Gerir uma infraestrutura áudio sobre IP

Mais do que uma tecnologia concebida para assegurar fluxos de trabalho e cumprir tarefas técnicas específicas, o que não seria pouco, as soluções LAWO baseadas em IP foram pensadas como espinha dorsal de uma infraestrutura global de média, capaz de assegurar a produção, processamento, distribuição e gestão de sinal em qualquer unidade de produção. A flexibilidade, fiabilidade e o poder de operação que oferecem não tem paralelo com algo que se tenha passado antes, na história da tecnologia aplicada aos média. A diversidade de aplicações e a riqueza de opções contidas numa solução constituída por uma mesa da série mc²56, equipada com o A__UHD Core, por exemplo, tal como foi instalada recentemente pela LAWO na STV plc, o canal principal da Escócia, é disso um exemplo.

O projecto demonstrou “a flexibilidade da tecnologia sobre IP para criar infraestruturas,” como refere Devin Workman, o director de vendas da LAWO para o RU e Irlanda. Originalmente pensado como uma actualização técnica e cosmética das movimentadas salas de produção e controlo de som da STV, o projecto transformou-se numa ambiciosa exploração da área do áudio sobre IP com vista melhorar fluxos de trabalho, que permitisse, ao mesmo tempo, explorar um caminho de expansão futura em toda a instalação. A equipa STV foi atraída pela flexibilidade do novo mesa de produção de áudio mc²56 (MKIII) da LAWO e pelas oportunidades proporcionadas pela sua arquitetura baseada em IP. Trata-se da primeira instalação para transmissão ao vivo do Reino Unido do A_UHD Core (Fase 2) da mesa de 48 vias mc²56 MKIII. O canal de transmissão da STV atinge 3,2 milhões de espectadores a cada mês, constituindo com o serviço de streaming, STV Player e STV Studios, a maior produtora da Escócia.

A__UHD Core

Para além da mc²56 MKIII, foi instalada uma unidade A__UHD Core, o que proporciono à STV a capacidade de gerir e distribuir sinal via IP, ao mesmo tempo que permitiu uma enorme redução de espaço e economia na cablagem. Essa economia de espaço e uso de energia, juntamente com os recursos de configuração Easy IP incluídos na nova plataforma de gestão do sinal IP HOME, optimizou uma mudança em direção à infraestrutura de áudio sobre IP. Adicionalmente a LAWO também forneceu uma configuração Mix Kitchen para aumentar a flexibilidade do sistema e permitir o controlo remoto de hardware da mesa.

Para completar a configuração, a STV escolheu as stage boxes A__mic8 para os estúdios. Várias A_mic8 foram instalados em caixas de parede distribuídas igualmente pelo estúdio, em vez de uma unidade A__stage64, maior, localizada centralmente para ajudar a reduzir a cablagem de microfone. O R3LAY Virtual Patchbay (VPB) foi implantado de modo a permitir correr o software de reprodução SpotOn.

Stage boxes, série A

Para além de beneficiar das características únicas da mc²56 MKIII, que poderá ver aqui, a unidade A__UHD Core (IP nativa – em que UHD significa “densidade ultra-alta”) constitui um elemento fulcral para as mesas da LAWO da série mc², que oferece uns impressionantes 1024 canais de processamento de áudio com qualidade mc² em apenas 1RU, enquanto reduz drasticamente o consumo de energia. O A__UHD Core fornece vários conjuntos de matrizes de monitorização, downmixing e upmixing, e está pronto para formatos de áudio de última geração, como Dolby Atmos® e MPEG-H. O novo A__UHD Core da LAWO é um dispositivo IP nativo, projectado desde o início para funcionar em redes IP e gerir dispositivos em rede. Como tal, é totalmente baseado em padrões abertos como ST2110-30 / -31, AES67, RAVENNA, Ember + e NMOS. E é projetado para operação em 48 kHz e 96 kHz. Pode saber tudo sobre o A__UHD Core aqui.

Venha saber mais sobre a LAWO e as suas soluções falando connosco.