TouchControl 5 RTW: Nova Versão 1.1 com Recursos Aprimorados

O TouchControl 5 da RTW, é um controlador de monitores de áudio, com capacidade de medição do sinal. A nova versão oferece-lhe uma série de novas possibilidades que fazem deste controlador uma ferramenta cada vez mais poderosa. Uma espécie de canivete suíço para controlo do seu estúdio. Construído com base num importante legado de fabrico de controladores de monitor, destinados ao broadcast e aos estúdios, e na linha das afamadas unidades de medição de sinal da RTW, o TouchControl 5 assenta na tecnologia AoIP e no protocolo Dante®, tem um ecrã sensível ao toque, de 5”, com um GUI muito intuitivo, tem um tamanho pequeno que preserva espaço de trabalho valioso. Por detrás do seu aspecto compacto, contudo, há mais, muito mais, a descobrir no TouchControl 5.

Já aqui no FeedForward lhe descrevemos o TouchControl 5. Em resumo, o TouchControl 5 foi concebido e desenvolveu-se como um dispositivo de rede. Portanto, não precisa de muitas ligações ao mundo exterior. Foi assim que se tornou possível construir um dispositivo com uma pegada muito pequena. A porta de rede não fornece apenas os canais de áudio, 32 entradas e 32 saídas, mas também inclui alimentação. Além disso, existe também uma secção I/O, de topo, de 24 bits/96 kHz.

O TOUCHCONTROL 5 NUM RELANCE

Quando olha para o painel frontal do TouchControl 5 encontra o microfone integrado que alimenta a medição SPL e que também pode ser usado para o talkback. O ecrã de 5”, sensível ao toque, pode ser configurada pelo utilizador, assim como o botão giratório ( um botãozão!), configurável e sensível ao toque.

Na parte de trás do TouchControl 5 encontra a porta Dante®, que lhe fornece sinal Audio over IP (AoIP), uma entrada para microfone externo e outra para auscultadores.

O que fazer com o TouchControl5? A lista de possibilidades é longa, mas podemos, a título de exemplo falar-lhe no Downmix, Source A/B Compare, SPK Select, Calibrated Monitoring (usando o microfone interno ou configuração manual), SPL Readout, Solo, Cut, Swap, Phase, Mono, Dim, Mute e Test Tone Gerador. Com capacidade para até 32 canais Dante® de entrada e saída, o TouchControl 5 pode lidar facilmente com configurações do número de canais, do simples estéreo até 22.2.

O mecanismo de medição PPM é retirado de modelos TouchMonitor de última geração. Existem diversas maneiras de personalizar o TouchControl 5, em função de cada fluxo de trabalho específico, incluindo escalas, mudar configurações de cores e muito mais. É possível medir vários parâmetros. O valor de True Peak faz parte da história da medição, assim como o VU e o British PPM.

A NOVA VERSÃO 1.1

A versão 1.1 traz-lhe uma série de melhorias. A secção de monitorização suporta agora até 4 fontes de entrada e destinos de saída, que poderá identificar com etiquetas personalizadas. O lado de calibração do TouchControl 5 também passou por actualizações significativas, incluindo a capacidade de importar e exportar configurações de calibração, permitindo transferi-las entre predefinições. Além disso, a gestão de predefinições, a medição, o roteamento e o editor do visualizador receberam aperfeiçoamentos significativos.

O TouchControl 5 seguiu inicialmente o modelo de licença de software das populares soluções de medição TouchMonitor. No entanto, a RTW decidiu retirar o sistema baseado em licenças do TouchControl 5, dando agora a todos acesso total e permanente a todas as ferramentas e recursos.

Se já possui um TouchControl 5, receberá esta actualização com a nova versão de software 1.1, enquanto os novos utilizadores poderão desfrutar de todos os recursos desbloqueados, logo desde o primeiro dia, com a v1.1.

Sendo um verdadeiro dispositivo de rede, a configuração do TouchControl 5 é feita através da rede, usando um simples browser. É dessa forma que se operam as configurações gerais, se gerem as predefinições, actualizações de software e muito mais.

Em resumo, na nova versão 1.1:
• As diversas licenças de utilização foram retiradas. Todas as capacidades estão agora totalmente disponíveis.
• dispõe de 4 entradas
• e de 4 saídas
• pode Importar e exportar configurações de calibração
• beneficia de melhorias na gestão dos presets do routing da medição e na visualização do editor

Mas não se fique pelo que aqui lhe descrevemos. Saiba mais sobre o TouchControl 5 aqui. E conheça todas as novoas possibilidades desta versão 1.1 aqui.

E se quiser saber ainda mais, ouvir com os seus olhos ou, simplesmente, olhar para o somvenha falar connosco. Ficará a saber, com todo o detalhe necessário, como o TouchControl 5 da RTW o vai servir.


