AoIP: o momento de mudar é agora

A tendência é inescapável, as vantagens são incontroversas, o momento é agora. O broadcast, na rádio e na televisão, vai em direcção inexorável ao digital. As soluções multiplicam-se e o processo vai chegar, mais tarde ou mais cedo, a todos os centros de produção. Quanto mais cedo os produtores apanharem o comboio, mais cedo estarão aptos a dominar a tecnologia, a estabelecer novas e mais vantajosas rotinas de trabalho e a precaver o seu futuro tecnológico. As soluções baseadas na tecnologia AoIP estão disponíveis, oferecendo todo o seu potencial, aqui e já. Um exemplo recente, da Radio Bahrein, proporcionado pela tecnologia LAWO é motivo de reflexão.

O domínio gradual do digital na área do broadcast é um fenómeno que não é de hoje. Nem sempre tem, contudo, sido bem compreendido e as suas implicações não serão sempre valorizadas e tidas em conta. Mas, tranquilamente, a tecnologia digital tem vindo a tomar conta de todos os aspectos da produção. Não é, naturalmente, por acaso. As vantagens são hoje sobejamente conhecidas, a migração de recursos é inevitável. Na área específica da produção áudio, o broadcast beneficia hoje da adopção de standards claros, de que o Audio over IP (AoIP) é um exemplo.

A solução ganha força, por muitos e bons motivos: reduz os custos gerais, melhora os fluxos de trabalho, minimiza as necessidades de equipamento e simplifica e reduz muito a infraestrutura. Além disso, as soluções AoIP alavancam novas possibilidades, permitindo a introdução gradual de ilhas de AoIP conforme a necessidade ou o orçamento. Tudo isso aumenta muito a eficiência geral de custos do investimento em tecnologia AoIP, com economias significativas. Uma outra vantagem significativa da tecnologia AoIP é que oferece suporte a soluções a um nível empresarial integrado. Como a maioria das instalações de transmissão e produção foram há muito convertidas do analógico ao digital e empregam já redes internas, faz sentido que a próxima etapa seja a transição para o áudio sobre IP. Isso aplica-se a uma ampla base de operações, críticas nas instalações de transmissão e produção de TV, incluindo: distribuição de sinal descentralizada, a utilização de hardware e software de mistura, a ligação de site a site, a gestão de chamadas de várias linhas, a distribuição de sinal e conversão de formato, o processamento de áudio em tempo real, a medição e monitorização de sinal, a intercomunicação e a comunicação via IP.

A Rádio Bahrain é um exemplo recente de inovação e atenção ao futuro. Construída em 1980, a rádio do Bahrein, consiste em sete estações de rádio, estava há muito tempo para uma reformulação. O recente projeto concluído é a primeira fase que lança esta instalação no reino digital. Toda a instalação foi remodelada, desde nove rádios estúdios e salas de controle até ao MCR (Master Control Room) e CAR (Central Apparatus Room), com a renovação paralela de mobiliário, equipamento, sistemas de automação, rádio-biblioteca e acústica. Uma estrutura construída em 1980, estava permanentemente sujeita ao desgaste que o tempo lhe impôs. Alguns colapsos ocasionais, para os quais não havia suporte disponível, dificultavam as operações. Todas as estações de FM e AM são processadas nos estúdios e passam pelo MCR; os canais de rádio também estão disponíveis por satélite e OTT. Com este projeto, toda a tecnologia de rádio foi transferida para uma plataforma digital.

No centro desta estrutura está uma arquitetura MADI da LAWO, que cobre todos os sete estúdios no ar e permite que a sala de controlo sirva como um estúdio autônomo. Os estúdios também podem ser ligados a dois dos estúdios de produção de música ou drama. Um terceiro estúdio de produção foi redesenhado para a mistura. Todos os sete estúdios no ar são projetados de forma a permitir que qualquer estação FM faça o login e vá para o ar de qualquer estúdio. O MCR, o coração da estação, inclui um sistema de automação das 15 estações FM com redundância total, permitindo que o departamento se expanda no futuro e adicione outras seis estações FM. Inclui ainda quatro paredes de LED de 80”, o novíssimo Vistool para controlo de áudio e uma solução VSM.

