogs, nos Estados Unidos. Uma solução Bolero assegura agora a qualidade da intercomunicação desta equipa de sucesso. Um novo sistema Artist, completa a solução RIEDEL.

A Universidade de Georgia é a sede dos Georgia Bulldogs, a equipa de sucesso do futebol americano universitário. Uma solução fornecido pela MV SportsCom, um revendedor, parceiro da RIEDEL, o sistema de intercomunicação sem fio Bolero, altamente portátil que pode ser implantada facilmente, assegura todas as necessidades de intercomunição dos Bulldogs, mesmo em locais distantes, e funciona de forma fiável que garante comunicações claras entre o banco da equipa e os treinadores de campo.

A intercomunicação é vital para o jogo, para as comunicações do técnico e do campo para o banco, como do técnico para os jogadores. Obrigados a viajar de um estádio para outro, é necessário um sistema de intercomunicação em campo, que será configurado facilmente e que funcione de forma simples. A qualidade dos equipamentos de intercomunicação RIEDEL é um dos factores do sucesso do desempenho dos Bulldogs nos últimos campeonatos americanos. Mudar para um sistema RIEDEL foi um dos factores que mais ajudou a assegurar o sucesso da equipa. Como o sistema de intercomunicação sem fios Bolero suporta, no modo autónomo, até 10 unidades de cinto por antena e até 100 antenas num único sistema, as equipas de operação da UGA não precisam de gerir várias estações base. Uma pequena equipa de suporte pode lidar com a implantação rapidamente e até mesmo os membros não técnicos da equipa de operações do equipamento podem ajudar na configuração com eficiência. É graças a essa facilidade de uso, que os Bulldogs confiam no Bolero durante os treinos e jogos.

A intercomunicação é vital para o jogo, para as comunicações do técnico e do campo para o banco, como do técnico para os jogadores. Obrigados a viajar de um estádio para outro, é necessário um sistema de intercomunicação em campo, que será configurado facilmente e que funcione de forma simples. A qualidade dos equipamentos de intercomunicação RIEDEL é um dos factores do sucesso do desempenho dos Bulldogs nos últimos campeonatos americanos. Mudar para um sistema RIEDEL foi um dos factores que mais ajudou a assegurar o sucesso da equipa. Como o sistema de intercomunicação sem fios Bolero suporta, no modo autónomo, até 10 unidades de cinto por antena e até 100 antenas num único sistema, as equipas de operação da UGA não precisam de gerir várias estações base. Uma pequena equipa de suporte pode lidar com a implantação rapidamente e até mesmo os membros não técnicos da equipa de operações do equipamento podem ajudar na configuração com eficiência. É graças a essa facilidade de uso, que os Bulldogs confiam no Bolero durante os treinos e jogos.

A mudança para uma solução RIEDEL foi a maneira de garantir a fiabilidade, a qualidade das comunicações e o apoio de que a equipa necessitava.

Adicionalmente foi instado um novo mainframe Artist 128, no núcleo central que serve o Sanford Stadium e o Stegeman Coliseum e está ligado via fibra aos quadros nas instalações de baseball Foley Field, no Jack Turner Stadium, no Turner Soccer Complex, no Gabrielsen Natatorium e no William Porter Payne e Porter Otis Payne Indoor Athletic Facility. Este sistema que completa o sistema anteriormente existente, integra totalmente vários locais desportivos em todo o campus, para simplificar transmissões em diferido e transmissão ao vivo de eventos desportivos, apresentações de vídeo e promoções para fãs no local. Leia aqui sobre esta solução Artist.

Veja mais sobre estas soluções aqui. Saiba mais sobre o Bolero, o Artist e restantes sistemas de intercomunicação da RIEDEL aqui. Para mais informações sobre estes e outros produtos deste nosso parceiro venha falar com a AVANTOOLS, os peritos em intercomunicação em Portugal.


Já conhece o MBOX Studio?

É uma jóia escondida, mesmo debaixo do nosso olhar. Se é músico, sound designer, técnico de som, podcaster, se faz gravações ao vivo, se produz jingles para rádio ou TV, ou se trabalha com o registo, produção e pós-produção de som seja de que de forma for, o MBOX Studio da AVID é a solução perfeita. Um estúdio portátil, compacto, com uma sofisticação, uma qualidade e uma versatilidade sem paralelo. Simples de operar e muito acessível, para um resultado de um milhão de dólares.

Olhe bem: todo o poder da gravação profissional num estúdio pessoal. Eis o MBOX Studio.

Alimentado pelo Pro Tools Studio, o interface de áudio MBOX Studio USB oferece tudo o que é necessário para produzir, montar e masterizar música e palavra, e muito, muito mais. Com o MBOX Studio o utilizador encontra inspiração para compor ideias, para gravar, monitorizar e misturar os seus projectos, sem distrações, de forma intuitiva e muito eficiente. O design cuidado do MBOX Studio permite uma operação extremamente fácil com resultados de topo de gama.

O MBOX Studio foi concebido e é fabricado apenas com base em componentes, pré-amplificadores e conversores de áudio da mais alta qualidade, permitindo capturar e misturar áudio de até 24 bits e 192 kHz da entrada à saída. Com o variável Z abre-se toda uma gama de opções adicionais. EQ, delay e reverb integrados, em tempo real, além de mistura independente, e baixa latência, são algumas das outras qualidades que pode esperar do MBOX Studio.

Com uma gama completa de funções directamente acessíveis do interface, é possível captar e misturar música e palavra com qualidade de som cristalina, graças aos quatro pré-amplificadores de microfone e conversores, que proporcionam a capacidade de ligar até oito microfones. É possível gravar com microfones, instrumentos, efeitos, outras fontes externas e muito mais com 21×22 I/O simultâneas. É possível aplicar mais de 130 plugins de alta qualidade, desde emulações autênticas de compressores clássicos, equalizadores e outros equipamentos externos, até instrumentos inovadores, reverberações, filtros e outros para processamento de som.

Especialmente interessantes são as possibilidades de monitorização, como num estúdio comercial, com saídas para dois auscultadores, dois conjuntos de altifalantes estéreo e Bluetooth, além de um microfone de retorno integrado. Nenhum outro interface de áudio na sua classe oferece tantas opções. Pode ainda expandir e acelerar o fluxo de trabalho, escrevendo música e produzindo bandas sonoras para filmes ou videos, integrando o Sibelius Artist, manipulando o som e o tempo com o Melodyne 5 essencial e automatizando o fluxo de trabalho com o SoundFlow Cloud Avid Edition. Tudo muito intuitivo, muito simples de operar e muito versátil.

O MBOX Studio pode ser usado com o Pro Tools e todos os outros softwares de DAW populares, para criação de conteúdos e streaming. Perfeito para podcasts e transmissões ao vivo de qualidade profissional. Permite a gravação de um pivot e dos seus convidados, optimizando o som de cada microfone, com adição de equalização e efeitos em tempo real. Com o Loopback activado, é possível capturar um diálogo, por exemplo, juntamente com o áudio reproduzido de outro aplicativo, ideal para podcasting.

Mas não se fie apenas nestas descrições. Leia mais sobre o MBOX Studio aqui e fale connosco para saber mais ainda ou para uma demonstração.