Conheça o Channel One Mk3 da SPL: Alta Qualidade de Áudio e Inovação

A SPL, o fabricante alemão de equipamentos de áudio profissional, é uma empresa que se define em poucas palavras: originalidade, robustez, fiabilidade e constante aperfeiçoamento dos seus produtos. Ao longo dos anos, a SPL criou verdadeiros clássicos da indústria, que mantêm o seu desempenho durante anos e anos, de forma imaculada. Os conceitos originais estão lá, mas são constantemente melhorados. Da SPL se poderá dizer que transforma o melhor num ainda melhor. Um clássico do fabricante alemão, fiel companheiro em tantos estúdios espalhados por esse mundo fora, o Channel One, aparece agora numa nova versão, o Channel One Mk3. A mesma originalidade, a mesma robustez, o mesmo conceito, um novo design inovador e a mesma garantia de um desempenho de excelência, acompanhado da mesma promessa de total fiabilidade.


Há mais de 20 anos que o Channel One da SPL é sinónimo de uma ferramenta de gravação e mistura extremamente musical e de alta qualidade. Na sua versão mais recente, o Mk3, este clássico foi completamente revisto e, além de uma tensão de áudio interna mais alta (agora +/-18 V) para um som ainda melhor e mais detalhado, encontramos uma secção de pré-amplificador melhorada, um Transient Designer (o clássico SPL) integrado, um estágio de saturação por válvula e uma opção de comparação Mic A/B para dois microfones, para além de outros excelentes recursos que, com esta ferramenta, elevam o moderno estúdio de gravação e mistura a um novo nível de qualidade.

Com o de-esser, o compressor e o equalizador, todas as ferramentas importantes de um canal real estão disponíveis. Seja para um sinal de microfone, linha ou instrumento, o Channel One Mk3 faz qualquer fonte soar como um sinal gravado profissionalmente.

O novo design da série SPL Studio destaca perfeitamente as qualidades sonoras deste Channel One de 3ª geração.

O Channel One Mk3 está equipado com um pré-amplificador discreto. O controlo de ganho pode ser usado para ajustar a pré-amplificação. Para sinais de microfone, pode ser realizada uma pré-amplificação de até 68 dB, para que mesmo microfones realmente exigentes exibam as suas reais qualidades. O Channel One Mk3 contém duas entradas de microfone no painel traseiro: Mic A e Mic B. Dois microfones podem ser ligados simultaneamente e comparados, o que simplifica enormemente o fluxo de trabalho. O Preamp Out capta o sinal directamente após o amplificador do microfone. Este sinal também pode ser gravado numa pista separada de uma DAW, por exemplo, por segurança.

O Channel One Mk3 oferece a possibilidade de processar sinais de linha. Isto significa que fontes com nível de linha, como um sinal analógico de uma interface de áudio, podem ser processadas com de-esser, compressor, limitador e equalizador e depois gravadas novamente. Desta forma, o Channel One Mk3 transforma-se num plugin analógico, dentro de um insert de uma DAW.

A função Tube Saturation é a magia do timbre obtido através do uso de uma válvula. Com este controlo a quantidade de saturação da válvula pode ser determinada. O nível de saída é acomodado automaticamente; em configurações extremas, o nível aumenta apenas 6 dB. Portanto, distorções harmónicas decentes a expressivas podem ser facilmente ajustadas girando apenas um botão.

O Auto-Dynamic De-Esser remove, de forma discreta e eficaz, sons S, detectando apenas as frequências altas, misturando-as com o sinal principal com fase invertida excluindo, assim, simplesmente, as sibilantes do sinal original.

Com o clássico e famoso Transient Designer, incluido, é possível manipular os envelopes dos sinais de áudio de forma independente do nível (sem limite!). Isso permite acelerar ou desacelerar transientes, aumentar ou diminuir os tempos de sustentação, com apenas dois controlos: ataque e sustentação.

O VUímetro iluminado exibe o nível de entrada, o nível de saída e a redução de ganho. Com a chave VU à direita abaixo do medidor VU é possível selecionar o nível a ser exibido.

O Channel One Mk3 é inteiramente produzido na fábrica da SPL.

Estas são apenas algumas das qualidades do novo Channel One Mk3. Se quiser ficar a saber mais sobre esta novidade da SPL clique aqui. Mas se quiser saber mais ainda, venha falar connosco.