Saiba mais aqui sobre este grande projecto e contacte-nos para saber mais ainda sobre as soluções LAWO que temos para si.


Mesas LAWO asseguram qualidade do som do FESTIVAL EUROVISÃO 2021

O vencedor do Festival Eurovisão 2021 foi, como é sabido, a banda italiana Måneskin. Mas há um nome que venceu antes de todas as canções terem sido apresentadas: a LAWO. Com as suas mesas mc²56 a constituirem o eixo da qualidade do som do Festival, a LAWO ganhou em todas as frentes, assegurando que todas as canções que disputavam o galardão máximo chegavam aos ouvidos dos milhões de espectadores que assistem ao evento com a máxima qualidade sonora que a tecnologia LAWO oferece.

O Festival da Eurovisão 2021 foi a 65ª edição deste popular certame. O concurso foi realizado em Roterdão, na Holanda. O troféu foi arrecadado, como é sabido, pela banda italiana Måneskin. As emissoras holandesas NPO, NOS, AVROTROS, bem como as empresas de OB com sede na Holanda, NEP e United (EMG), juntaram forças para cobrir o evento.

O Festival da Eurovisão chega a todo o mundo e alcança os ouvidos de um vastíssimo número de espectadores. Para garantir a qualidade superior de som que chega a estes milhões e milhões de espectadores, e a fiabilidade da operação, a NEP equipou os seus carros de exteriores UHD1 e UHD2 com mesas mc²56 de 64 vias, a chave para garantir esta qualidade de som. Foram também utilizadas unidades de roteamento Nova e o sistema de controlo de transmissão VSM da LAWO. Com este equipamento garantiu-se uma operação intuitiva e suave da cadeia de transmissão e a máxima qualidade. Os dois carros de exteriores são desenhados de modo a assegurar uma função principal e de backup para comutação imediata em caso de avaria.

Duas mesas adicionais mc²56 de 48 vias, junto com o equipamento de monitorização e equipamento externo fornecidos pela LAWO Rental, estavam instalados numa sala de música separada, onde o produtor musical Tijmen Zinkhaan misturava as actuações das delegações e o intervalo. Enquanto todas as ligações de transmissão de áudio eram transmitidas via RAVENNA / AES67, os sinais de áudio para o PA no local eram proporcionados por placas Dante dentro das unidades de roteamento Nova.

A seleção do equipamento LAWO não foi obra do acaso. Tratou-se de uma escolha deliberada do responsável pelo sector de áudio do ESC 2021, Thijs Peters: “Nunca houve dúvidas de que as mesas LAWO constituem a combinação perfeita para esta tarefa de prestígio. Para além da qualidade do som, as suas capacidades de roteamento são infinitas. Esta configuração garante uma integração perfeita e pode ser conveniente e intuitivamente controlada por meio do sistema de operação de transmissão VSM de LAWO.”

Este elenco de estrelas tornou mais fácil o trabalho do engenheiro de mistura da emissão Andre Swart, o engenheiro FX Marcel Korfage e o produtor musical Tijmen Zinkhaan. Foi este o equipamento que permitiu estabelecer o padrão de qualidade da base áudio, que deu acesso a que todos os finalistas brilhassem na grande final.

Uma operação complexa, como pode testemunhar aqui. Saiba como tratámos o ESC de Viena (Áustria) em 2015 e o de Lisboa em 2018. Em 2018 falámos-lhe, sobretudo, de um outro dos pilares que asseguram esta grande operação técnica que é o ESC, a nossa representada RIEDEL, presente mais uma vez este ano. Saiba mais sobre as mesas LAWO modelo mc²56. Venha saber mais ainda sobre a LAWO, marque uma conversa connosco para saber como o poderemos servir.