Novo HOME mc² DSP da LAWO

O aplicativo HOME mc² DSP da LAWO é um núcleo de processamento de áudio virtual, baseado em microsserviço, com um conjunto de recursos equivalente ao A__UHD Core, alojado em servidores de referência e assente em CPU. É a grande novidade da LAWO. Assim fica ainda mais poderoso, aliciante e produtivo o uso do equipamento da marca alemã, que facilita grandemente a partilha de recursos, sem comprometer, em momento algum, a qualidade. Se não existissem razões suficientes para optar pelas soluções LAWO, a capacidade de processamento que este HOME mc² DSP traz, reforça ainda mais a opção.

Com recursos do modelo A__UHD Core instantaneamente acessíveis, o HOME mc² DSP faz parte da oferta HOME Apps da LAWO, fornecendo processamento com conectividade, flexibilidade e escalabilidade superiores, que respeita todos os requisitos de produção de hoje e de amanhã.

O HOME mc² DSP foi projectado para uso em conjunto com mesas de mistura da série mc² da LAWO e é capaz de instanciar um sistema de mistura (virtual) com o pressionar de um botão, sempre que a capacidade de processamento de áudio for necessária de forma surpreendentemente rápida. Com todos os recursos conhecidos do hardware A__UHD Core FPGA num pacote baseado em CPU completamente redesenhado, o HOME mc² DSP permite que os operadoras activem o processamento DSP de nível mc² conforme necessário, com potência até então indisponível.

O HOME mc² DSP aproveita totalmente a flexibilidade proporcionada pela abstração da funcionalidade de processamento do hardware, com todos os benefícios do modelo de licenciamento e assinatura Flex da LAWO: os utilizadores podem alocar gratuitamente créditos de assinatura, localmente ou em todo o sistema, para qualquer aplicativo HOME disponível, seja áudio ou vídeo.

O objectivo principal do HOME mc² DSP é fornecer processamento de áudio em situações onde nenhum núcleo A__UHD está disponível ou onde é mais prático permanecer no domínio dos aplicativos HOME. O HOME mc² DSP permite que os utilizadores criem um núcleo de processamento com contagens de canais muito diferentes para corresponder perfeitamente a cada caso de uso específico.

De sublinhar que o aplicativo mc² DSP possui a mesma latência ultrabaixa do seu companheiro de hardware. Todos os recursos e características são tão semelhantes que os operadores não conseguem dizer se a superfície da mesa controla um núcleo A__UHD baseado em hardware ou no aplicativo HOME mc² DSP.

Escalável automaticamente, consoante a evolução de recursos futuros de CPU, o HOME mc² DSP pode alimentar até vários milhares de canais DSP, quando necessário, com suporte para mono, estéreo, 5.1 e uma série de formatos de mistura imersiva NGA, além de downmixes automáticos.

O HOME mc² DSP é um motor de áudio, poderosíssimo, flexível e muito simples de operar, que funciona com base num servidor. Uma brilhante obra de engenharia, como todas as soluções LAWO.

Saiba mais sobre o novo HOME mc² DSP aqui. Contacte-nos para mais informações sobre este novíssimo produto da LAWO.

Uma universidade dedicada às artes escolhe LAWO

É uma das maiores e mais conhecidas universidades do mundo dedicada às artes. A mdwUniversidade de Música e Artes Cénicas de Viena prepara os seus alunos para o universo das artes performativas, da música, do teatro e do cinema. Uma colaboração entre a mdw e a LAWO permite agora usar uma mesa de mistura modelo mc²56 MkIII com A__UHD Core, no Tonregie 1 do mdw. A nova mesa está a ser usada, tanto para formação de alunos como para outras produções. Conciliar produções internas de alta qualidade com a formação em engenharia de som explicam facilmente a escolha pela mc²56 da LAWO. Mas não se trata apenas de ter acesso à excelência da mc²56 MkIII. O novo sistema permite, entre outras mais valias, potenciar, flexibilizar, expandir e conciliar as componentes pedagógicas e de produção interna, e criar sinergias com outras instituições. Um futuro aliciante no horizonte.

Tonregie 1 da mdw

A mdw – Universidade de Música e Artes Cênicas de Viena é líder internacional em todas as áreas da música, artes cênicas e ciências afins desde 1817. A universidade educa cerca de 3000 estudantes de 70 países e oferece 115 áreas de estudo e 41 cursos universitários distribuídos por 25 institutos.

A mdw – Universidade de Música e Artes Cênicas de Viena e a LAWO colaboraram para instalar um mesa de produção de áudio modelo mc²56 MkIII com o A__UHD Core no Tonregie 1 da mdw, para ser usada tanto na formação dos seus alunos como nas produções que fazem parte dos currículos académicos. O novo equipamento, baseado no protocolo AoIP, também inclui um Power Core Gateway, bem como uma A__stage64, como uma caixa de palco para agregação de sinais de áudio de todo o campus. A nova infraestrutura da mdw utiliza uma rede RAVENNA, que pode integrar formatos como MADI ou AES/EBU. Os dispositivos DANTE na rede estão sustentados numa placa de expansão no Power Core. A instalação permite produções dos mais diversos géneros, com a ajuda adicional de um servidor WAVES.

mc²56 MkIII

Um dos focos da mdw está no programa de graduação para Tonmeister. Durante o programa de bacharelato/mestrado de seis anos, o aluno deve encontrar tecnologias típicas de mercado e aprender a trabalhar com diversos sistemas em diferentes cenários. O conceito aberto das mesas da LAWO permite que diferentes aplicações e fluxos de trabalho sejam definidos, ensinados e produzidos de acordo com os requisitos do curso. As predefinições facilitam a simulação de diferentes situações realistas – desde a produção de pequenos conjuntos, orquestras, apresentações dramáticas e óperas. Graças ao interface e às configurações claramente estruturadas, mesmo utiizadores inexperientes podem operar a mesa para realizar as suas primeiras produções de forma rápida e sem explicações aprofundadas. Com a mc²56 é possível dividir o espaço de operação para que duas pessoas possam trabalhar independentemente uma da outra. Para uma produção de ópera, por exemplo, é possível ter uma pessoa a misturar a orquestra e outra os solistas. No futuro, a mc²56 será usada para expandir a produção e streaming em formatos multicanal.

Produção de um espctáculo ao vivo

O estúdio “Tonregie1” é um dos maiores da universidade e, juntamente com vários outros localizados no novo Future Art Lab do mdw, está disponível para o programa Tonmeister, que envolve muitas aulas com diferentes focos, tanto em grupo como individualmente. Outra característica especial é a cooperação com outras universidades. Neste sentido, é oferecido ensino remoto bidirecional e produção musical remota conjunta. A transmissão, de baixíssima latência inerente ao protocolo RAVENNA, permite que os instrumentistas toquem juntos em diferentes locais, com a mistura a ser criada na mc²56. Produções individuais transmitidas ao vivo de outros locais também podem ser processadas por meio da mesa, para que os alunos de música possam tocar junto ou ensaiar ao vivo, remotamente.

Future Art Lab

Uma primeira experiência concreta fez, desde logo, realçar o tremendo potencial deste sistema e é digna de registo. A equipa de som do mdw esteve implicada numa apresentação de ópera no Schlosstheater de Viena, onde estava disponível apenas uma sala de controlo de vídeo, mas nenhuma sala de controlo de áudio. Foi montada uma A__stage64 e os sinais foram transmitidos a cinco quilómetros de distância, até ao campus mdw, onde o engenheiro de som e o produtor estavam sentados junto à mc²56. A mistura final foi então enviada de volta ao Schlosstheater e combinada com o vídeo para ser transmitido ao vivo. Uma produção com estas características só é possível através do protocolo AoIP e a potênca, a qualidade e a flexibilidade das mesas LAWO. Embora esta produção ainda tenha sido realizada em estéreo, o plano no futuro é produzir áudio binaural ou 3D, o que será particularmente interessante para o streaming. Um futuro, portanto, ainda mais aliciante que se avizinha.

Saiba tudo sobre esta instalação aqui, aqui sobre o Power Core Gateway e aqui sobre a mc²56 MkIII. Informação sobre o Waves Server aqui. E fale connosco para saber ainda mais sobre estes e outros produtos e soluções LAWO que temos para si.


Entrar no mundo de DANTE

A nova era do AVoIP (Audio e video sob protocolo internet) está aí para ficar. As vantagens são de tal maneira significativas para a produção profissional audio-visual, que não há como escapar-lhe. Os novos equipamentos, construídos com base nesta protocolo, oferecem possibilidades que não deixa margem para dúvidas. Novos e poderosos fluxos de trabalho, maior economia de espaço, maior rentabilidade e qualidade acrescida. A pergunta, no entanto, pode ser legitimamente colocada: o que fazer de todo o equipamento existente, analógico e digital, em que as unidades de produção investiram, que muitas vezes, está ainda longe de ter sido completamente rentabilizado? Não há que ter receio: a SONIFEX está aí com a solução. Entre no mundo do AVoIP, preserve e continue a desfrutar dos seus fluxos de trabalho, mas não descure o futuro.

A SONIFEX é um empresa inglesa de referência, que fabrica equipamentos de transmissão de áudio para os sectores de rádio, TV, segurança e telecomunicações. Está em actividade desde 1969 e estabeleceu, desde então, uma posição reconhecida na indústria de radiodifusão. Inovação é uma palavra chave da cultura da empresa, que combina ideias inovadoras ​​e voltadas para o exterior com práticas de design sólidas e eficientes. Apesar do seu sólido passado, a SONIFEX espera consolidar a sua posição nas indústrias de radiodifusão e segurança, expandindo os seus esforços de investigação e desenvolvimento, a fim de oferecer novos equipamentos cujo design reflita a qualidade e fiabilidade que são esperadas pelos seus clientes.