Os gémeos do futuro

Acabam de ser entregues à RTBF (Radio-télévision belge de la Fédération Wallonie-Bruxelles), dois carros de exteriores, idênticos, que constituem o que de mais avançado existe neste momento no mundo, no que diz respeito a este tipo de recursos. Estes carros gémeos são dois pilares centrais sobre os quais vai assentar a nova Media Square que a estação pretende implementar. A tecnologia LAWO constitui o eixo principal da solução tecnológica em que assenta o funcionamento destes carros.

Detalhe do novo carro de exteriores da RTBF

A Radio-télévision belge de la Fédération Wallonie-Bruxelles (RTBF), é a estação pública francófona da Bélgica. A actividade da RTBF estende-se pelos seus 4 canais de televisão, nove de rádio, presença na web e nas diferentes redes sociais. A sua produção é muito diversificada e pode ser apreciada, quer dentro das fronteiras do país quer internacionalmente.

Dotada de uma importante infraestrutura tecnológica, a RTBF acaba de ver alargada a sua capacidade significativamente com a aquisição de dois super carros de exteriores. Totalmente iguais, com a tecnologia mais avançada disponível hoje e virados para o futuro.

A base dos carros assenta numa infraestrutura de rede Arista de 100 Gbps, sobre a qual funciona a plataforma V__matrix C100 da LAWO. Tudo isto para proporcionar sinal de vídeo e áudio no formato SDI e IP, sua distribuição e processamento, controlo e monitorização processados pelos sistemas VSM, vSNMP, vsmSOUL e vsmGear, também da LAWO. Veja tudo sobre estes sistemas de controlo aqui. Mesas mc²56 completam este conjunto de equipamento.

O sistema de intercomunicação é proporcionado pela RIEDEL e inclui o TANGO e os Smartpanels da série 1200.

Nesta altura, os carros gémeos de exteriores, agora fornecidos à RTBF, constituem o que de mais avançado existe no mundo, no que respeita a tecnologia destinada a este género de aplicações. Podem ser usados autonomamente, mas também em conjunto para produções que o exijam e podem ainda ser adicionados aos recursos dos estúdios centrais. Constituem as pedras angulares de um conjunto mais alargado de recursos a implementar em futuro breve, uma vez que estão equipados com tecnologia à prova de futuro.

Veja este video com uma descrição dos novos carros. Leia aqui um artigo detalhado sobre as especificações deste fornecimento. Veja aqui panorâmicas 360º do interior dos carros.

Saiba mais sobre as soluções LAWO e RIEDEL. Saiba ainda mais, contactando-nos.


Uma frota movida a Lawo

A Antenna Hungária é uma importante operadora de telecomunicações húngara. Nada menos que treze carros de exteriores da empresa estão
equipados com mesas e outro equipamento LAWO.

A mais recente entrega da LAWO para a frota da Antenna Hungária incluiu 3 mc256 de 48 vias e 4 mc236, 3 de 16 vias e uma de 40 vias, que se juntaram às 8 mesas actualmente em uso .

O contrato de fornecimento incluiu ainda Lawo Commentary Units (LCUs), Compact I/O, V_pro8, Nova73 (Audio Routers), DALLIS (stageboxes) e
A_madi4, para além dos VSM Broadcast Control and Monitoring System.

Os carros de exteriores destinam-se, quer a produtores externos quer às produções próprias dos canais da Antenna Hungária.

Entre estas contou-se o FINA 2017,  Campeonatos Mundiais de Natação,
realizado recentemente em Budapeste.

Tratou-se de um dos maiores eventos desportivos internacionais, que contou com a participação de cerca de 3000 atletas de todo o mundo, em seis disciplinas e num total de 75 competições diferentes.

Veja mais aqui e saiba mais sobre a LAWO aqui.

Venha falar connosco e saiba ainda mais sobre as soluções que a LAWO tem para si.