Neste contexto, a empresa, tendo em conta e apesar da revolução tecnológica que se opera neste momento no sector, percebeu que há que assegurar uma transição suave para esta nova era. Investimentos importantes foram feitos pelos operadores em tecnologia analógica e digital, que muitas vezes não chegaram ao fim do seu ciclo de utilização. Entretanto, novos equipamentos, baseados no protocolo AVoIP estão sendo desenvolvidos, que oferecem novas possibilidades de trabalho, tão notórias, que é impossível ignorar. O que fazer do equipamento que ainda está ao serviço e como conciliar as novas possibilidades com o equipamento existente?

A SONIFEX tem a resposta. A sua linha AVN-DIO de interfaces de áudio Audiophile-Dante® é uma solução simples, acessível e segura para garantir esta transição. Esses interfaces de áudio plug and play, de funcionamento muito simples proprocionam um método conveniente e elegante de ligar equipamentos de áudio analógicos e digitais tradicionais a uma rede de áudio Dante AoIP.

Qual é a diferença entre essas unidades e outras? A qualidade do áudio. Os interfaces AVN-DIO usam circuitos A/D e D/A que proporcionam um desempenho analógico 10 vezes melhor que produtos concorrentes similares, oferecendo de faixa dinâmica >120dB. A linha oferece modelos para todas as necessidades. Poderá saber mais sobre todos eles aqui. Os modelos AVN-DIO14 – Dante to XLR analogue stereo input & output, AVN-DIO15 – 4 analogue XLR inputs to Dante e AVN-DIO16 – Dante to 4 analogue XLR outputs, voltam agora a estar disponíveis. Cada um destes modelos dispõe de uma ligação Neutrik etherCON para ligação directa a uma rede Dante AoIP.

Conheça melhor todo o catálogo da SONIFEX. Fale connosco para saber que soluções SONIFEX melhor se adequam às suas necessidades.


Rumar ao futuro, sem prescindir do passado

Há uma revolução em curso no domínio da produção audio-visual. O protocolo IP permite hoje que os equipamentos falem uns com os outros, estando assim criadas condições para que surjam novos e mais poderosos fluxos de trabalho. A oferta de novos equipamentos, com novas possibilidades de operação e novas características obedece ao referido protocolo. A pergunta, no entanto, mantém-se para quem quer acompanhar esta inevitável mudança, como é o caso de estruturas que não foram montadas de raiz com base nesse protocolo: o que fazer com todo o equipamento herdado do passado, que traduz investimentos avultados, muitas vezes longe ainda de terem sido rentabilizados? A SONIFEX propõe-lhe a solução, através de interfaces simples, que permitem a comunicação entre o equipamento tradicional e o novo. Bem-vindo à série AVN.

Os novos interfaces da série AVN da SONIFEX convertem entradas e saídas analógicas balanceadas ou AES3 para Dante AoIP. Para I/O analógicos, 4 e 8 canais bidirecionais, obtêm-se 16 canais de entradas e 16 de saída. Nestes produtos analógicos, o nível de alinhamento global pode ser definido para entradas e saídas. Para AES3 existe uma interface bidirecional de 8 canais estéreo. Todos os modelos analógicos e AES3 podem ser encomendados com portas Dante redundantes simples ou duplas. Simples de configurar e operar, essas soluções económicas de montagem em rack oferecem uma solução fácil em qualquer área de actividade profissional no campo dos AV.

Estes interfaces de áudio plug and play simples oferecem um método prático e elegante de ligar equipamentos de áudio analógicos e digitais tradicionais a uma rede de áudio Dante AoIP.

Qual é a diferença entre essas unidades e outras? A resposta é simples: a qualidade do áudio. A SONIFEX usa circuitos A/D e D/A que apresentam um desempenho analógico 10 vezes superior ao do produtos concorrentes similares, proporcionando uma banda dinâmica >120dB .

Nas séries Multi-Channel Dante® e AVN-DIO Audiophile Dante® vai encontrar soluções para todos os seus problemas de conversão para e de redes Dante AoIP. É a solução para entrar neste novo mundo sem pôr em causa o seu investimento passado.

Saiba mais sobre estes produtos aqui e consulte-nos para mais informação.


Novas ferramentas digitais para áudio

A partir da junção da experiência concreta em produção áudio, com as mãos verdadeiramente na massa, e de competências técnicas do mais elevado gabarito, a SONIBLE reuniu um grupo único de profissionais que cria novas ferramentas digitais para áudio profissional. Do mais inovador e tecnologicamente avançado que podemos encontramos hoje nesta área. Uma dinâmica e experiente equipa, responsável pela criação de novas ferramentas áudio, de hardware e software, fiáveis, eficientes e verdadeiramente inovadoras, destinadas a simplificar os seus fluxos de trabalho. Em pouco tempo, a austríaca SONIBLE tornou-se uma marca de referência, cujos produtos conquistam um mercado cada vez mais exigente e atento.

Engenheiros de som, de FOH e produtores musicais, especialistas em IA, programadores de software, DJs e músicos, a equipa da SONIBLE é uma mistura eclética de peritos altamente qualificados e de criativos muito experientes e activos nas suas áreas. Uma vasta tarimba na área do áudio e o foco orientado para o utilizador são colocados ao serviço do desenvolvimento de plug-ins de áudio assistidos por IA, no projecto e implementação de sistemas de áudio 3D e na construção de hardware de áudio, altamente especializado. O som, enfim, em todas as dimensões, em toda a sua complexidade e abrangência.

A SONIBLE distingue-se pelo seu compromisso, que se expressa na transformação de novos recursos tecnológicos em ferramentas para produção áudio que se caracterizam pela sua incrível qualidade, uso intuitivo e recursos que melhoram os fluxos de trabalho. Mas, para além da fortíssima componente tecnológica, os produtos da SONIBLE são ferramentas concebidas para inspirar o seu utilizador e promover a sua criatividade.

UMA AMPLA GAMA DE PRODUTOS

Os produtos desenvolvidos pela SONIBLE estão divididos em duas grandes categorias: software e hardware.

Na primeira categoria, o destaque vai para os plugins como o reverbs, compressores, diversas propostas de equalizaçãoetc.. Merecedores da sua atenção são os plugins da série smart: o smart:comp 2, o smart:EQ 3, o smart:reverb, o smart:EQ live e o EQ+ series. Pode adquiri-los individualmente em em conjuntos, agrupados por função. Estão ainda disponíveis as séries pure, true, proximity e entropy.

No domínio do hardware, destaque para a série ml, com diversos interfaces e conversores, autónomos ou instaláveis em rack, os amplificadores d24 e d16 e o revolucionário sistema IKO, de que falaremos aqui mais detalhadamente em post futuro.

A SONIBLE está definitivamente no topo do conjunto de empresas dedicadas ao desenvolvimento de novas ferramentas baseadas nas tecnologias digitais de ponta, aplicadas ao áudio.

Saiba mais sobre a SONIBLE e venha falar connosco para tomar contacto com estes novos produtos e saber mais ainda sobre a sua utilização e disponibilidade.


Tudo em grande!

Tudo no BIG é em grande. Uma poderosa ferramenta desenvolvida pela SPL, na tradição de outros importantes produtos criados pela prestigiada marca alemã. A função do BIG é simples: ampliar a imagem estéreo de uma maneira nova, abrindo novas vias criativas para moldar o som. Fundamental para qualquer estúdio moderno, na perspectiva dos actuais padrões de escuta. Com uma operação extraordinariamente intuitiva, com apenas três botões de controlo, o inovador BIG vem acrescentar mais qualidade e diversificação à linha de produtos da SPL, nomeadamente à sua série 500. E a confirmar e a sublinhar o carácter distinto e o poder do BIG, este produto acaba de ganhar o prestigiadíssimo NAMM TEC Award 2024.

O BIG é uma criação da SPL Audio, uma ferramenta para moldar a imagem estéreo na perfeição, uma expansão dos produtos da série 500 com um módulo de slot dupla para processamento do palco estéreo. Trata-se de um produto único, que redefine o conceito de estereofonia.

O BiG amplia a imagem estéreo de uma maneira totalmente inovadora e abre portas a novas formas criativas de modelagem de som. Intuitivo, simples de operar, com apenas três controladores.

O controlo Range, seleciona a faixa de frequência que deve ser processada. O controlo Stage, move, dentro dessa faixa de frequência, o palco estéreo para trás ou para frente. O enorme controlo BIGNESS ajusta a intensidade do processamento. Outro destaque digno de nota é a função BASS, que muitos utilizadores conhecerão do Compressor SPL IRON Mastering, um absoluto clássico em todo o mundo, presente nos estúdios de masterização de referência. Este reforço de graves é criado por um filtro passivo, que é implementado num circuito semelhante à função AirBass do IRON.

Todos os componentes do BIG são instalados em placas de circuito que usam a tecnologia Through-hole, para que os componentes que oferecem a melhor qualidade sonora possam ser usados. A marca alemã assegura, ela própria, a produção do BIG.

O BIG constitui, em resumo, uma ferramenta de uma imensa utilidade, de uma altíssima qualidade, muito simples e intuitivo de operar, um equipamento que acrescenta um potencial criativo sem precedentes ao moderno estúdio de som.

A série 500 inclui ainda, recordemo-lo, já agora, para além do BIG, o módulo de auscutadores HPm, o Dual Band deEsser DeS, e o Transient Designer TDx. Uma linha de práticas ferramentas, indispensáveis no moderno estúdio de som.

O prémio NAMM TEC Awards2004 na categoria de Signal Processing Hardware assenta-lhe que nem uma (BIG!) luva.

Saiba mais sobre o BIG aqui, aproveite e fique a conhecer outros produtos da SPL. Para mais informações, contacte-nos.


Um laboratório na crista da onda

A masterização é uma das partes mais importantes do processo de produção musical. É uma arte única e desde há 25 anos que o WaveLab da STEINBERG é a escolha número um para profissionais de masterização. O WaveLab é uma solução de masterização completa, com todas as ferramentas necessárias para cobrir qualquer fluxo de trabalho do início ao fim. Com o apoio de uma rede global de engenheiros de masterização que o utilizam, o WaveLab é a chave para dar a cada aspecto da masterização uma dimensão totalmente profissional.

O que oferece, num primeiro e rápido resumo, uma ferramenta como o WaveLab da STEINBERG? Em primeiro lugar, a solução para a masterização e edição de ponta destinada à distribuição digital, em CD, vinil e noutros formatos. Em segundo lugar, a capacidade para a montagem de faixas diferentes para criar um álbum inteiro. Em terceiro lugar, uma unidade de medição de sinal excepcional, FX em tempo real, com processadores offline e ferramentas de restauro. Em quarto lugar, a possibilidade de integração, muito flexível, de hardware externo, para uma ainda maior e personalizada capacidade de processamento.

O WaveLab é muito mais do que a referência da masterização. A sua abordagem modular permite o uso de diferentes partes do seu abrangente conjunto de recursos em todas as áreas da produção de áudio profissional. Quer se trate de edição e processamento espectral precisos, restauro de áudio, análise forense de arquivos de som e muitos outros usos, o WaveLab tem as ferramentas para fazer todo esse trabalho de forma incrivelmente rigorosa e intuitiva.

O WaveLab oferece uma ampla variedade de funções de edição especializadas. É possível a edição destrutiva e não destrutiva, permitindo assim a escolha mais adequada ao seu projecto. A edição espectral de alta resolução, por exemplo, permite direcionar com precisão certas frequências e detectar ruídos indesejados, para removê-los com muito cuidado. O WaveLab possui as ferramentas de análise de áudio mais avançadas, actualmente disponíveis na indústria de som profissional. Uma gama abrangente de medidores de sinal – incluindo nível de pico, erros de volume, fase, espectro e bits – garante uma panorâmica incrivelmente precisa do som com o qual se está a trabalhar. Mas o WaveLab vai muito além do simples mostrar do que está a acontecer, porque permite uma visualização do espectrograma excepcionalmente detalhada, exibição de Wavelet e análise de frequência 3D, incluindo ferramentas de análise global para sondar profundamente os sons. As ferramentas de restauro de áudio de última geração do WaveLab são conhecidas pela sua capacidade de melhorar gravações antigas ou imperfeitas. Inclui o conjunto de plug-ins de restaurao RestoRig, como o DeClicker, DeNoiser, DeBuzzer, DePopper e DeCrackler, para remover uma ampla gama de ruídos e artefatos indesejados.

O WaveLab possui uma área de trabalho inteiramente dedicada ao processamento por batch, o que pode fazer economizar muito tempo aos utilizadores. Com uma vasta gama de efeitos de plug-in e processadores de alta qualidade à escolha, é possível criar com eles muitas colecções de plug-ins diferentes e produzir o rendering de vários arquivos em formatos diferentes de uma só vez. O WaveLab apresenta recursos de edição de metadados muito abrangentes e flexíveis, que podem ser mudados à medida e utilizados independentemente da utilização em concreto, material de origem ou resultado final. Além de toda a gama de códigos de metadados – incluindo ID3 v1 (para formatos MP3) e v2 que estão em conformidade com os padrões do iTunes – podem ser adicionadas letras e imagens aos metadados de cada arquivo. O WaveLab é também uma ferramenta fantástica para designers de som, não apenas pelas suas funções de análise, edição e restauro de áudio, mas também porque as suas avançadas ferramentas de processamento o tornam uma óptima solução para capturar amostras e criar loops, entre muitas outras possibilidades de utilização. O WaveLab permite a gravação estéreo e multipista, tornando-o a ferramenta ideal para uma ampla variedade de situações de gravação, dentro e fora do estúdio. O WaveLab tem a possibilidade de criar ficheiros de áudio interlaçados multicanal, para abrir, editar e guardar em formatos de áudio surround até 22.2 e Ambisonics, com edição mais fácil e opções de seleção detalhadas. É perfeito também para podcasts, uma parte hoje tão importante da transmissão de áudio. Uma das áreas de trabalho do WaveLab é dedicada a gravar, organizar episódios e prepará-los para publicação. Existe uma versão do WaveLab, o Cast, apenas centrada nesta capacidade.

Uma ferramenta excepcional, de que aqui lhe pretendemos dar apenas uma imagem rápida. Se quiser saber mais, veja aqui. Se o seu universo de trabalho se centra nos podcasts e noutras aplicações para redes sociais, existe uma versão especial dedicada o WaveLab Cast. Veja aqui mais sobre este produto. Para saber mais ainda sobre o WaveLab da STEINBERG e para ficar a conhecer mais sobre as suas possibilidades, venha falar connosco.


O melhor de 2023 (5)

Concluímos esta revista do que de melhor as nossas representadas produziram em 2023 com a nova crystal, da LAWO. A mesa ideal para aplicações em unidades de produção de dimensões mais reduzidas. Desde o estúdio pessoal, ao carro de exteriores mais sofisticado, com a nova crystal, a tecnologia diamond está à sua disposição. A superior qualidade de som, robustez e flexibilidade de operação que este produto da LAWO nos garante, posiciona a crystal como a solução perfeita para situações em que o espaço, a portabilidade, a dimensão dos fluxos de trabalho, a complementaridade com outros equipamentos e o orçamento sejam considerações a ter em conta, individualmente ou em conjunto. A nova crystal coloca a tecnologia LAWO, todo o seu saber, experiência, a qualidade do design e o tremendo potencial dos seus produtos, ao seu dispôr, de uma forma mais acessível do que nunca. A nova crystal é uma mesa compacta e moderna no seu conceito. Para si. Não é uma promessa, é uma realidade.

Para atingir os mais altos níveis de produtividade, as nossas ferramentas de trabalho devem funcionar como extensões de nós próprios. Com dois modos distintos de operação – Power Core e Controller – a nova crystal é a companheira perfeita para uma variedade de aplicações: estúdios de broadcast, rádio e televisão, de pequeno e médio porte; estúdios regionais; suítes de notícias e comentário; estúdios de som; controlo MCR e carros de exteriores; estúdios de gravação de podcasts; produção remota; sites de backup e de recuperação de desastres; controlo e integração de DAWs, bem como na uniformização de fluxos de trabalho.

Baseada na afamada filosofia da diamond, a operação da crystal revela-se instantaneamente familiar e directa, proporcionando aos utilizadores uma poderosa ferramenta de trabalho, altamente intuitiva. A nova crystal proporciona uma sinergia perfeita da operação física e virtual, com controlos inteligentes e sensíveis ao contexto em que estão naturalmente disponíveis. A nova crystal proporciona o poder da diamond num pacote mais compacto e económico e aproveita a insuperável experiência em tecnologia áudio e melhoria de fluxos de trabalho de alta qualidade que os produtos LAWO proporcionam.

A nova crystal integra tecnologia nativa IP e está disponível em acabamento claro e escuro. Ambas as versões oferecem uma variedade de tons e matizes de utilização que permitem personalizar a mesa de acordo com as necessidades. Extensões virtuais opcionais fornecem informações imediatas para cada função. Faders motorizados sensíveis ao toque e teclas LED coloridas funcionam em conjunto, com ecrãs de super resolução, coloridos.

A nova crystal está disponível com 6, 8 ou 14 vias, tem ecrãs “context-sensitive” a cor, e faders touch-sensitive. Funciona em dois modos: Power Core e Controller. Tem módulos opcionais de controlo com ecrã sensível ao toque de extensão virtual. O motor Power Core oferece várias opções de licenças. que proporcionam um sistema sofisticado de gestão de utilização e de direitos. A nova crystal é, claro, compatível em modo nativo com os protocolos RAVENNA/AES67 e ST2110-30. Foi desenhada para dar resposta a produções que requeiram um ritmo de trabalho rápido. Proporciona um conjunto de pistas visuais para ajudar a operação. A crystal emprega algoritmos inteligentes que aceleram os fluxos de trabalho de qualquer tipo de produção e liga-se ao motor de mistura Power Core em modo nativo, via Ethernet.

Tudo isto num conjunto muito compacto, coerente, que é um imenso prazer operar. Veja aqui um video sobre a crystal.

Saiba tudo sobre a nova crystal aqui. Se quiser ficar a saber mais ainda ou para outros esclarecimentos sobre a nova crystal e qualquer dos outros produtos da LAWO, venha , por favor, falar connosco.